Abrir menu principal

O festival da Consuália, ou Ludi Consuales, era um festival da Roma antiga celebrado em honra do deus Conso, uma das mais antigas divindades agrárias romanas. A festa do plantio era celebrada em 15 de dezembro e a da colheita em 21 de agosto do ano seguinte[1]. O altar do deus permanecia sob a terra durante todo o ano[2], mas era descoberto para a realização do festival. Durante os dias da celebração, era proibido o uso de animais domésticos no trabalho. Ainda no período anterior à República, foram incluídas nas celebrações corridas de cavalos e mulas[3].

De acordo com Tito Lívio[4], Rômulo criou o festival logo antes do episódio do rapto das sabinas, com vistas a atrair moradores de outras vilas próximas para morar em Roma:

Para conseguir ocasião e local favoráveis, Rômulo ocultou seu ressentimento [por causa do desprezo dos outros povos pelo seu convite] e preparou jogos solenes em honra a Netuno Equestre [o deus Conso] os quais denominou Consualia. Mandou então anunciar o espetáculo aos povos vizinhos e revestiu-o de todo o aparato possível na época, a fim de torná-lo atraente e despertar curiosidade[5].

Considerando-se que Rômulo é o fundador mítico da cidade, se a datação de Tito Lívio for correta este é um dos festivais religiosos mais antigos de Roma.

Índice

ReferênciasEditar

  1. WARDE FOWLER, W. The Roman Festivals of the Period of the Republic: An Introduction to the Study of the Religion of the Romans , pp. 206-209.
  2. Tertuliano, Os espetáculos, 5 e 8.
  3. Bernstein, Frank. "Complex Rituals: Games and Processions in Republican Rome". In: RÜPKE, J. (org.) A Companion to Roman Religion. Oxford: Blackwell, 2007, p. 223.
  4. Ab urbe condita, I, 9.
  5. História de Roma. Tradução de Paulo Matos Peixoto. São Paulo: Ed. Paumape, 1989, p. 32.

BibliografiaEditar

Links externosEditar

Ver tambémEditar