Porta dos Fundos: Contrato Vitalício

filme de 2016 dirigido por Ian SBF
(Redirecionado de Contrato Vitalício)
Porta dos Fundos: Contrato Vitalício
 Brasil
2016 •  cor •  100 min 
Direção Ian SBF
Produção Tereza Gonzalez
Produção executiva Lili Nogueira
Roteiro Fábio Porchat
Gabriel Esteves
Elenco Antonio Tabet
Fábio Porchat
Gabriel Totoro
Gregório Duvivier
João Vicente de Castro
Júlia Rabello
Luis Lobianco
Marcos Veras
Rafael Portugal
Thati Lopes
Xuxa
Gênero comédia
Direção de fotografia Gui Machado
Direção de arte Marcus Figueiroa
Figurino Valeria Stefani
Distribuição Downtown Filmes
Lançamento 30 de junho de 2016
Idioma português
Orçamento 10 milhões
Página no IMDb (em inglês)

Porta dos Fundos: Contrato Vitalício é um filme de comédia brasileiro lançado no dia 30 de junho de 2016.[1] É o primeiro longa-metragem do Porta dos Fundos,[2] dirigido por Ian SBF, escrito por Fábio Porchat e Gabriel Esteves, e estrelado por Fábio Porchat e Gregório Duvivier.

Apesar dos artistas conhecidos pelo público e do imenso sucesso do canal Porta dos fundos na internet, o filme recebeu em geral críticas negativas. O longa ficou apenas 3 semanas em cartaz, tendo uma previsão inicial de 2 meses. [3]

ElencoEditar

EnredoEditar

O diretor Miguel (Gregório Duvivier) e o ator Rodrigo (Fábio Porchat) recebem o grande prêmio do júri em um badalado festival internacional de cinema. Depois de beberem demais, Rodrigo assina um contrato para participar do próximo filme do cineasta. Miguel desaparece e ressurge dez anos depois com uma proposta de fazer um longa delirante. Rodrigo já é famoso e desconfia da sanidade do diretor. Para piorar, percebe que, para honrar o contrato, será obrigado a fazer um filme que pode destruir não apenas sua carreira, mas sua vida.

Referências

  1. Duarte, Pedro (23 de março de 2016). «Porta dos Fundos revela pôster de Contrato Vitalício». Jovem Nerd. Consultado em 24 de março de 2016. Arquivado do original em 26 de março de 2016 
  2. «Porta dos Fundos estreia no cinema "zoando" celebridades». Gazeta do Povo. Consultado em 26 de julho de 2016 
  3. Feltrin, Ricardo (31 de julho de 2016). «1º longa do Porta dos Fundos vende 460 mil ingressos, mas decepciona». UOL. Consultado em 01 de agosto de de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ligações externasEditar

Santiago, Luiz (1 de julho de 2016) Porta dos Fundos: Contrato Vitalício. Consultado em 11 de julho de 2016.