Copa América Feminina

A Copa América Feminina, anteriormente conhecida como Campeonato Sul-Americano de Futebol Feminino (em espanhol: Campeonato Sudamericano Femenino), é o principal torneio entre as seleções de futebol feminino da Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL).

Copa América Feminina
CONMEBOL Copa América Feminina
Dados gerais
Organização CONMEBOL
Edições 8
Outros nomes Campeonato Sul-Americano de Futebol Feminino
Número de equipes 10
Sistema Misto
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

Foi realizado pela primeira vez em 1991. Nas duas primeiras edições do torneio, apenas uma equipe (a campeã) se classificou para a Copa do Mundo de Futebol Feminino. Na terceira edição, os campeões se classificaram automaticamente, enquanto o vice-campeão do torneio enfrentou uma equipe da CONCACAF em uma partida de play-off para chegar à Copa do Mundo. Na quarta edição, duas vagas automáticas foram dadas para a Copa do Mundo Feminina de 2003: para os campeões e a segunda colocada, respectivamente, uma situação parecida para as edições de 2007 e 2011.

Em dezembro de 2020, a CONMEBOL anunciou que o torneio seria realizado a cada dois anos, em vez de a cada quatro anos, a partir de 2022.[1]

HistóriaEditar

 
A Seleção Brasileira é a que mais títulos possui na competição e a que mais possui partidas invictas.

A competição foi disputada pela primeira vez em Maringá, cidade do estado brasileiro do Paraná, em 1991. Foi o único critério adotado pela CONMEBOL como qualificatório para a primeira Copa do Mundo de Futebol Feminino, realizada naquele mesmo ano.

Em sua primeira edição, contou com a participação do Brasil, Chile e Venezuela. Por sua vez, Argentina, Bolívia e Equador participaram pela primeira vez da edição de 1995 organizada em Minas Gerais. Já na terceira edição, realizada na Argentina, contou com a participação das dez seleções da confederação pela primeira vez, incluindo a estreia da Colômbia, Paraguai, Uruguai e Peru. A partir da edição de 2010, o torneio passaria oficialmente a se chamar Copa América Femenina.

 
Partida entre Brasil e Argentina na Copa América Feminina de 2014.

Além de servir como eliminatória para a Copa do Mundo, desde 2006, o torneio serve como eliminatória para os Jogos Olímpicos. Nas duas primeiras edições do torneio apenas a seleção vencedora se qualificava para a Copa do Mundo. Na terceira edição, o campeão passou a se qualificar automaticamente, enquanto que a seleção vice-campeã passou a ter que disputar uma partida de playoff contra uma seleção da CONCACAF. A partir da quarta edição, os dois primeiros passaram a se qualificar automaticamente para a Copa. Da mesma forma, desde 2010 o torneio também serve como qualificação para as 4 vagas a que a confederação tem direito nos Jogos Pan-americanos.

Com sete vitórias, o Brasil é o maior vencedor do torneio. Em 2006, a seleção da Argentina surpreendeu e venceu as favoritas brasileiras tornando-se campeã pela primeira e única vez. Esta foi a primeira derrota da Seleção Brasileira na competição, sendo que até hoje o país só perdeu duas vezes, ambas para a Argentina (a outra derrota aconteceu em 2014).

Também são realizados campeonato para as seleções Sub-20 (desde 2004) e Sub-17 (desde 2008).

CampeõesEditar

Ano Sede Final Semifinalistas
Campeão Placar(es) Vice-campeão 3º lugar Placar(es) 4º lugar
1991
Detalhes
 
Brasil
 
Brasil
[nota 1]  
Chile
 
Venezuela
[nota 1] [nota 2]
1995
Detalhes
 
Brasil
 
Brasil
2 – 0  
Argentina
 
Chile
[nota 1]  
Equador
1998
Detalhes
 
Argentina
 
Brasil
7 – 1  
Argentina
 
Peru
3 – 3 (pro)
5 – 4 (pen)
 
Equador
2003
Detalhes
 
Peru
 
Brasil
[nota 1]  
Argentina
 
Colômbia
[nota 1]  
Peru
2006
Detalhes
 
Argentina
 
Argentina
[nota 1]  
Brasil
 
Uruguai
[nota 1]  
Paraguai
2010
Detalhes
 
Equador
 
Brasil
[nota 1]  
Colômbia
 
Chile
[nota 1]  
Argentina
2014
Detalhes
 
Equador
 
Brasil
[nota 1]  
Colômbia
 
Equador
[nota 1]  
Argentina
2018
Detalhes
 
Chile
 
Brasil
[nota 1]  
Chile
 
Argentina
[nota 1]  
Colômbia
2022
Detalhes
 
A definir
 
A definir
 
A definir
 
A definir
 
A definir

Por seleçãoEditar

Seleção Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
  Brasil 7 (1991, 1995, 1998, 2003, 2010, 2014 e 2018) 1 (2006)
  Argentina 1 (2006) 3 (1995, 1998 e 2003) 1 (2018) 2 (2010 e 2014)
  Chile 2 (1991 e 2018) 2 (1995 e 2010)
  Colômbia 2 (2010 e 2014) 1 (2003) 1 (2018)
  Equador 1 (2014) 2 (1995 e 1998)
  Peru 1 (1998) 1 (2003)
  Uruguai 1 (2006)
  Venezuela 1 (1991)
  Paraguai 1 (2006)

Classificação históricaEditar

Pos Seleção Part Pts J V E D GF GC Saldo
1   Brasil 8 124 44 41 1 2 248 18 +230
2   Argentina 7 83 44 26 5 13 107 58 +49
3   Colômbia 6 58 34 17 7 10 75 61 +14
4   Chile 8 42 34 12 6 16 59 68 −9
5   Paraguai 6 38 25 12 2 11 51 52 −1
6   Equador 7 38 31 11 5 15 48 80 −32
7   Peru 6 23 27 6 5 16 23 60 −37
8   Uruguai 6 18 25 5 3 17 23 74 −51
9   Venezuela 7 17 24 5 2 17 24 79 −55
10   Bolívia 7 11 26 3 2 21 26 134 −108

ParticipaçõesEditar

Legenda
  • – Campeão
  • – Vice-campeão
  • – Terceiro lugar
  • – Quarto lugar
  • GS – Grupos
  •     — Sedes
Seleção  
1991
(3)
 
1995
(5)
 
1998
(10)
 
2003
(10)
 
2006
(10)
 
2010
(10)
 
2014
(10)
 
2018
(10)
TBA
2022
TBD
Total
  Argentina 7
  Bolívia GS GS GS GS GS GS GS 7
  Brasil 8
  Chile GS GS GS GS 8
  Colômbia GS GS 6
  Equador GS GS GS GS 7
  Paraguai GS GS GS GS GS 6
  Peru GS GS GS GS 6
  Uruguai GS GS GS GS GS 6
  Venezuela GS GS GS GS GS GS 7

ArtilheirasEditar

Edição Jogadora Seleção Gols Jogos
1991 Adriana   Brasil 4 2
1995 Sissi   Brasil 12 4
1998 Roseli   Brasil 16 6
2003 Marisol Medina   Argentina 7 5
2006 Cristiane   Brasil 12 7
2010 Marta   Brasil 9 7
2014 Cristiane   Brasil 6 7
2018 Catalina Usme   Colômbia 9 7

Treinadores vencedoresEditar

Edição Treinador(a) Seleção
1991   Edil   Brasil
1995   Ademar Fonseca   Brasil
1998   José Duarte   Brasil
2003   Paulo Gonçalves   Brasil
2006   Carlos Borrello   Argentina
2010   Kleiton Lima   Brasil
2014   Vadão   Brasil
2018   Vadão   Brasil

Prêmio Fair PlayEditar

Edição Seleção
1998   Argentina
2006   Paraguai
2010   Chile
2014   Argentina
2018   Chile

ClassificaçõesEditar

Copa do Mundo FemininaEditar

Seleção Vezes Anos de classificação
  Brasil 8 1991, 1995, 1999, 2003, 2007, 2011, 2015 e 2019
  Argentina 3 2003, 2007 e 2019
  Colômbia 2 2011 e 2015
  Equador 1 2015
  Chile 1 2019

Jogos OlímpicosEditar

Seleção Vezes Anos de classificação
  Brasil 7 1996, 2000, 2004, 2008, 2012, 2016 e 2020
  Colômbia 2 2012 e 2016
  Argentina 1 2008
  Chile 1 2020

Jogos Pan-AmericanosEditar

Seleção Vezes Anos de classificação
  Colômbia 3 2011, 2015 e 2019
  Argentina 3 2011, 2015 e 2019
  Brasil 2 2011 e 2015
  Chile 2 2011 e 2023
  Equador 1 2015
  Paraguai 1 2019
  Peru 1 2019

Ver tambémEditar

Notas

  1. a b c d e f g h i j k l m A seleção vencedora foi definida a partir do sistema de pontos corridos.
  2. Esta edição contou com a participação de apenas três seleções.

Referências

  1. «CONMEBOL Copa América aumentará a competitividade do Futebol Feminino sul-americano a cada dois anos». CONMEBOL. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 14 de julho de 2021 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Copa América Feminina