Copa América Feminina de 2022

A Copa América Feminina de 2022 foi a nona edição do principal campeonato de seleções de futebol feminino da América do Sul, que ocorreu entre 8 e 30 de julho na Colômbia.[1] A edição também foi classificatória para a Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2023, para os Jogos Pan-Americanos de 2023 e também para os Jogos Olímpicos de Verão de 2024.[2][3]

IX Copa América Feminina
Colômbia 2022
2022 Copa América Femenina logo.png
Dados
Participantes 10
Organização CONMEBOL
Anfitrião Colômbia
Período 8 – 30 de julho
Gol(o)s 87
Partidas 25
Média 3,48 gol(o)s por partida
Campeã Brasil (8º título)
Vice-campeã Colômbia
Melhor marcadora Argentina Yamila Rodríguez – 6 gols
Melhor ataque (fase inicial) Brasil – 17 gols
Melhor defesa (fase inicial) Brasil – Nenhum gol
Maiores goleadas
(diferença)
Peru 0–6 Uruguai
Estádio CentenárioArmênia
18 de julho, Grupo B
 
Brasil 6–0 Peru
Estádio Olímpico Pascual GuerreroCáli
21 de julho, Grupo B
Premiações
Melhor jogadora Colômbia Linda Caicedo
◄◄ Chile 2018 Soccerball.svg 2024 Flag of None.svg ►►

O atual campeão era o Brasil que venceu as últimas três edições.[4] ​Após esta edição a competição passará a ser realizada a cada dois anos.[5] As brasileiras mantiveram a sua hegemonia na competição ao vencer a anfitriã Colômbia na final por 1–0, acumulado seu oitavo título continental.[6]

Fórmula de disputaEditar

Na primeira fase, as dez equipes participantes foram divididas em dois grupos de cinco equipes cada. Cada equipe enfrenta as quatro adversárias dentro do grupo. As duas melhores equipes de cada grupo avançam para as semifinais. As equipes que finalizaram em terceiro lugar em cada um dos grupos disputaram a partida pelo quinto lugar.[3][7]

A partir da fase final, além da definição do título a posição final de cada seleção vale a qualificação para as seguintes competições internacionais:[3]

  • Jogos Pan-Americanos Santiago 2023: as seleções que terminarem em terceiro, quarto e quinto lugar na fase final avançam diretamente, além do Chile que se classifica automaticamente como anfitrião.

SedesEditar

Em dezembro de 2021, a Confederação Sul-Americana de Futebol anunciou a realização do torneio em três cidades: Cali, Bucaramanga e Armênia. A fase final foi disputada em Bucaramanga.[8]

Copa América Feminina de 2022 (Colômbia)
Cáli Armênia
Estádio Olímpico Pascual Guerrero Estádio Centenário
Capacidade: 35 405 Capacidade: 20 716
   
Bucaramanga
Estádio Alfonso López
Capacidade: 28 000
 

Seleções participantesEditar

Todos as dez seleções nacionais membros da CONMEBOL entraram no torneio.

Equipe Participação Melhor desempenho Ranking da FIFA1
  Argentina Campeã (2006) 35º
  Bolívia 5º lugar (1995) 91º
  Brasil Campeã (1991, 1995, 1998, 2003, 2010, 2014 e 2018)
  Chile Vice-campeã (1991 e 2018) 38º
  Colômbia (anfitriã) Vice-campeã (2010 e 2014) 28º
  Equador 3º lugar (2014) 68º
  Paraguai 4º lugar (2006) 50º
  Peru 3º lugar (1998) 66º
  Uruguai 3º lugar (2006) 71º
  Venezuela 3º lugar (1991) 52º

1Antes da competição.

SorteioEditar

Em 7 de abril de 2022, o sorteio dos grupos foi realizado em Assunção, no Paraguai.[9]

A distribuição das equipes através dos potes se deu por pares estabelecidos de acordo com a colocação final na edição anterior. Foi decidido previamente que a Colômbia seria o cabeça de chave do Grupo A (país sede) e o Brasil do Grupo B (campeão vigente).[9][10]

Cabeça de chave Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4
Grupos

ArbitragemEditar

As árbitras e assistentes para o torneio foram definidos em 8 de junho.[11]

Primeira faseEditar

Equipes classificadas para as semifinais
Equipes classificadas para a disputa de 5º lugar
Equipes eliminadas

Todas as partidas seguem o fuso horário da Colômbia (UTC−5).

Grupo AEditar

Seleção Pts J V E D GP GC SG
  Colômbia 12 4 4 0 0 13 3 +10
  Paraguai 9 4 3 0 1 9 7 +2
  Chile 6 4 2 0 2 9 8 +1
  Equador 3 4 1 0 3 9 7 +2
  Bolívia 0 4 0 0 4 1 16 –15
8 de julho Bolívia   1 – 6   Equador Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
16:00
É. Salvatierra   59' Relatório Bolaños   19',   90+4'
Pesántez   37'
Aguirre   41'
Lattanzio   70'
Espinales   76'
Árbitro:  URU Anahí Fernández
8 de julho Colômbia   4 – 2   Paraguai Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
19:00
Montoya   22',   59'
Ramírez   33'
Vanegas   82'
Relatório J. Martínez   27'
Gauto   90'
Árbitro:  BRA Edina Alves Batista

11 de julho Paraguai   3 – 2   Chile Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
16:00
Fernández   3'
J. Martínez   12'
Sandoval   56'
Relatório Pardo   34'
Acuña   90+2'
Árbitro:  VEN Yercinia Correa
11 de julho Bolívia   0 – 3   Colômbia Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
19:00
Relatório Santos   21'
Morales   70' (g.c.)
D. Arias   78'
Árbitro:  PER Elizabeth Tintaya

14 de julho Paraguai   2 – 0   Bolívia Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
16:00
R. Martínez   10'
Fernández   71'
Relatório Árbitro:  URU Anahí Fernández
14 de julho Chile   2 – 1   Equador Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
19:00
Sáez   40'
Acuña   76'
Relatório Aguirre   78' Árbitro:  BRA Edina Alves Batista

17 de julho Chile   5 – 0   Bolívia Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
16:00
Lara   7',   45+1'
É. Salvatierra   14' (g.c.)
Y. López   17'
Valencia   76'
Relatório Árbitro:  PER Elizabeth Tintaya
17 de julho Equador   1 – 2   Colômbia Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
19:00
Charcopa   34' Relatório Ramírez   30'
Caicedo   45'
Árbitro:  ARG María Laura Fortunato

20 de julho Colômbia   4 – 0   Chile Estádio Centenário, Armênia
19:00
Usme   4'
D. Arias   11'
Vanegas   37'
Salazar   41'
Relatório Árbitro:  URU Anahí Fernández
20 de julho Equador   1 – 2   Paraguai Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
19:00
Real   45+1' Relatório J. Martínez   30'
Chamorro   90+1'
Árbitro:  VEN Yercinia Correa

Grupo BEditar

Seleção Pts J V E D GP GC SG
  Brasil 12 4 4 0 0 17 0 +17
  Argentina 9 4 3 0 1 10 4 +6
  Venezuela 6 4 2 0 2 3 5 –2
  Uruguai 3 4 1 0 3 6 9 –3
  Peru 0 4 0 0 4 0 18 –18
9 de julho Uruguai   0 – 1   Venezuela Estádio Centenário, Armênia
16:00
Relatório Castellanos   78' Árbitro:  COL María Victoria Daza
9 de julho Brasil   4 – 0   Argentina Estádio Centenário, Armênia
19:00
Adriana   28',   58'
Bia Zaneratto   36' (pen)
Debinha   87'
Relatório Árbitro:  CHI María Carvajal

12 de julho Uruguai   0 – 3   Brasil Estádio Centenário, Armênia
16:00
Relatório Adriana   32',   48'
Debinha   45+2'
Árbitro:  PAR Zulma Quiñónez
12 de julho Argentina   4 – 0   Peru Estádio Centenário, Armênia
19:00
Rodríguez   18'
Bonsegundo   52'
Stábile   62'
Lonigro   84'
Relatório Árbitro:  ECU Susana Corella

15 de julho Argentina   5 – 0   Uruguai Estádio Centenário, Armênia
16:00
Banini   43'
Rodríguez   51',   64',   69'
Stábile   90+5'
Relatório Árbitro:  COL María Victoria Daza
15 de julho Peru   0 – 2   Venezuela Estádio Centenário, Armênia
19:00
Relatório Castellanos   39'
Altuve   64'
Árbitro:  POR Sandra Braz

18 de julho Venezuela   0 – 4   Brasil Estádio Centenário, Armênia
16:00
Reltório Bia Zaneratto   22'
Ary Borges   51'
Debinha   58',   65'
Árbitro:  PAR Zulma Quiñónez
18 de julho Peru   0 – 6   Uruguai Estádio Centenário, Armênia
19:00
Relatório Pa. González   51',   76'
Aquino   58'
Pizarro   61',   89'
Velazco   66'
Árbitro:  BOL Adriana Farfán

21 de julho Brasil   6 – 0   Peru Estádio Olímpico Pascual Guerrero, Cáli
19:00
Duda   1'
Duda Sampaio   17'
Geyse   41'
Duda Santos   44' (pen)
Fe Palermo   48'
Adriana   50' (pen)
Relatório Árbitro:  ECU Susana Corella
21 de julho Venezuela   0 – 1   Argentina Estádio Centenário, Armênia
19:00
Relatório Bonsegundo   63' Árbitro:  POR Sandra Braz

Fase finalEditar

Todas as partidas seguem o fuso horário da Colômbia (UTC−5).

  Semifinais Final
25 de julho – Bucaramanga
   Colômbia  1  
   Argentina  0  
 
30 de julho – Bucaramanga
       Colômbia  0
     Brasil  1
Terceiro lugar
26 de julho – Bucaramanga 29 de julho – Armênia
   Brasil  2    Argentina  3
   Paraguai  0      Paraguai  1

Disputa pelo quinto lugarEditar

24 de julho Chile   1 – 1 (pro)   Venezuela Estádio Centenário, Armênia
19:00
Zamora   65' Relatório Castellanos   90+2' Árbitro:  BRA Edina Alves Batista
    Penalidades  
Lara  
Araya  
Zamora  
Balmaceda  
Guerrero  
4 – 2   Castellanos
  Moreno
  Altuve
  Viso
 

SemifinalEditar

25 de julho Colômbia   1 – 0   Argentina Estádio Alfonso López, Bucaramanga
19:00
Caicedo   63' Relatório Árbitro:  CHI María Carvajal

26 de julho Brasil   2 – 0   Paraguai Estádio Alfonso López, Bucaramanga
19:00
Ary Borges   16'
Bia Zaneratto   28'
Relatório Árbitro:  URU Anahí Fernández

Disputa pelo terceiro lugarEditar

29 de julho Argentina   3 – 1   Paraguai Estádio Centenário, Armênia
19:00
Rodríguez   78',   90+1'
Bonsegundo   90'
Relatório Núñez   39' (g.c.) Árbitro:  COL María Victoria Daza

FinalEditar

30 de julho Colômbia   0 – 1   Brasil Estádio Alfonso López, Bucaramanga
19:00
Relatório Debinha   39' (pen) Árbitro:  ARG María Laura Fortunato

ArtilhariaEditar

6 gols (1)
5 gols (2)
3 gols (4)
2 gols (14)
1 gol (28)
Gols contra (3)

Classificação finalEditar

A classificação final é determinada através da fase em que a seleção alcançou e a sua pontuação, levando em conta os critérios de desempate.

Pos. Seleção Pts J V E D GP GC SG Status
1   Brasil 18 6 6 0 0 20 0 +20 Classificada ao Mundial de 2023 e aos Jogos Olímpicos de 2024
2   Colômbia 15 6 5 0 1 14 4 +10
3   Argentina 12 6 4 0 2 13 6 +7 Classificada ao Mundial de 2023 e ao Pan de 2023
4   Paraguai 9 6 3 0 3 10 12 –2 Classificada à repescagem do Mundial e ao Pan de 2023
5   Chile 7 5 2 1 2 10 9 +1 Classificada à repescagem do Mundial e ao Pan de 2023 (anfitrião)
6   Venezuela 7 5 2 1 2 4 6 –2 Classificada ao Pan de 2023
7   Equador 3 4 1 0 3 9 7 +2 Eliminadas na primeira fase
8   Uruguai 3 4 1 0 3 6 9 –3
9   Bolívia 0 4 0 0 4 1 16 –15
10   Peru 0 4 0 0 4 0 18 –18

Direitos de transmissãoEditar

Pela Colômbia, 11 emissoras de televisão transmitem a Copa América Feminina, sendo um recorde de cobertura em relação aos anos anteriores. No Brasil, de forma inédita, SBT e SporTV realizam a cobertura.[12][13]

Referências

  1. «Conmebol anuncia a Colômbia como sede da Copa América feminina de 2022». Ge.globo. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  2. «Update on FIFA Women's World Cup™ and men's youth competitions» (em inglês). FIFA. 24 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de julho de 2022 
  3. a b c «La competencia de fútbol femenino más importante del continente se pone en marcha» (em espanhol). CONMEBOL. 8 de julho de 2022. Consultado em 8 de julho de 2022 
  4. «Brasil alcanza su séptimo título de campeón de Copa América femenina» (em espanhol). CONMEBOL. 23 de abril de 2018. Consultado em 13 de março de 2022 
  5. «Alejandro Domínguez: "En CONMEBOL y en el mundo el futuro tiene que ser del fútbol femenino"» (em espanhol). CONMEBOL. 17 de dezembro de 2020. Consultado em 13 de março de 2022 
  6. «Brasil conquista su octava estrella en la CONMEBOL Copa América Femenina» (em espanhol). CONMEBOL. 30 de julho de 2022. Consultado em 31 de julho de 2022 
  7. «Reglamento CONMEBOL Copa América Femenina 2022». CONMEBOL. 6 de abril de 2022. Consultado em 8 de julho de 2022 
  8. «Cali, Bucaramanga y Armenia serán las sedes de la Copa América Femenina en el 2022» (em espanhol). Infobae. 16 de dezembro de 2021. Consultado em 8 de julho de 2022 
  9. a b «Sorteio dos grupos da CONMEBOL Copa América Feminina». CONMEBOL. 6 de abril de 2022. Consultado em 7 de abril de 2022 
  10. «Pocos días para conocer los grupos de la CONMEBOL Copa América Femenina 2022» (em espanhol). Federación Colombiana de Fútbol. Consultado em 7 de abril de 2022 
  11. «ÁRBITRAS CONVOCADAS» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 8 de julho de 2022 
  12. «Guia de Meios de Comunicação para a CONMEBOL Copa América Feminina 2022». CONMEBOL. 8 de julho de 2022. Consultado em 9 de julho de 2022 
  13. «Copa América feminina 2022: tabela, datas, horários e transmissão». Yahoo. Consultado em 9 de julho de 2022 

Ligações externasEditar