Abrir menu principal
O Morumbi recebeu a partida entre Japão e Chile, no qual a seleção chilena venceu por 4–0.

O Grupo C da Copa América de 2019, 46ª edição desta competição realizada quadrienalmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL), reuniu as seleções do Uruguai, do Equador, do Japão e do Chile. Os jogos deste grupo foram realizados em cinco cidades brasileiras. Os componentes deste grupo foram definidos por sorteio realizado em 24 de janeiro de 2019 na Cidade das Artes, Rio de Janeiro.[1]

EquipesEditar

Inscrição Seleção Participação Melhor resultado anterior
C1 (cabeça-de-chave)   Uruguai 44ª Campeão (1916, 1917, 1920, 1923, 1924, 1926, 1935, 1942, 1956, 1959, 1967, 1983, 1987, 1995 e 2011)
C2   Equador 27ª 4º lugar (1959 e 1993)
C3   Japão Primeira fase (1999)
C4   Chile 39ª Campeão (2015 e 2016)

Histórico dos confrontosEditar

Uruguai vs. Equador[2]

As seleções do Uruguai e do Equador enfrentaram-se 45 vezes, sendo 20 partidas válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA, oito partidas amistosas e 17 pela Copa América. O Uruguai venceu 29 partidas, marcando 107 gols ao total, enquanto o Equador venceu seis partidas, marcando 40 gols ao total, tendo dez partidas empatadas. A maior diferença de gols em partidas vitoriosas do Uruguai ocorreu no dia 18 de janeiro de 1942 pelo placar de 7–0, válida pelo Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1942. Já para o Equador, a vitória com maior diferença de gols ocorreu no dia 12 de fevereiro de 1997, pelo placar de 4–0, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 1998.

Japão vs. Chile[3]

As seleções do Japão e do Chile enfrentaram-se duas vezes, sendo as duas partidas amistosas. O Japão venceu uma partida pelo placar de 2–0, enquanto uma partida terminou empatada pelo placar de 0–0.

Uruguai vs. Japão[4]

As seleções do Uruguai e do Japão enfrentaram-se oito vezes, sendo as oito partidas amistosas. O Uruguai venceu cinco partidas, marcando 25 gols ao total, enquanto o Japão venceu duas partidas, marcando 16 gols ao total, tendo uma partida empatada. A maior diferença de gols em partidas vitoriosas do Uruguai ocorreu no dia 26 de maio de 1985 pelo placar de 4–1. Já para o Japão, a vitória com maior diferença de gols ocorreu no dia 24 de agosto de 1969, pelo placar de 5–3.

Equador vs. Chile[5]

As seleções do Equador e do Chile enfrentaram-se 50 vezes, sendo 23 partidas válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA, 13 partidas amistosas e 14 pela Copa América. O Equador venceu dez partidas, marcando 50 gols ao total, enquanto o Chile venceu 28 partidas, marcando 97 gols ao total, tendo 12 partidas empatadas. A maior diferença de gols em partidas vitoriosas do Equador ocorreu no dia 6 de outubro de 2016 pelo placar de 3–0, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018. Já para o Chile, a vitória com maior diferença de gols ocorreu no dia 27 de fevereiro de 1955, pelo placar de 7–1, válida pelo Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1955.

Chile vs. Uruguai[6]

As seleções do Chile e do Uruguai enfrentaram-se 80 vezes, sendo 16 partidas válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA, 34 partidas amistosas e 29 pela Copa América. O Chile venceu 18 partidas, marcando 84 gols ao total, enquanto o Uruguai venceu 44 partidas, marcando 140 gols ao total, tendo 18 partidas empatadas. A maior diferença de gols em partidas vitoriosas do Chile ocorreu no dia 2 de novembro de 1971 pelo placar de 5–0, durante partida amistosa. Já para o Uruguai, a vitória com maior diferença de gols ocorreu no dia 6 de dezembro de 1947, pelo placar de 6–0, válida pelo Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1947.

Equador vs. Japão[7]

As seleções do Equador e do Japão enfrentaram-se três vezes, sendo as três partidas amistosas. O Japão venceu todas as três partidas, marcando sete gols ao total, enquanto o Equador não marcou nenhum gol. A vitória do Japão com maior diferença de gols ocorreu no dia 27 de maio de 1995, pelo placar de 3–0.

Confrontos entre seleções
Seleção URU ECU JPN CHI
CM ECM AM CA CM ECM AM CA CM ECM AM CA CM ECM AM CA
Uruguai 0 20 8 17 0 0 8 0 0 16 34 29
Equador 0 20 8 17 0 0 3 0 0 23 13 14
Japão 0 0 8 0 0 0 3 0 0 0 2 0
Chile 0 16 34 29 0 23 13 14 0 0 2 0

Legenda

EstádiosEditar

Os jogos do grupo C foram disputados nos estádios localizados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Belo Horizonte.

Rio de Janeiro São Paulo Salvador
Estádio do Maracanã Estádio do Morumbi Arena Fonte Nova
Capacidade: 78 838 Capacidade: 77 011 Capacidade: 51 900
     
C5 C2 C3
Porto Alegre Belo Horizonte
Arena do Grêmio Estádio Mineirão
Capacidade: 55 662 Capacidade: 58 170
   
C4 C1 C6

ClassificaçãoEditar

Legenda
Equipes qualificadas para a fase final
Equipes eliminadas
Pos. Seleção Pts J V E D GP GC SG
1   Uruguai 7 3 2 1 0 7 2 +5
2   Chile 6 3 2 0 1 6 2 +4
3   Japão 2 3 0 2 1 3 7 –4
4   Equador 1 3 0 1 2 2 7 –5

JogosEditar

Todos os jogos seguem o fuso horário de Brasília (UTC−3).

Uruguai vs. EquadorEditar

16 de junho Uruguai   4 – 0   Equador Estádio Mineirão, Belo Horizonte
19:00
Lodeiro   5'
Cavani   32'
Suárez   43'
Mina   79' (g.c.)
Relatório Público: 13 508[8]
Árbitro:  BRA Anderson Daronco
     
 
 
Uruguai
     
 
 
Equador
G 1 Fernando Muslera
LD 22 Martín Cáceres
Z 2 José Giménez   63'
Z 3 Diego Godín
LE 17 Diego Laxalt
M 8 Nahitan Nández   64'
M 5 Matías Vecino   81'
M 6 Rodrigo Bentancur
V 7 Nicolás Lodeiro   14'   75'
A 9 Luis Suárez
A 21 Edinson Cavani
Substituições:
M 16 Gastón Pereiro   64'
M 14 Lucas Torreira   75'
M 15 Federico Valverde   81'
Treinador:
  Óscar Tabárez
 
G 22 Máximo Banguera
LD 17 José Quintero   24'
Z 2 Arturo Mina
Z 21 Gabriel Achilier
LE 19 Beder Caicedo
M 15 Jefferson Intriago
M 18 Jefferson Orejuela
V 16 Antonio Valencia
V 10 Ángel Mena   29'
V 11 Ayrton Preciado   46'
A 13 Enner Valencia
Substituições:
Z 4 Pedro Velasco   29'
M 7 Romario Ibarra   46'
Treinador:
  Hernán Darío Gómez

Homem do jogo:
  Edinson Cavani[9]

Assistentes:
 BRA Marcelo van Gasse
 BRA Kléber Lúcio Gil
Quarto árbitro:
 COL Nicolás Gallo
Árbitro assistente de vídeo:
 BRA Wilton Sampaio
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
 ARG Fernando Rapallini
 BRA Rodrigo Correa

Japão vs. ChileEditar

17 de junho Japão   0 – 4   Chile Estádio do Morumbi, São Paulo
20:00
Relatório Pulgar   40'
Vargas   53',   82'
Sánchez   81'
Público: 26 056[10]
Árbitro:  PAR Mario Díaz de Vivar
     
 
 
Japão
     
 
 
Chile
G 23 Keisuke Osako
Z 16 Takehiro Tomiyasu
Z 3 Yuta Nakayama   21'
Z 5 Naomichi Ueda
M 21 Takefusa Kubo
M 7 Gaku Shibasaki  
M 14 Teruki Hara   19'
M 2 Daiki Sugioka
A 9 Daizen Maeda   66'
A 13 Ayase Ueda   79'
A 10 Shoya Nakajima   66'
Substituições:
M 11 Koji Miyoshi   66'
M 20 Hiroki Abe   66'
A 18 Shinji Okazaki   79'
Treinador:
  Hajime Moriyasu
 
G 1 Gabriel Arias
LD 4 Mauricio Isla
Z 17 Gary Medel  
Z 3 Guillermo Maripán
LE 15 Jean Beausejour
M 20 Charles Aránguiz
M 13 Erick Pulgar
M 8 Arturo Vidal   78'
A 6 José Pedro Fuenzalida   80'
A 11 Eduardo Vargas
A 7 Alexis Sánchez   87'
Substituições:
M 16 Pablo Hernández   78'
Z 21 Óscar Opazo   90+2'   80'
A 19 Junior Fernandes   87'
Treinador:
  Reinaldo Rueda

Homem do jogo:
  Alexis Sánchez[9]

Assistentes:
 PAR Eduardo Cardozo
 PAR Darío Gaona
Quarto árbitro:
 PAR Arnaldo Samaniego
Árbitro assistente de vídeo:
 VEN Jesús Valenzuela
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
 BOL Gery Vargas
 COL Wilmar Navarro

Uruguai vs. JapãoEditar

20 de junho Uruguai   2 – 2   Japão Arena do Grêmio, Porto Alegre
20:00
Suárez   31' (pen)
Giménez   65'
Relatório Miyoshi   24',   58' Público: 39 733[11]
Árbitro:  COL Andrés Rojas
     
 
 
Uruguai
     
 
 
Japão
G 1 Fernando Muslera
LD 22 Martín Cáceres
Z 2 José Giménez
Z 3 Diego Godín
LE 17 Diego Laxalt   26'
M 8 Nahitan Nández   59'
M 14 Lucas Torreira
M 6 Rodrigo Bentancur
M 7 Nicolás Lodeiro   72'
A 21 Edinson Cavani
A 9 Luis Suárez
Substituições:
LE 4 Giovanni González   27'
M 10 Giorgian De Arrascaeta   59'
V 20 Federico Valverde   72'
Treinador:
  Óscar Tabárez
 
G 1 Eiji Kawashima
Z 4 Ko Itakura
Z 5 Naomichi Ueda   31'
Z 16 Takehiro Tomiyasu
V 19 Tomoki Iwata   86'
V 2 Daiki Sugioka
M 11 Koji Miyoshi   82'
M 7 Gaku Shibasaki
M 10 Shoya Nakajima   77'
A 18 Shinji Okazaki
A 20 Hiroki Abe   66'
Substituições:
A 13 Ayase Ueda   66'
M 21 Takefusa Kubo   82'
Z 22 Yugo Tatsuta   86'
Treinador:
  Hajime Moriyasu

Homem do jogo:
  Koji Miyoshi[9]

Assistentes:
 COL Alexander Guzmán
 COL Wilmar Navarro
Quarto árbitro:
 COL Nicolás Gallo
Árbitro assistente de vídeo:
 PER Diego Haro
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
 ARG Néstor Pitana
 ARG Hernán Maidana

Equador vs. ChileEditar

21 de junho Equador   1 – 2   Chile Arena Fonte Nova, Salvador
20:00
E. Valencia   25' (pen) Relatório Fuenzalida   7'
Sánchez   50'
Público: 14 727[12]
Árbitro:  ARG Patricio Loustau
     
 
 
Equador
     
 
 
Chile
G 22 Alexander Domínguez
LD 4 Pedro Velasco   90+6'
Z 3 Robert Arboleda   78'
Z 21 Gabriel Achilier   89'
LE 6 Cristian Ramírez
M 23 Jhegson Méndez   3'   60'
M 18 Jefferson Orejuela
M 8 Carlos Gruezo   81'
A 10 Ángel Mena   34'   82'
A 13 Enner Valencia
A 7 Romario Ibarra   69'
Substituições:
M 16 Antonio Valencia   60'
A 9 Carlos Garcés   69'
M 11 Ayrton Preciado   82'
Treinador:
  Hernán Darío Gómez
 
G 1 Gabriel Arias   44'
LD 4 Mauricio Isla   82'
Z 17 Gary Medel
Z 3 Guillermo Maripán
LE 15 Jean Beausejour   52'
M 20 Charles Aránguiz
M 13 Erick Pulgar
M 8 Arturo Vidal   86'   90+2'
A 6 José Pedro Fuenzalida   70'
A 11 Eduardo Vargas   86'
A 7 Alexis Sánchez
Substituição:
Z 5 Paulo Díaz   70'
M 16 Pablo Hernández   86'
Z 18 Gonzalo Jara   90+2'
Treinador:
  Reinaldo Rueda

Homem do jogo:
  Alexis Sánchez[9]

Assistentes:
 ARG Juan Pablo Belatti
 ARG Ezequiel Brailovsky
Quarto árbitro:
 VEN Jesús Valenzuela
Árbitro assistente de vídeo:
 COL Wilmar Roldán
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
 PAR Mario Díaz de Vivar
 COL Jhon León

Chile vs. UruguaiEditar

24 de junho Chile   0 – 1   Uruguai Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
20:00
Relatório Cavani   81' Público: 57 442[13]
Árbitro:  BRA Raphael Claus
     
 
 
Chile
     
 
 
Uruguai
G 1 Gabriel Arias
LD 3 Guillermo Maripán
Z 18 Gonzalo Jara   90'
LE 17 Gary Medel     55'
M 13 Erick Pulgar
M 21 Óscar Opazo
M 16 Pablo Hernández
M 20 Charles Aránguiz
M 5 Paulo Díaz
A 7 Alexis Sánchez
A 11 Eduardo Vargas   77'
Substituições:
Z 2 Igor Lichnovsky   55'
A 19 Junior Fernandes   77'
A 9 Nicolás Castillo   90'
Treinador:
  Reinaldo Rueda
G 1 Fernando Muslera
LD 22 Martín Cáceres
Z 3 Diego Godín  
Z 2 José Giménez
LE 4 Giovanni González   70'
M 7 Nicolás Lodeiro   46'
M 6 Rodrigo Bentancur
M 15 Federico Valverde   90+2'
M 10 Giorgian De Arrascaeta   76'
A 9 Luis Suárez
A 21 Edinson Cavani
Substituições:
M 8 Nahitan Nández   46'
A 20 Jonathan Rodríguez   76'
Z 19 Sebastián Coates   90+2'
Treinador:
  Óscar Tabárez

Homem do jogo:
  Edinson Cavani[9]

Assistentes:
 BRA Marcelo Van Gasse
 BRA Kléber Lúcio Gil
Quarto árbitro:
 PAR Mario Díaz de Vivar
Árbitro assistente de vídeo:
 BRA Wilton Sampaio
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
 PAR Arnaldo Samaniego
 ARG Ezequiel Brailovsky

Equador vs. JapãoEditar

24 de junho Equador   1 – 1   Japão Estádio Mineirão, Belo Horizonte
20:00
Mena   34' Relatório Nakajima   16' Público: 9 729[14]
Árbitro:  VEN Jesús Valenzuela
     
 
 
Equador
     
 
 
Japão
G 22 Alexander Domínguez
LD 6 Cristian Ramírez
Z 3 Robert Arboleda   72'
Z 2 Arturo Mina
LE 4 Pedro Velasco
M 7 Romario Ibarra   83'
M 23 Jhegson Méndez   46'
M 8 Carlos Gruezo
M 18 Jefferson Orejuela
M 10 Ángel Mena   74'
A 13 Enner Valencia  
Substituições:
M 11 Ayrton Preciado   46'
M 20 Andrés Chicaiza   89'   74'
M 16 Antonio Valencia   83'   83'
Treinador:
  Hernán Darío Gómez
G 1 Eiji Kawashima
LD 2 Daiki Sugioka
Z 16 Takehiro Tomiyasu   31'
Z 5 Naomichi Ueda
LE 19 Tomoki Iwata
M 4 Ko Itakura   88'
M 7 Gaku Shibasaki  
M 21 Takefusa Kubo
M 11 Koji Miyoshi   82'
A 18 Shinji Okazaki   66'
A 10 Shoya Nakajima
Substituições:
FW 13 Ayase Ueda   66'
MF 20 Hiroki Abe   82'
FW 9 Daizen Maeda   88'
Treinador:
  Hajime Moriyasu

Homem do jogo:
  Shoya Nakajima[9]

Assistentes:
 VEN Luis Murillo
 BRA Rodrigo Corrêa
Quarto árbitro:
 COL Wilmar Roldán
Árbitro assistente de vídeo:
 ARG Fernando Rapallini
Assistentes do árbitro assistente de vídeo:
 COL Nicolás Gallo
 COL Jhon León

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Copa América 2019: Brasil encara Bolívia, Venezuela e Peru na fase de grupos». El País. 24 de janeiro de 2019. Consultado em 30 de Janeiro de 2019 
  2. «Raio-X: Uruguai x Equador». OGol. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  3. «Raio-X: Japão x Chile». OGol. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  4. «Raio-X: Uruguai x Japão». OGol. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  5. «Raio-X: Brasil x Bolívia». OGol. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  6. «Raio-X: Brasil x Bolívia». OGol. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  7. «Raio-X: Equador x Japão». OGol. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  8. «Boletim financeiro: Uruguai x Equador» (PDF). CONMEBOL. 16 de junho de 2019. Consultado em 28 de junho de 2019 
  9. a b c d e f «Brahma Man of the Match». Copa America 2019. Consultado em 17 de junho de 2019 
  10. «Boletim financeiro: Japão x Chile» (PDF). CONMEBOL. 17 de junho de 2019. Consultado em 28 de junho de 2019 
  11. «Boletim financeiro: Uruguai x Japão» (PDF). CONMEBOL. 20 de junho de 2019. Consultado em 28 de junho de 2019 
  12. «Boletim financeiro: Equador x Chile» (PDF). CONMEBOL. 21 de junho de 2019. Consultado em 28 de junho de 2019 
  13. «Artilheiro é artilheiro». GloboEsporte.com. 24 de junho de 2019. Consultado em 24 de junho de 2019 
  14. «Equador e Japão empatam, são eliminados e colocam Paraguai no caminho do Brasil». GloboEsporte.com. 24 de junho de 2019. Consultado em 24 de junho de 2019