Abrir menu principal

Wikipédia β

Copa Europeia/Sul-Americana de 1992

(Redirecionado de Copa Européia/Sul-Americana de 1992)

A Copa Europeia/Sul Americana de 1992, também conhecida como Copa Toyota, Copa Intercontinental e Mundial Interclubes, foi a 13ª edição da Copa Intercontinental (após a UEFA e CONMEBOL acertarem com a montadora de carros Toyota a realizar a disputa no Japão em uma única partida, com o intuito de desenvolver e publicar o futebol no país, assim a disputa passou a ser organizada pela JFA e pela Toyota com a supervisão da UEFA e da CONMEBOL), disputada em 13 de dezembro de 1992. A final foi realizada no Estádio Olímpico de Tóquio, no Japão, entre o campeão sul-americano São Paulo e o campeão europeu Barcelona.

Copa Europeia/Sul-Americana de 1992
Data 13 de dezembro de 1992
Local Estádio Nacional, Tóquio
Melhor em campo Raí (São Paulo)
Árbitro Argentina Juan Carlos Loustau
Público 60.000

O São Paulo foi campeão mundial pela primeira vez, após vencer de virada a equipe do Barcelona por 2 a 1, com dois gols de Raí, eleito o melhor jogador da disputa. O Barcelona abrira o placar com um gol de Stoichkov.

A partir da década 1980, quando a Copa Intercontinental (Copa Européia/Sul-Americana) se tornou Copa Toyota (Copa Européia/Sul-Americana Toyota), a UEFA passou a obrigar os clubes europeus a assinarem um contrato, antes de entrarem na Copa dos Campeões da Europa, segundo o qual eles seriam obrigados a disputar a Copa Toyota (mesmo se não quisessem) ao vencerem a Copa dos Campeões da Europa, e caso não disputassem a Copa Toyota, sofreriam sanções pesadas por quebra de contrato. Esses fatos pesaram na decisão do Barcelona de disputar a Copa Toyota de 1992 contra o São Paulo, sendo que o clube espanhol chegou a cogitar não disputar a competição naquele ano.[1]

O São Paulo unifica em seu site na aba títulos as conquistas da Copa Intercontinental e da Copa do Mundo de Clubes da FIFA sob a mesma rubrica, "Mundial Interclubes".[2] O tricolor paulista também trás textos relembrando a conquista da Copa Intercontinental de 1992, idolatrando-se campeão mundial de 1992.[3] Em 27 de outubro de 2017, após uma reunião realizada na Índia, o Conselho da FIFA reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais.[4][5]

Índice

Equipes classificadasEditar

Localidade das equipes que disputaram a Copa Toyota 1992.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL   São Paulo Campeão da Copa Libertadores da América de 1992
UEFA   Barcelona Campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1991–92

A partidaEditar

Logo aos 12 minutos, o búlgaro Stoitchkov marcou o primeiro gol para o Barcelona ao surpreender Zetti em chute que encobriu o goleiro são-paulino. Aos 27 minutos Müller fez jogada pela esquerda e cruzou para área. Raí se antecipou à defesa espanhola e, de barriga, colocou a bola no fundo do gol de Zubizarreta.

A partida seguiu com lances de perigo de ambos os lados, mas nenhuma equipe conseguiu marcar. Ronaldo Luís, lateral-esquerdo, salvou em cima da linha uma bola chutada por Beguiristáin. A segunda etapa continuou equilibrada, com as duas equipes buscando o gol, mas não conseguindo mudar o placar. Isso até Palhinha sofrer falta na entrada da área.

Foi então que Raí, em cobrança de falta ensaiada aos 34 minutos, rolou a bola para Cafu, que apenas escorou e assistiu ao meia colocar a bola no ângulo superior direito de Zubizarreta. O São Paulo passou a administrar a vantagem e viu o tempo passar.

Ao final do jogo, o São Paulo conquistou seu primeiro intercontinental (o outro viria em 1993, contra o Milan).

ChaveamentoEditar

  A Classificação[NOTA] Copa Intercontinental
                     
   Barcelona (pro) 1  
   Sampdoria 0  
     Barcelona 1
     São Paulo 2
   São Paulo (pen) 0 1 (3)
   Newell's Old Boys 1 0 (2)
Notas

FinalEditar

13 de dezembro de 1992 Barcelona   1 - 2   São Paulo Estádio Nacional , Tóquio, Japão
12:00 (UTC+9)
Stoichkov   12' Relatório Raí   27',   78' Público: 60 000
Árbitro:  ARG Juan Carlos Loustau
     
 
 
Barcelona
     
 
 
São Paulo
BARCELONA:
G 1   Zubizarreta
LD 2   Ferrer
Z 4   Koeman
Z 5   Sacristán
M 6   Bakero  
V 3   Guardiola
M 7   Amor
M 9   Laudrup
M 10   Witschge
A 8   Stoichkov
A 11   Begiristain  
Substituições:
V 16   Goikoetxea  
Z 14   Nadal  
Treinador:
  Cruyff
SÃO PAULO:
G 1   Zetti
LD 2   Vítor
Z 4   Ronaldão
Z 3   Adilson
LE 6   Ronaldo Luís
V 5   Pintado
V 8   Cerezo  
M 10   Raí
M 9   Palhinha
A 7   Müller
A 11   Cafu
Substituições:
V 14   Dinho  
Treinador:
  Telê Santana

Homem do jogo:

Raí (São Paulo)

CampeãoEditar

Copa Européia/Sul-Americana de 1992
 
São Paulo
(1º título)

Referências