Abrir menu principal

Copa Europeia/Sul-Americana de 1988

A Copa Europeia/Sul-Americana de 1988, também conhecida como Copa Toyota e Copa Intercontinental, foi disputada na cidade de Tóquio no Japão em 11 de dezembro de 1988. O confronto envolveu o Nacional do Uruguai, campeão da Taça Libertadores da América e o PSV Eindhoven dos Países Baixos, campeão da Liga dos Campeões da UEFA.[1]

Copa Europeia/Sul-Americana de 1988
Evento
1 a 1 no tempo normal e 1 a 1 na prorrogação,
o Nacional venceu por 7 a 6 nos pênaltis
Data 11 de dezembro de 1988
Local Estádio Nacional, Tóquio
Melhor em campo Ostolaza (Nacional)
Árbitro Colômbia Jesús Díaz Palacio
Público 60000

Em 27 de outubro de 2017, após uma reunião realizada na Índia, o Conselho da FIFA reconheceu os vencedores da Copa Intercontinental como campeões mundiais.[2][3]

Índice

HistóriaEditar

Em 1988 aconteceu uma grande final da Copa Intercontinental. Nacional de Montevidéu representando a América e PSV Eindhoven representando a Europa se enfrentaram, e após dois empates: 1x1 no tempo normal e outro 1x1 na prorrogação (com destaque especial para o meio-campista Ostolaza, o melhor do jogo), a decisão foi para as penalidades máximas. Após 20 cobranças, a equipe uruguaia sagrou-se tricampeã intercontinental. O Nacional igualava o número de títulos intercontinentais do seu rival Peñarol.

Clubes ParticipantesEditar

Localidade das equipes que disputaram a Copa Toyota 1988.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL   Nacional Campeão da Copa Libertadores da América de 1988
UEFA   PSV Eindhoven Campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1987–88

ChaveamentoEditar

  A Classificação[NOTA] Copa Intercontinental
                     
   PSV Eindhoven (pen) 0 (6)  
   Benfica 0 (5)  
     PSV Eindhoven 2 (6)
     Nacional (pen) 2 (7)
   Nacional 0 3
   Newell's Old Boys 1 0
Notas

FinalEditar

11 de dezembro de 1988   Nacional 2 – 2 (1 – 1 Pro) PSV   Estádio Nacional , Tóquio, Japão

Ostolaza   7',   119' Romário   75'
Koeman   95'
Público: 60.000
Árbitro:   Jesús Díaz Palacio
     
 
 
Nacional
     
 
 
PSV
    Penalidades  
Lemos  
Carreño  
Morán  
Castro  
De León  
De Lima  
Revelez  
Pintos Saldanha  
Ostolaza  
Gómez  
7–6   Koeman
  Kieft
  Gillhaus
  Romário
  Lerby
  Ellerman
  Valckx
  Gerets
  Koot
  Van Aerle
 

Nacional: Seré - Gómez, De León, Revélez, Saldanha, Ostolaza, Vargas, Lemos, De Lima, Cardaccio (Carreño) e Castro. Técnico: Roberto Fleitas

PSV Eindhoven: Van Breukelen, Gerets, Koot, Koeman, Heintze, Lerby, Van Aerle, Vanenburg, Romário, Kieft e Ellerman. Técnico: Guus Hiddink

CampeãoEditar

Copa Européia/Sul-Americana de 1988
 
Nacional
3º Título

Referências

  1. Leme de Arruda, Marcelo (26 de maio de 2002). «Intercontinental Club Cup 1988». RSSSF. Consultado em 23 de dezembro de 2009 
  2. «Fifa reconhece títulos mundiais de Santos, Flamengo, Grêmio e São Paulo». ESPN. Consultado em 27 de outubro de 2017 
  3. «Fifa reconhece Santos, Fla e Grêmio como campeões mundiais». Veja. Consultado em 28 de outubro de 2017