Abrir menu principal

Wikipédia β

Copa Libertadores da América de 1962

A Taça Libertadores da América de 1962, originalmente denominada Copa dos Campeões da América pela CONMEBOL, iniciou-se com nove equipes divididas em três grupos de três equipes cada. Foi a primeira edição a contar com uma fase de grupos. Os campeões de cada grupo avançaram para as semifinais, que contou com a presença do Peñarol, do Uruguai, campeão da edição anterior. Nas semifinais e final os classificados disputaram partidas em ida e volta. Nenhuma equipe da Venezuela foi representada na competição.

Taça Libertadores da América de 1962
III Copa dos Campeões da América
Pele y Spencer.PNG
Pelé e Alberto Spencer se cumprimentam antes da segunda partida da final.
Dados
Participantes 10
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 11 de fevereiro30 de agosto
Gol(o)s 107
Partidas 26
Média 4,12 gol(o)s por partida
Campeão Brasil Santos (1º título)
Vice-campeão Uruguai Peñarol
Melhor marcador 6 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Brasil Santos – 20 gols
Melhor defesa (fase inicial) 6 gols:
Maior goleada
(diferença)
Brasil Santos 9 – 1 Paraguai Cerro Porteño
◄◄ Libertadores 1961 Soccerball.svg Libertadores 1963 ►►

Na final, o Santos derrotou o então bicampeão Peñarol e tornou-se a primeira equipe brasileira a sagrar-se campeã.

Índice

Equipes classificadasEditar

País Equipe Cidade Classificação Títulos Participação
  Argentina
(1 vaga)
Racing Avellaneda Campeão do Campeonato Argentino de 1961 0 (não possui)
  Bolívia
(1 vaga)
Deportivo Municipal La Paz Campeão do Campeonato Boliviano de 1961 0 (não possui)
  Brasil
(1 vaga)
Santos Santos Campeão do Campeonato Brasileiro de 1961 0 (não possui)
  Chile
(1 vaga)
Universidad Católica Santiago Campeão do Campeonato Chileno de 1961 0 (não possui)
  Colômbia
(1 vaga)
Millonarios Bogotá Campeão do Campeonato Colombiano de 1961 0 (não possui)
  Equador
(1 vaga)
Emelec Guayaquil Campeão do Campeonato Equatoriano de 1961 0 (não possui)
  Paraguai
(1 vaga)
Cerro Porteño Assunção Campeão do Campeonato Paraguaio de 1961 0 (não possui)
  Peru
(1 vaga)
Sporting Cristal Lima Campeão do Campeonato Peruano de 1961 0 (não possui)
  Uruguai
(1 vaga + atual campeão)
Peñarol Montevidéu Campeão da Copa Libertadores e do Campeonato Uruguaio de 1961 2 (1960, 1961)
Nacional Montevidéu Vice-campeão do Campeonato Uruguaio de 1961 0 (não possui)

TabelaEditar

Primeira faseEditar

Grupo 1Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Santos 7 4 3 1 0 20 6 +14
  Cerro Porteño 3 4 1 1 2 6 14 -8
  Deportivo Municipal 2 4 1 0 3 8 14 -6
  SAN CPO DMU
Santos 9-1 6-1
Cerro Porteño 1-1 3-2
Deportivo Municipal 3-4 2-1

Grupo 2Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Nacional 7 4 3 1 0 9 6 +3
  Racing 3 4 1 1 2 7 8 -1
  Sporting Cristal 2 4 1 0 3 5 7 -2
  NAC RAC SCR
Nacional 3-2 3-2
Racing 2-2 2-1
Sporting Cristal 0-1 2-1

Grupo 3Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Universidad Católica 5 4 2 1 1 10 9 +1
  Emelec 4 4 2 0 2 12 10 +2
  Millonarios 3 4 1 1 2 7 10 -3
  EME MIL UCA
Emelec 4-2 7-2
Millonarios 3-1 1-1
Universidad Católica 3-0 4-1

SemifinaisEditar

Chave AEditar

Time Pts J V E D GP GC SG
  Santos 3 2 1 1 0 2 1 1
  Universidad Católica 1 2 0 1 1 1 2 -1
8 de julho de 1962 Universidad Católica   1 – 1   Santos Santiago (Chile)

Nawacki   Lima   Público: 27.326
Árbitro:   Alberto Tejada

12 de julho de 1962 Santos   1 – 0   Universidad Católica Santos (SP)

Zito   Público: ≈15.000
Árbitro:   Alberto Tejada

Chave BEditar

Time Pts J V E D GP GC SG
  Peñarol 3 3 1 1 1 5 4 1
  Nacional 3 3 1 1 1 4 5 -1
8 de julho de 1962 Nacional   2 – 1   Peñarol Montevidéu (Uruguai)

González  
Escalada  
Moacir   Público: ≈55.000
Árbitro:   Rubén Cabrera

18 de julho de 1962 Peñarol   3 – 1   Nacional Montevidéu (Uruguai)

Cabrera  
Spencer   
Douksas   Público: ≈60.000
Árbitro:   Rubén Cabrera

22 de julho de 1962 Peñarol   1 – 1   Nacional Montevidéu (Uruguai)

Spencer   Acosta   Público: ≈65.000
Árbitro:   Alberto Tejada

FinaisEditar

Time Pts J V E D GP GC SG
  Santos 4 3 2 0 1 7 4 +3
  Peñarol 2 3 1 0 2 4 7 -3
Jogo de ida
28 de julho de 1962 Peñarol   1 – 2   Santos Centenario, Montevidéu (Uruguai)

Spencer   18' Coutinho   29'   70' Público: 55.000 (50.085 pagantes)
Renda: Cr$ 29.500.015,00
Árbitro:  CHI Carlos Robles
 
     
 
 
Peñarol
     
 
 
Santos
 
PEÑAROL:
G   Maidana
Z   Juan Lezcano
Z   Cano
Z   Matosas
M   González
M   Caetano
A   Cabrera  
A   Rocha
A   Sasía
A   Spencer
A   Joya
Substituição:
A   Moacir  
Treinador:
  Béla Guttmann
SANTOS:
G   Gilmar
Z   Lima
Z   Mauro
Z   Dalmo
M   Calvet
M   Zito
A   Dorval
A   Mengálvio
A   Pagão
A   Coutinho
A   Pepe  
Substituição:
A   Oswaldo  
Treinador:
  Lula
Jogo de volta
2 de agosto de 1962 Santos   2 – 3   Peñarol Vila Belmiro, Santos (SP)

Dorval   27'
Mengálvio   50'
Sasía   18'
Spencer   49'   73'
Público: 30.000
Renda: Cr$ 5.418.000,00
Árbitro:  CHI Carlos Robles
 
     
 
 
Santos
     
 
 
Peñarol
 
SANTOS:
G   Gilmar
Z   Lima
Z   Mauro
Z   Dalmo
M   Calvet
M   Zito
A   Dorval
A   Mengálvio
A   Pagão
A   Coutinho
A   Pepe
Treinador:
  Lula
PEÑAROL:
G   Maidana
Z   Juan Lezcano
Z   Cano
Z   Matosas  
M   González
M   Caetano
A   Carranza
A   Rocha
A   Sasía
A   Spencer
A   Joya
Substituição:
M   Gonçalves  
Treinador:
  Béla Guttmann
Jogo de desempate
30 de agosto de 1962 Santos   3 – 0   Peñarol Monumental de Nuñez, Buenos Aires (Argentina)

Caetano   11' (GC)
Pelé   48'   89'
Público: 60.000 (45.980 pagantes)
Renda: Cr$ 31.000.000,00
Árbitro:  HOL Leopold Horn
 
     
 
 
Santos
     
 
 
Peñarol
 
SANTOS:
G   Gilmar
Z   Lima
Z   Mauro
Z   Dalmo
M   Calvet
M   Zito
A   Dorval
A   Mengálvio
A   Coutinho
A   Pelé
A   Pepe
Treinador:
  Lula
PEÑAROL:
G   Maidana
Z   Juan Lezcano
Z   Cano
Z   Matosas
M   González
M   Caetano
A   Gonçalves
A   Rocha
A   Sasía
A   Spencer
A   Joya
Treinador:
  Béla Guttmann


Libertadores 1962
 
SANTOS
Campeão
(1º título)

ArtilheirosEditar