Abrir menu principal

Copa Libertadores da América de 1990

Taça Libertadores da América de 1990
XXXI Copa Libertadores de América
Dados
Participantes 19
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 25 de fevereiro10 de outubro
Gol(o)s 184
Partidas 83
Média 2,22 gol(o)s por partida
Campeão Paraguai Olimpia (2º título)
Vice-campeão Equador Barcelona de Guayaquil
Melhor marcador ParaguaiPAR Adriano Samaniego (Olimpia) – 7 gols
Melhor ataque (fase inicial) 9 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Argentina Independiente – Nenhum gol
Maior goleada
(diferença)
Pepeganga Venezuela 0 – 6 Argentina Independiente
Estadio GuatamareSan Cristóbal
4 de agosto, Oitavas-de-final
◄◄ Libertadores 1989 Soccerball.svg Libertadores 1991 ►►

A Taça Libertadores da América de 1990 foi ganha pelo Club Olimpia, do Paraguai após derrotar o Barcelona Sporting Club do Equador com um placar somado de 3 a 1 na final.

Índice

Primeira FaseEditar

Equipes classificadas para a fase final
Equipes eliminadas

Grupo 1Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Emelec 6 6 2 2 2 9 8 1
  The Strongest 6 6 3 0 3 8 7 1
  Barcelona de Guayaquil 6 6 2 2 2 6 7 -1
  Oriente Petrolero 6 6 2 2 2 6 7 -1


Data Cidade Partida
14 de março La Paz The Strongest 2 – 0 Oriente Petrolero
14 de março Guayaquil Barcelona de Guayaquil 0 – 0 Emelec
20 de março La Paz The Strongest 4 – 3 Emelec
23 de março Santa Cruz Oriente Petrolero 1 – 0 Emelec
27 de março Guayaquil Barcelona de Guayaquil 2 – 1 Oriente Petrolero
30 de março Guayaquil Emelec 2 – 2 Oriente Petrolero
4 de abril Santa Cruz Oriente Petrolero 1 – 0 The Strongest
4 de abril Guayaquil Emelec 3 – 1 Barcelona de Guayaquil
10 de abril La Paz The Strongest 2 – 1 Barcelona de Guayaquil
14 de abril Santa Cruz Oriente Petrolero 1 – 1 Barcelona de Guayaquil
17 de abril Guayaquil Barcelona de Guayaquil 1 – 0 The Strongest
20 de abril Guayaquil Emelec 1 – 0 The Strongest

Desempate(3º lugar)Editar

Data Cidade Partida
6 de agosto Guayaquil Barcelona SC 3 - 1 Oriente Petrolero
13 de agosto Santa Cruz Oriente Petrolero 3 - 2 (4-5 p) Barcelona SC

Grupo 2Editar

O Campeonato Colombiano 1989 foi suspenso devido ao assassinato de um árbitro de futebol nas mãos de um cartel de drogas. Nenhum campeão e vice-campeão foi gravado, por isso não houve participação da Colômbia no Grupo 2 da primeira fase desta Copa.

O Atlético Nacional, campeão da Copa Libertadores 1989, foi direto às oitavas de final.

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Independiente 3 2 1 1 0 1 0 1
  River Plate 1 2 0 1 1 0 1 -1


Data Cidade Partida
25 de março Buenos Aires River Plate 0 – 0 Independiente
1 de abril Avellaneda Independiente 1 – 0 River Plate

Grupo 3Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Colo-Colo 8 6 3 2 1 9 5 4
  Universidad Católica 7 6 2 3 1 6 4 2
  Unión Huaral 5 6 1 3 2 5 9 -4
  Sporting Cristal 4 6 1 2 3 4 6 -2


Data Cidade Partida
11 de abril Santiago Univ. Católica 2 – 1 Colo-Colo
11 de abril Lima Sporting Cristal 0 – 0 Unión Huaral
17 de abril Lima Sporting Cristal 0 – 0 Universidad Católica
20 de abril Lima Unión Huaral 1 – 0 Universidad Católica
24 de abril Lima Sporting Cristal 1 – 2 Colo-Colo
27 de abril Lima Unión Huaral 1 – 1 Colo-Colo
4 de maio Santiago Colo-Colo 0 – 0 Universidad Católica
4 de maio Lima Unión Huaral 0 – 3 Sporting Cristal
8 de maio Santiago Universidad Católica 2 – 0 Sporting Cristal
12 de maio Santiago Colo-Colo 2 – 0 Sporting Cristal
15 de maio Santiago Colo-Colo 3 – 1 Unión Huaral
18 de maio Santiago Universidad Católica 2 – 2 Unión Huaral

Grupo 4Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Progreso 7 6 2 3 1 7 4 3
  Defensor Sporting 7 6 2 3 1 5 3 2
  Pepeganga 6 6 3 0 3 4 5 -1
  Mineros 4 6 1 2 3 5 9 -4


Data Cidade Partida
25 de fevereiro Montevideo Defensor Sporting 0 – 0 Progreso
25 de fevereiro Puerto Ordaz Mineros 1 – 0 Pepeganga
4 de março Puerto Ordaz Mineros 1 – 3 Progreso
7 de março San Cristóbal Pepeganga 1 – 0 Progreso
11 de março San Cristóbal Pepeganga 1 – 0 Defensor Sporting
14 de março Puerto Ordaz Mineros 0 – 0 Defensor Sporting
21 de março Montevideo Progreso 1 – 1 Defensor Sporting
21 de março San Cristóbal Pepeganga 2 – 1 Mineros
26 de março Montevideo Progreso 1 – 1 Mineros
26 de março Montevideo Defensor Sporting 1 – 0 Pepeganga
29 de março Montevideo Progreso 2 – 0 Pepeganga
29 de março Montevideo Defensor Sporting 3 – 1 Mineros

Desempate(1º lugar)Editar

Data Cidade Partida
4 de abril Montevideo Progreso 4 - 0 Defensor Sporting

Grupo 5Editar

Equipe Pts J V E D GP GC SG
  Olimpia 7 6 3 1 2 9 8 1
  Cerro Porteño 6 6 2 2 2 8 8 0
  Vasco da Gama 6 6 2 2 2 5 5 0
  Grêmio 5 6 1 3 2 5 6 -1


Data Cidade Partida
14 de março Porto Alegre Gremio 2 – 0 Vasco da Gama
14 de março Asunción Olimpia 2 – 1 Cerro Porteño
27 de março Asunción Olimpia 1 – 0 Gremio
30 de março Asunción Cerro Porteño 3 – 1 Gremio
3 de abril Asunción Olimpia 2 – 1 Vasco da Gama
6 de abril Asunción Cerro Porteño 1 – 1 Vasco da Gama
18 de abril Rio de Janeiro Vasco da Gama 0 – 0 Gremio
18 de abril Asunción Cerro Porteño 3 – 2 Olimpia
24 de abril Porto Alegre Gremio 2 – 2 Olimpia
24 de abril Rio de Janeiro Vasco da Gama 2 – 0 Cerro Porteño
27 de abril Rio de Janeiro Vasco da Gama 1 – 0 Olimpia
27 de abril Porto Alegre Gremio 0 – 0 Cerro Porteño

Fase finalEditar

EsquemaEditar

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 4 a 15 de agosto  22 de agosto a 13 de setembro  5 a 26 de setembro  3 e 10 de outubro
                                                 
   Progreso 0 2 2  
   Barcelona de Guayaquil 2 2 4  
     Barcelona de Guayaquil 0 1 1  
     Emelec 0 0 0  
   Emelec 0 2 2
   Unión Huaral 1 0 1  
     Barcelona de Guayaquil 0 1 1 (4)  
     River Plate 1 0 1 (3)  
   Independiente 6 3 9  
   Pepeganga 0 0 0  
     Independiente 0 1 1
     River Plate 2 1 3  
   River Plate 2 2 4
   Defensor Sporting 1 1 2  
     Barcelona de Guayaquil 0 1 1
     Olimpia 2 1 3
   The Strongest 1 1 2  
   Universidad Católica 3 1 4  
     Universidad Católica 0 4 4
     Olimpia 2 4 6  
   Olimpia*
 *classificado diretamente  
     Olimpia 2 2 4 (2)
     Atlético Nacional 1 3 4 (1)  
   Atlético Nacional 0 1 1  
   Cerro Porteño 0 0 0  
     Atlético Nacional 0 1 1
     Vasco da Gama 0 0 0  
   Colo-Colo 0 3 3 (4)
   Vasco da Gama 0 3 3 (5)  

FinalEditar

Jogo de ida
3 de outubro Olimpia   2 – 0   Barcelona de Guayaquil Defensores del Chaco, Assunção

Amarilla   25'
Samaniego   78'
Relatório Público: 35 000
Árbitro:   Juan Daniel Cardellino

Olimpia: Almeida, Juan Ramírez, Miguel Ramírez, Fernández e Suárez; Guasch, Balbuena (Cubilla) e Monzón; González, Samaniego e Amarilla. Técnico: Luis Cubilla.

Barcelona: Morales, Izquierdo, Martínez, Macías e Freddy Bravo; Saralegui, Muñoz (Maldonado) e Proaño (David Bravo); Trobbiani, Jiménez e Acosta. Técnico: Miguel Brindisi.



Jogo de volta
10 de outubro Barcelona de Guayaquil   1 – 1   Olimpia Estádio Monumental, Guayaquil

Trobbiani   62' Relatório Amarilla   81' Público: 55 000
Árbitro:   Juan Carlos Loustau (ARG)

Barcelona: Morales, Izquierdo, Macías, Freddy Bravo e Guzmán (Proaño); Saralegui, Muñoz e David Bravo; Trobbiani, Urquillas e Acosta. Técnico: Miguel Brindisi.

Olimpia: Almeida, Juan Ramírez, Miguel Ramírez, Fernández e Suárez; Guasch, Balbuena e Jara (González); Monzón, Samaniego e Amarilla (Sanabria). Técnico: Luís Cubilla.


Libertadores 1990
 
OLIMPIA
Campeão
(2º título)
  Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.