Abrir menu principal
Copa Libertadores de Futsal
CONMEBOL Libertadores Futsal
Dados gerais
Organização CONMEBOL
Edições 19
Outros nomes Libertadores de Futsal
Local de disputa América Latina
Número de equipes 12
Sistema Grupos e Eliminatórias
Soccerball current event.svg Edição atual
editar

O Campeonato Sul-Americano de Clubes de Futsal, também conhecida popularmente como Copa Libertadores de Futsal[1], é uma competicão de futsal disputada pelos melhores clubes da América do Sul e é organizado pela Conmebol desde 2002.[2]

HistóriaEditar

Durante mais de duas décadas, a FIFUSA foi a única entidade a comandar o futebol de salão no mundo. No final da década de 1980, a FIFA resolveu criar incorporar a modalidade e criou um novo formato, que passou a ser conhecido internacionalmente como futsal. A partir de então, passaram a conviver as duas modalidades, uma sob tutela da FIFUSA, com praticamente as mesmas regras originais do futebol de salão em seus primórdios, e a outra sob encargo da FIFA, que é a versão mais divulgada e praticada no planeta.

De 1970 até 1990, o Campeonato Sul-Americano de Futebol de Salão foi organizado pela Fifusa. Em meados da década de 1990, foi criada uma versão dessa competição com as regras da FIFA, o Campeonato Sul-Americano de Futsal.

FormatoEditar

Até 2015, a competição sul-americana de futsal era dividida em Zona Norte e Zona Sul. Cada zona era dividida em dois grupos com número variável de integrantes. As equipes de cada grupo jogavam entre si em partida única com sedes definidas previamente pela Conmebol para os torneios de cada zona. Depois de disputar todas as partidas da chave, as duas melhores equipes de cada grupo se enfrentavam em chaves cruzadas (primeiro de um grupo contra o segundo do outro) e em partida única nas semifinais e o vencedor de cada jogo disputava a final da zona num único jogo e o vencedor da zona disputava a final do Sul-Americano contra o vencedor da outra zona em uma melhor de três jogos, em sede determinada pela Conmebol. Se uma equipe não comparecesse nas partidas como programado sem justificar sua ausência e/ou não chegasse a um acordo com a equipe adversária e a Conmebol de alterar as datas, seria declarado campeão seu oponente por W.O.

A partir de 2016, a competição passou a ser realizada em torneio único, contando com apenas um representante de cada país ao invés de classificar dois por país como anteriormente. O formato ainda se manteve semelhante ao anterior: são formados dois grupos, onde os dois melhores de cada grupo se enfrentavam nas semifinais e o vencedor de cada jogo disputa a final da copa.

CampeõesEditar

Ano Sede Final Semifinalistas
Campeão Placar Vice Terceiro lugar Placar Quarto lugar
2000
Detalhes
 
Rio de Janeiro
 
Internacional
6 – 5  
Vasco da Gama
 
San Lorenzo
 
Nacional
2001
Detalhes
 
Carlos Barbosa
 
Banespa
6 – 5  
Carlos Barbosa
 
6 de Agosto
13 – 7  
Deportivo Recoleta
2002
Detalhes
 
Valera
 
Carlos Barbosa
7 – 4
9 – 6
 
Pumas del Ávila
 
Banespa
 
Polikennedy
2003
Detalhes
 
Carlos Barbosa
 
Carlos Barbosa
8 – 2
5 – 1
 
Nacional
 
Villa Modelo
 
Minas
2004
Detalhes
 
Lima
 
Jaraguá
13 – 6
8 – 1
 
Deportivo Kansas
 
Carlos Barbosa
 
Samanes de Aragua
2005
Detalhes
 
Itauguá
 
Jaraguá
6 – 5
3 – 2
 
Universidad Autónoma
 
Carlos Barbosa
 
Malvín
2006
Detalhes
 
Fusagasugá
 
Jaraguá
5 – 2
8 – 3
 
Santa Fe
 
Atlântico
 
Petro Sia
2007
Detalhes
 
Jaraguá
 
Jaraguá
7 – 1
6 – 2
 
Bello Jairuby
 
Carlos Barbosa
 
Metálica
2008
Detalhes
 
Jaraguá
 
Jaraguá
11 – 4
10 – 2
 
Deportivo Táchira
 
Joinville
 
Impresos Calderón
2009(1)
Detalhes
 
Misiones
 
Jaraguá
W.O.  
Bello Jairuby
 
Farroupilhense
 
CRE Futsal
2010 Não disputado[3]
2011(2)
Detalhes
 
Encarnación
 
Carlos Barbosa
4 – 1  
Atlético Paranaense
 
Umuarama
1 – 0  
Boca Juniors
2012 Não disputado[4]
2013
Detalhes
 
Orlândia
 
ADC Intelli
7 – 2
4 – 1
 
Talento Dorado
 
Trujillanos
 
Minas
2014(2)
Detalhes
 
Erechim
 
Atlântico
3 – 2  
Boca Juniors
 
ADC Intelli
7 – 2  
America del Sud
2015
Detalhes
 
Itapetininga
 
Sorocaba Futsal
5 – 1
4 – 2
 
Real Bucaramanga
 
CRE Futsal
 
Boca Juniors
2016
Detalhes
 
Assunção
 
Cerro Porteño
4 – 2  
Jaraguá
 
Rionegro Águilas
2 – 1  
Kimberley
2017
Detalhes
 
Lima
 
Carlos Barbosa
2 – 1  
Cerro Porteño
 
Real Antioquia
2 – 2
(3 – 2 pên.)
 
Afemec
2018
Detalhes
 
Carlos Barbosa
 
Carlos Barbosa
4 – 1  
Joinville
 
Sorocaba Futsal
6 – 5  
Cerro Porteño
2019
Detalhes
 
Buenos Aires
 
Carlos Barbosa
3 – 1  
Cerro Porteño
 
Alianza Platanera
4 – 1  
Panta Walon

(1) O Jaraguá foi declarado campeão, pois o Bello Jairuby não compareceu a final.

(2) Não foi disputado a Zona Norte, em consequência, o torneio da Zona Sul acabou proclamando o Campeão da Libertadores.

(3) Torneio reconhecido apenas como classificatório para a Libertadores de 2011 pelo Carlos Barbosa .[5]

Títulos por equipeEditar

Clube País Títulos Vices
Carlos Barbosa   Brasil 6 (2002, 2003, 2011, 2017, 2018 e 2019) 1 (2001)
Jaraguá   Brasil 6 (2004, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009) 1 (2016)
Cerro Porteño   Paraguai 1 (2016) 2 (2017 e 2019)
Sorocaba   Brasil 1 (2015) 0
Atlântico   Brasil 1 (2014) 0
ADC Intelli   Brasil 1 (2013) 0
Banespa   Brasil 1 (2001) 0
Internacional   Brasil 1 (2000) 0
Bello Jairuby   Colômbia 0 2 (2007 e 2009)
Real Bucaramanga   Colômbia 0 1 (2015)
Joinville   Brasil 0 1 (2018)
Boca Juniors   Argentina 0 1 (2014)
Talento Dorado   Colômbia 0 1 (2013)
Atlético Paranaense   Paraguai 0 1 (2011)
La Riviera Vargas   Venezuela 0 1 (2010)
Deportivo Táchira   Venezuela 0 1 (2008)
Santa Fe   Colômbia 0 1 (2006)
Universidad Autónoma   Paraguai 0 1 (2005)
Deportivo Kansas   Peru 0 1 (2004)
Nacional   Uruguai 0 1 (2003)
Pumas del Ávila   Venezuela 0 1 (2002)
Vasco da Gama   Brasil 0 1 (2000)

Total de títulos por paísEditar

País Títulos Vices
  Brasil 18 4
  Paraguai 1 4
  Colômbia 0 5
  Venezuela 0 3
  Argentina 0 1
  Peru 0 1
  Uruguai 0 1

Referências

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar