Abrir menu principal

Copa Rio de 2011

(Redirecionado de Copa Rio 2011)
Copa Rio de Profissionais 2011
Copa Rio 2011
Rio de Janeiro
Dados
Participantes 17
Organização FFERJ
Período 03 de setembro26 de novembro
Campeão Madureira
Vice-campeão Friburguense
Melhor marcador Pimenta (Serra Macaense) - 8 gols
◄◄ Rio de Janeiro Copa Rio 2010 Soccerball.svg Rio de Janeiro Copa Rio 2012 ►►

A Copa Rio de Profissionais de 2011 foi a 16ª edição da Copa Rio. Pelo segundo ano seguido, o torneio foi disputado no segundo semestre por clubes "pequenos" de todas as divisões do futebol do Rio de Janeiro, já que no primeiro semestre estes clubes disputavam o Campeonato Estadual.

De acordo com o regulamento, o campeão poderia optar pela vaga da Série D de 2012 ou pela vaga da Copa do Brasil de 2012. Caso a opção fosse pela vaga na Série D, o vice ficaria com a da Copa do Brasil. Se o campeão escolhesse a Copa do Brasil, o primeiro melhor colocado imediatamente após o campeão e que não estivesse garantido em uma das divisões do futebol nacional (Séries A, B ou C de 2012) seria um dos representante do Rio na Série D. Ou seja, se o vice participasse da Série C de 2012, por exemplo, a vaga fica para o terceiro; e assim sucessivamente.

O campeonato foi organizado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e divido em duas fases de grupos, mais as semifinais e a final. Apesar de costumeiramente não receber muita mídia, a contratação do folclórico atacante Túlio Maravilha (à época com 42 anos) pelo Bonsucesso para a disputa do torneio mereceu destaque nos grandes noticiários esportivos[1]. Além disso, esta edição trouxe de volta os times pequenos que disputavam as divisões inferiores do futebol nacional, causando certa confusão no calendário e forçando alguns deles a jogarem com equipes mistas ou reservas[2].

A final foi disputada por Friburguese e Madureira, com o Tricolor Suburbano conquistando o seu primeiro título da competição, após o vice-campeonato de 2009. Como já participará da Série C de 2012, o campeão jogará a Copa do Brasil; cabendo ao Friburguense a classificação à Série D[3].

Equipes participantesEditar

Pela primeira vez, foram convidados a participar da Copa Rio todos os times participantes do Carioca de 2010, inclusive os dois rebaixados e os times participantes da Série B e da Série C do Brasileirão do mesmo ano. Nos anos anteriores, os participantes da Série D também tinham direito a disputar o torneio. Destes doze convocados, apenas o Tigres do Brasil (campeão da edição de 2009) desistiu de participar.

Além dos times da Série A, o atual campeão (Audax Rio), os quatro melhores da Série B e os três melhores da Série C do Estadual de 2010 tinham direito a participar do torneio, totalizando um máximo de vinte equipes.

Dos vindos da Série B, apenas o Quissamã ficou de fora, já que havia desistido da Copa Rio 2010 no meio da disputa e, por isto, fora desqualificado antecipadamente da edição seguinte. Finalmente, da Série C, somente o Barra Mansa abdicou de participar da competição. Assim, houve três desfalques e a Copa Rio contou com dezessete representantes, um a mais que na edição anterior.

Equipe Cidade Em 2010 Estádio Capacidade Títulos (mais recente)
América   Rio de Janeiro Giulite Coutinho 12.840 0
Americano   Campos dos Goytacazes 14º Godofredo Cruz 25.000 0
Audax Rio   São João de Meriti Sendolândia 1.000 1 (2010)
Bangu   Rio de Janeiro Moça Bonita 9.564 0
Boavista   Saquarema 12º De Los Larios[i] 11.000 0
Bonsucesso   Rio de Janeiro Não disputou Leônidas da Silva 13.000 0
Cabofriense   Cabo Frio Não disputou Correão 6.000 0
Duque de Caxias   Duque de Caxias Não disputou De Los Larios[ii] 11.000 0
Friburguense   Nova Friburgo Eduardo Guinle 12.000 0
Macaé   Macaé Não disputou Moarcyzão 20.000 0
Madureira   Rio de Janeiro Conselheiro Galvão 3.314 0
Nova Iguaçu   Nova Iguaçu Não disputou Laranjão 3.500 1 (2008)
Olaria   Rio de Janeiro 1

Fórmula de disputaEditar

A Copa Rio foi disputada em quatro fases, sendo duas de grupos e duas de "mata-mata"[4].

Na primeira fase, as equipes foram distribuídas em quatro grupos - de A a D. Inicialmente, todos teriam cinco equipes, mas com as três desistências, o Grupo A contou com um time a mais que os demais. Os times enfrentariam-se dentro dos grupos em jogos de ida e volta. Os dois melhores de cada grupo e os dois melhores terceiros colocados (de acordo com o índice técnico) avançariam à segunda fase.

Nesta segunda fase, as associações classificadas seriam distribuídas em dois grupos de cinco (E e F), jogando entre si tal qual na primeira fase. Após as dez rodadas, classificariam-se para a terceira fase as duas primeiras colocadas de cada grupo.

A terceira fase consistiria de duas semifinais com cruzamento olímpico (primeiro de um grupo enfrenta o segundo de outro), com as equipes enfrentando-se em jogos de ida e volta, com o mando de campo do jogo da volta destinado à que tivesse o melhor índice técnico na soma das duas fases anteriores. Em caso de placares iguais nos dois jogos, as vagas à final seriam decididas nos pênaltis.

Na final, repete-se o regulamento aplicado à semifinal: jogos de ida e volta, com o mando de campo do jogo da volta definido pelo time de melhor índice técnico na soma das três fases anteriores. O campeão escolheria o torneio de que gostaria de participar no ano seguinte.

Índice TécnicoEditar

Após diversos torneios usando o número de gols feitos (gols pró) para determinar o índice técnico, a FFERJ buscou refiná-lo para esta Copa Rio. A partir dela, o índice técnico (IT) de cada equipe equivale - - definido para cada fase - corresponde à soma das médias aritméticas dos pontos feitos e do saldo de gols. Matematicamente:

 

Primeira faseEditar

Realizada entre os dias 3 de setembro e 9 de outubro, a primeira fase teve dezessete representantes divididos em quatro grupos. Dos dezessete times participantes, dez avançaram à segunda fase.

Grupo AEditar

O único grupo com cinco representantes teve como grande destaque a participação de Túlio pelo Bonsucesso. Ele não balançou as redes na sua estreia oficial pelo clube, realizada no feriado da Independência do Brasil para um público pagante de 69 pessoas[5]. Em seguida, porém, o atacante desancantou com um belo gol de bicicleta contra o Volta Redonda (clube no qual fora artilheiro do Carioca de 2005)[6].

Ao derrotar o São João da Barra fora de casa, o Resende foi o único time do grupo a garantir a sua classificação de forma antecipada[7].

Grupo BEditar

Com duas rodadas de antecedência, ao vencer o Bangu em casa, o Macaé tornou-se o primeiro clube classificado à segunda fase[8]. Na rodada seguinte, o Friburguense também se classificou antecipadamente, vencendo o mesmo Bangu fora de casa[9].

Grupo CEditar

Na segunda rodada, o Olaria receberia o Audax Rio na Rua Bariri. No entanto, a ambulância demorou mais de trinta minutos para chegar ao local e, seguindo o Estatuto do Torcedor, o árbitro Alexandre Vargas decretou o WO contra o time da casa[10]. O Olaria entrou com recurso no TJD-RJ pedindo que o jogo fosse refeito, mas o Tribunal deu ganho de causa ao Audax, mantendo o placar.

Na penúltima rodada, o Audax Rio garantiu a classificação à segunda fase de forma antecipada, ao empatar justamente contra o Olaria[11].

Grupo DEditar

Na penúltima rodada, Duque de Caxias e Madureira venceram fora de casa e garantiram com antecedência as suas classificações à segunda fase[12][13].

Segunda faseEditar

Para a segunda fase as associações classificadas na primeira fase serão distribuídas em 02 grupos (grupo E e F), jogando entre si, dentro do grupo, em turno e returno, classificando-se para a terceira fase a primeira e a segunda colocada de cada grupo.

Grupo EEditar

Tal qual na primeira fase, o Macaé garantiu a classificação de forma antecipada, sendo o primeiro clube a avançar às semifinais da competição. O feito ocorreu com duas rodadas de antecedência, mesmo com o time folgando na oitava rodada[14].

Grupo FEditar

Com uma rodada de antecedência, os empates de Madureira-Serra Macaense e America-Volta Redonda definiram as classificações de Friburguense (que folgava na rodada) e Madureira às semifinais, restando-lhes determinar a liderança do grupo na última rodada[15][16].

Semifinais e finalEditar

  Semifinais Final
                     
 Friburguense 2 2 4  
 Bangu 1 1 2  
   Friburguense 1 2 3
   Madureira 2 3 5
 Macaé 0 2 2 (3)
 Madureira 2 0 2 (5)

Classificação GeralEditar

Campeão
Vice-campeão
Semi-finalistas
Eliminados na segunda fase
Eliminados na primeira fase
Classificação
# Time PG J V E D GP GS SG IT
1 Madureira 37 18 11 4 3 29 19 +10 2,61
2 Friburguense 35 18 11 2 5 41 26 +15 2,78
3 Macaé 32 16 10 2 4 29 19 +10 2,62
4 Bangu 22 16 6 4 6 29 25 +4 1,62
5 Resende 25 16 7 4 5 27 17 +10 2,19
6 Audax Rio 24 14 7 3 4 23 19 +4 2,00
7 Volta Redonda 22 16 6 4 6 18 16 +2 1,50
8 Serra Macaense 19 14 5 4 5 27 26 +1 1,43
9 America 13 14 3 4 7 21 30 -9 0,29
10 Duque de Caxias 10 14 3 1 10 18 39 -21 -0,79
11 Boavista-RJ 12 8 4 0 4 7 10 -3 1,13
12 Bonsucesso 9 8 1 6 1 8 7 +1 1,25
13 Olaria 6 6 1 3 2 8 11 -3 0,50
14 Americano 5 6 1 2 3 8 12 -4 0,17
15 São João da Barra 5 8 1 2 5 4 14 -10 -0,63
16 Nova Iguaçu 4 6 1 1 4 11 11 0 0,67
17 Cabofriense 3 6 1 0 5 7 15 -8 -0,83

Ver tambémEditar

Referências

  1. André Casado (23 de agosto de 2011). «Túlio mira gol 995 e até Libertadores pelo Bonsucesso: 'Rei do Rio voltou'». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  2. Ururau (11 de agosto de 2011). «Tabela da Copa Rio 2011 sofre alterações devido ao Brasileirão 2011». Consultado em 4 de outubro de 2011. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  3. GuiaFut (26 de novembro de 2011). «Madureira vence e conquista título inédito». Consultado em 3 de dezembro de 2011 [ligação inativa]
  4. FFERJ (27 de junho de 2011). «REGULAMENTO DA COPA RIO DE PROFISSIONAIS – 2011». Consultado em 4 de outubro de 2011. Arquivado do original em 25 de setembro de 2011 
  5. Janir Júnior (7 de setembro de 2011). «Túlio faz estreia oficial para 69 pagantes, não marca e acaba no banco». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  6. LANCEPRESS! (18 de setembro de 2011). «Confira o vídeo do gol de bicicleta do Túlio Maravilha». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  7. Matheus Mandy (7 de outubro de 2011). «Resende goleia SJB fora de casa e avança na Copa Rio». Consultado em 7 de outubro de 2011 
  8. Tiago Ferreira (24 de setembro de 2011). «Macaé garantido na segunda fase». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  9. Maria Pimenta (2 de outubro de 2011). «Em jogo de viradas e cinco gols, Friburguense derrota Bangu». Consultado em 3 de outubro de 2011. Arquivado do original em 8 de outubro de 2011 
  10. Matheus Mandy (10 de setembro de 2011). «Ambulância não aparece e Olaria perde por W.O. para o Audax Rio». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  11. GuiaFut (1 de outubro de 2011). «Olaria conquista empate heroico». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  12. GuiaFut (1 de outubro de 2011). «Duque de Caxias "B" espanta má fase, se classifica e afunda America em Edson Passos». Consultado em 3 de outubro de 2011 
  13. Madureira E.C. (1 de outubro de 2011). «Três pontos e vaga confirmada». Consultado em 3 de outubro de 2011 [ligação inativa]
  14. Matheus Mandy (5 de novembro de 2011). «Macaé está classificado para as semifinais da Copa Rio». Consultado em 11 de novembro de 2011 [ligação inativa]
  15. Matheus Mandy (9 de novembro de 2011). «Madureira empata com o Serra e se classifica». Consultado em 11 de novembro de 2011 [ligação inativa]
  16. Matheus Mandy (9 de novembro de 2011). «Friburguense não joga, mas se classifica». Consultado em 11 de novembro de 2011 [ligação inativa]

Ligações externasEditar