Abrir menu principal
Copa Rio de Profissionais de 2017
XXII Copa Rio
Rio de Janeiro
Dados
Participantes 16
Organização FERJ
Período 12 de julho27 de setembro
Gol(o)s 66
Partidas 30
Média 2,2 gol(o)s por partida
Campeão Bandeira-saquarema.png Boavista-RJ (1º título)
Vice-campeão Bandeira de Campos dos Goytacazes.png Americano
◄◄ Rio de Janeiro 2016 Soccerball.svg 2018 Rio de Janeiro ►►
Atualizado em 7 de setembro

A Copa Rio de Profissionais de 2017 foi a 22ª edição da Copa Rio, competição organizada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro. O campeonato foi disputado por dezesseis clubes participantes das três primeiras divisões do Campeonato Carioca de Futebol de 2016 (oito da Série A, cinco da Série B e três da Série C). O vencedor do torneio teve direito de escolher uma vaga na Copa do Brasil de 2018 ou no Campeonato Brasileiro da Série D de 2018, ficando o vice-campeão com a vaga restante.

Sistema de disputaEditar

Diferentemente do ano anterior, a Copa Rio de 2017 foi disputada exclusivamente em sistema de mata-mata, em jogos de ida e volta. Para a primeira fase (equivalente às oitavas-de-final), os dezesseis clubes foram divididos em oito grupos com duas equipes, sendo necessariamente uma equipe da Série A e outra da Série B ou C. A equipe da primeira divisão fez o jogo de volta em seu estádio. Avançou para a segunda fase a equipe que obteve mais pontos nos dois jogos. Caso houvesse empate em número de pontos, os critérios de desempate seriam, na ordem: (a) maior saldo de gols, (b) maior número de gols marcados no estádio do clube adversário e (c) cobranças de pênaltis. A partir da segunda fase (equivalente às quartas-de-final), os clubes continuaram se enfrentando em jogos de ida e volta, mas o mando de campo de cada partida foi estabelecido através de sorteio público na sede da FERJ. Sucessivamente, as equipes vencedoras da segunda fase avançaram às semifinais e as vencedoras disputaram a final da Copa Rio de 2017. Apenas na final não teve o critério de desempate "maior número de gols marcados no estádio do clube adversário", o que significa que, se os dois clubes finalistas marcassem o mesmo número de gols nos dois jogos, haveria cobrança de pênaltis para definir o campeão, que escolheria uma vaga na Copa do Brasil de 2018 ou no Campeonato Brasileiro da Série D de 2018, ficando o vice-campeão com a vaga restante.[1]

ParticipantesEditar

Equipe Cidade Em 2016 Estádio (mando) Capacidade[2] Títulos (último) Forma de classificação
Americano   Campos dos Goytacazes Ferreirão 900 4º da Série B de 2016
Audax Rio   São João de Meriti Moça Bonita 9 024 1 (2010)[a] 6º da Série B de 2016
Bangu   Rio de Janeiro 13º Moça Bonita 9 024 7º da Série A de 2016
Barcelona   Rio de Janeiro Moça Bonita 9 024 4º da Série C de 2016
Boavista-RJ   Saquarema Eucy Resende 2 058 6º da Série A de 2016
Carapebus   Carapebus Ferreirão 900 2º da Série B de 2016[b]
Itaboraí   Itaboraí Alzirão 900 3º da Série B de 2016
Macaé   Macaé Moacyrzão 15 000 10º da Série A de 2016
Madureira   Rio de Janeiro Conselheiro Galvão 2 136 1 (2011) 8º da Série A de 2016
Olaria   Rio de Janeiro Rua Bariri 8 300 5º da Série B de 2016
Portuguesa-RJ   Rio de Janeiro Luso Brasileiro 4 697 2 (2016) 12º da Série A de 2016
Resende   Resende Trabalhador 4 600 2 (2015) 9º da Série A de 2016
São Gonçalo EC   São Gonçalo 10º Alzirão 900 1º da Série C de 2016
Serrano   Petrópolis Atílio Marotti 8 500 2º da Série C de 2016
Tigres do Brasil   Duque de Caxias Los Larios 6 300 2 (2008) 11º da Série A de 2016
Volta Redonda   Volta Redonda Raulino de Oliveira 20 255 4 (2007) 5º da Série A de 2016
  • a^ Na época, o Audax Rio se chamava Sendas Esporte Clube.
  • b^ Resultado obtido em parceria com o Campos.

ResultadosEditar

As equipes marcadas em itálico têm o mando do primeiro jogo. As equipes marcadas em negrito avançaram para a fase seguinte.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 12 a 29 de julho  8 a 24 de agosto  7 e 13 de setembro  21 e 27 de setembro
                                                 
   Carapebus 1 0 1  
   Tigres do Brasil 1 1 2  
     Tigres do Brasil 3 3 6  
     Resende 2 2 4  
   Barcelona 1 0 1 (0)
   Resende (pen) 0 1 1 (2)  
     Tigres do Brasil 1 1 2  
     Boavista-RJ 1 3 4  
   Itaboraí 2 0 2  
   Portuguesa-RJ 2 3 5  
     Portuguesa-RJ 0 0 0
     Boavista-RJ 1 1 2  
   Olaria 0 1 1
   Boavista-RJ 0 3 3  
     Boavista-RJ 0 1 1 (4)
     Americano 1 0 1 (2)
   Americano 0 1 1  
   Macaé 0 0 0  
     Americano 2 0 2
     Bangu 0 1 1  
   Serrano 1 1 2
   Bangu 1 2 3  
     Americano 2 0 2
     São Gonçalo EC 0 1 1  
   Audax Rio 0 5 5  
   Volta Redonda 2 1 3  
     Audax Rio 0 1 1
     São Gonçalo EC 1 1 2  
   São Gonçalo EC 2 3 5
   Madureira 1 1 2  

FinalEditar

Quinta-feira, 21 de setembro Boavista-RJ   0 – 1   Americano Estádio Elcyr Resende, Saquarema
15:00
  90+2' Ramon Público: 450 pagantes (295 presentes)
Renda: R$ 7.000,00
Árbitro:  RJ Daniel de Sousa Macedo
     
 
 
Boavista
     
 
 
Americano

Quarta-feira, 27 de setembro Americano   0 – 1   Boavista-RJ Estádio Ferreirão, Cardoso Moreira
15:00
  52' Leandrão Público: 340 pagantes (400 presentes)
Renda: R$ 5.100,00
Árbitro:  RJ Pathrice Wallace Corrêa Maia
    Penalidades  
Gökçek Vederson  
Espinho  
Rafinha  
Paulo Roberto  
2 – 4   Júlio César
  Jean
  Kadu
  Thiaguinho Silva
 
     
 
 
Americano
     
 
 
Boavista

ArtilhariaEditar

Gols[3] Jogador Time
5   Felipe Augusto Boavista-RJ
3   Carlos André Americano
  David Batista Volta Redonda
  Jonathan São Gonçalo EC
  Raphael Carioca Tigres do Brasil

PremiaçãoEditar

Copa Rio de 2017
 
Boavista-RJ
Campeão
(1º título)

Classificação GeralEditar

Pos Equipe PG J V E D GP GS SG Classificação
1   Boavista-RJ 17 8 5 2 1 10 4 +6 Campeão e classificado para a Copa do Brasil de 2018
2   Americano 13 8 4 1 3 6 3 +3 Vice-campeão e classificado para a Série D de 2018
3   São Gonçalo EC 13 6 4 1 1 8 5 +3 Eliminados nas semifinais
4   Tigres do Brasil 11 6 3 2 1 10 9 +1
5   Bangu 7 4 2 1 1 4 4 0 Eliminados na segunda fase
6   Audax Rio 4 4 1 1 2 6 5 +1
7   Portuguesa-RJ 4 4 1 1 2 5 4 +1
8   Resende 3 4 1 0 3 5 7 –2
9   Barcelona 3 2 1 0 1 1 1 0 Eliminados na primeira fase
10   Volta Redonda 3 2 1 0 1 3 5 –2
11   Serrano 1 2 0 1 1 2 3 –1
12   Carapebus 1 2 0 1 1 1 2 –1
13   Macaé 1 2 0 1 1 0 1 –1
14   Olaria 1 2 0 1 1 1 3 –2
15   Itaboraí 1 2 0 0 1 2 5 –3
16   Madureira 0 2 0 0 2 2 5 –3

Referências

  1. «REGULAMENTO DA COPA RIO DE PROFISSIONAIS 2017» (PDF). FERJ. 17 de maio de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017 
  2. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol 2016» (PDF). CBF. 21 de janeiro de 2016. Consultado em 18 de junho de 2016 
  3. «Copa Rio Profissional 2017 – Artilharia» (PDF). FERJ. Consultado em 14 de setembro de 2017 

Ver tambémEditar