Abrir menu principal
XVII Copa Santa Catarina
Copa Santa Catarina de 2018
Dados
Participantes 12
Organização FCF
Anfitrião Santa Catarina
Período 16 de setembro25 de novembro
Gol(o)s 187
Partidas 66
Média 2,83 gol(o)s por partida
Campeão Brusque
Vice-campeão Hercílio Luz
Melhor marcador Conrado (Hercílio Luz) – 8 gols
José (Marcílio Dias)
Melhor ataque (fase inicial) Hercílio Luz – 26 gols
Melhor defesa (fase inicial) Tubarão – 4 gols
Maior goleada
(diferença)
Marcílio Dias 7 – 0 Operário de Mafra
Hercílio LuzItajaí
Quarta, 10 de outubro
◄◄ Copa SC 2017 Soccerball.svg Copa SC 2019 ►►

A Copa Santa Catarina de 2018 é a 17ª edição do segundo principal torneio de futebol de Santa Catarina. Disputada entre os dias 16 de setembro a 25 de novembro. O campeão ganha uma vaga na Copa do Brasil de 2019.[1]

Índice

RegulamentoEditar

A Copa Santa Catarina SICOOB 2018 está sendo disputada em três fase. Na 1ª Fase – Inicial, as equipes se enfrentaram no sistema de pontos corridos, dentro dos grupos, em turno e returno. Os dois melhores colocados de cada grupo avançaram à 2ª Fase – Semifinais. As Semifinais e Finais serão disputadas no sistema de confronto eliminatório, jogos de ida e volta.

Na 2ª Fase – Semifinais os clubes primeiros colocados enfrentarão os segundos colocados no confronto eliminatório. Em caso de empate em número de pontos ao final da segunda partida, a equipe com melhor saldo de gols avança, persistindo o empate, a decisão do classificado, ou, do campeão será através da cobrança de penalidades.

Critérios de desempateEditar

Em caso de empate por pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate são aplicados na seguinte ordem:[2]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró;
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Com relação ao quarto critério (confronto direto), considera-se o resultado dos jogos somados, ou seja, o resultado de 180 minutos. Permanecendo o empate, o desempate se dará pelo maior número de gols marcados no campo do adversário. O quarto critério não será considerado no caso de empate entre mais de dois clubes.[2]

ParticipantesEditar

Fase de GruposEditar

Grupo AEditar

Classificados para as semifinais
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG %
1   Hercílio Luz 27 10 9 0 1 26 5 +21 90,0
2   Figueirense B 20 10 6 2 2 20 12 +8 66,7
3   Joinville 16 10 4 4 2 19 15 +4 53,3
4   Fluminense 9 10 2 3 5 10 16 -6 30,0
5   Metropolitano 8 10 2 2 6 11 16 -5 26,7
6   Blumenau 3 10 0 3 7 6 28 -22 10,0

Grupo BEditar

Classificados para as semifinais
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG %
1   Brusque 25 10 8 1 1 20 6 +14 83,3
2   Tubarão 20 10 5 5 0 13 4 +9 66,7
3   Marcílio Dias 18 10 5 3 2 19 6 +13 60,0
4   Almirante Barroso 14 10 4 2 4 13 11 +2 46,7
5   Inter de Lages 7 10 2 1 7 12 13 -1 23,3
6   Operário de Mafra 0 10 0 0 10 4 41 -37 0,0

Fase FinalEditar

  Semifinais Final
                     
   Hercílio Luz 1 1 2  
   Tubarão 0 1 1  
     Hercílio Luz 0 1 1 (3)
     Brusque 0 1 1 (4)
   Brusque 3 4 7
   Figueirense B 2 0 2

FinalEditar

O time de melhor campanha na classificação geral tem o direito do mando de campo na segunda partida da final.

Partida de idaEditar

18 de Novembro Brusque   0 – 0   Hercílio Luz Valério Gomes Neto, São João Batista
17:00
Público: 986
Renda: R$ 11.410,00
Árbitro:   Ramon Abatti Abel
     
 
 
Brusque
     
 
 
Hercílio Luz

Partida de voltaEditar

25 de Novembro Hercílio Luz   1 – 1   Brusque Aníbal Torres Costa, Tubarão
17:00
Francivaldo   47'   74' Jefferson Público: 2 269
Renda: R$ 44.210,00
Árbitro:   Rodrigo D'Alonso Ferreira
    Penalidades  
3 – 4  
     
 
 
Hercílio Luz
     
 
 
Brusque

PremiaçãoEditar