Abrir menu principal

Wikipédia β

Copa Sul-Americana de 2014

A Copa Sul-Americana de 2014, denominado oficialmente Copa Total Sul-Americana de 2014 por motivos de patrocínio,[1] foi a décima terceira edição do torneio de futebol realizado no segundo semestre de cada ano pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Equipes das dez associações sul-americanas participaram do torneio.

Copa Total Sul-Americana de 2014
XIII Copa Sudamericana
Copa Total Sudamericana.png
Dados
Participantes 47
Organização CONMEBOL
Período 19 de agosto10 de dezembro
Gol(o)s 209
Partidas 92
Média 2,27 gol(o)s por partida
Campeão Argentina River Plate (1º título)
Vice-campeão Colômbia Atlético Nacional
Melhor marcador 5 gols:
Maior goleada
(diferença)
Jorge Wilstermann Bolívia 0–4 Uruguai Peñarol
Estádio Félix CaprilesCochabamba
28 de agosto, Primeira fase
◄◄ 2013 Soccerball.svg 2015 ►►

Pelo segundo ano consecutivo o título ficou com uma equipe da Argentina, com a vitória do River Plate sobre o Atlético Nacional por 3–1 no placar agregado da final. No jogo de ida, em Medellín, as equipes empataram em 1–1.[2] A vitória por 2–0 em Buenos Aires garantiu a conquista inédita ao River Plate.[3]

O campeão conquistou uma vaga para a disputa da Copa Libertadores da América de 2015 e também da Recopa Sul-Americana de 2015 contra o San Lorenzo, campeão da Copa Libertadores da América de 2014, além de participar da Copa Suruga Bank do ano seguinte, contra o campeão da Copa da Liga Japonesa do mesmo ano.[4]

Índice

Equipes classificadasEditar

País Equipe Classificação
  Argentina
(6 vagas + atual campeão)
Lanús Campeão da Copa Sul-Americana de 2013
River Plate Campeão da Primeira Divisão de 2013–14
Boca Juniors Melhor pontuação na temporada 2013–14
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2014
Estudiantes 2ª melhor pontuação na temporada 2013–14
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2014
Gimnasia y Esgrima 3ª melhor pontuação na temporada 2013–14
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2014
Godoy Cruz 4ª melhor pontuação na temporada 2013–14
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2014
Rosario Central 5ª melhor pontuação na temporada 2013–14
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2014
  Bolívia
(4 vagas)
San José 3º colocado do Torneio Clausura de 2013
Jorge Wilstermann 4º colocado no Torneio Apertura de 2013
Nacional Potosí 5º colocado no Torneio Apertura de 2013
Universitario de Sucre 6º colocado no Torneio Apertura de 2013
  Brasil
(8 vagas)
Vitória Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
Goiás Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a 2ª melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
São Paulo Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a 3ª melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
Bahia Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a 4ª melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
Internacional Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a 5ª melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
Criciúma Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a 6ª melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
Fluminense Eliminado antes da quarta fase da Copa do Brasil de 2014
com a 7ª melhor campanha no Campeonato Brasileiro de 2013
Sport Campeão da Copa do Nordeste de 2014[5]
  Chile
(4 vagas)
Deportes Iquique Campeão da Copa Chile de 2013–14
Cobresal Campeão da Liguilla do Torneio Clausura de 2014
Universidad Católica Melhor pontuação da temporada 2013–14
não classificado para a segunda fase da Copa Libertadores de 2014
Huachipato Vice-campeão da Copa Chile 2013–14
  Colômbia
(4 vagas)
Atlético Nacional Campeão da Copa Colômbia de 2013
Deportivo Cali Campeão da Superliga Colombiana de 2014
Millonarios Melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
Águilas Doradas 2ª melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
  Equador
(4 vagas)
Emelec Campeão do Campeonato Equatoriano de 2013
Independiente del Valle Vice-campeão do Campeonato Equatoriano de 2013
Universidad Católica Melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
Barcelona de Guayaquil 2ª melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
  Paraguai
(4 vagas)
Cerro Porteño Melhor pontuação entre os campeões dos torneios da Primeira Divisão de 2013
Libertad Melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
General Díaz 2ª melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
Deportivo Capiatá 3ª melhor pontuação na temporada 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
  Peru
(4 vagas)
Alianza Lima Melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
Universidad César Vallejo 2ª melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
Universidad Técnica Cajamarca 3ª melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
Inti Gas 4ª melhor pontuação no Campeonato Descentralizado de 2013
não classificado para a Copa Libertadores de 2014
  Uruguai
(4 vagas)
Danubio Campeão do Campeonato Uruguaio de 2013–14
River Plate Melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2013–14
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Peñarol 2ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2013–14
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Rentistas 3ª melhor pontuação no Campeonato Uruguaio de 2013–14
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
  Venezuela
(4 vagas)
Caracas Campeão da Copa Venezuela de 2013
Deportivo Anzoátegui 2ª melhor pontuação no Campeonato Venezuelano de 2013–14
não classificado para a Copa Libertadores de 2015
Trujillanos Vencedor da Serie Sudamericana do Campeonato Venezuelano de 2013–14 com melhor pontuação
Deportivo La Guaira Vencedor da Serie Sudamericana do Campeonato Venezuelano de 2013–14 com pior pontuação

SorteioEditar

O sorteio que determinou os cruzamentos da competição foi realizado em 20 de maio de 2014, em Buenos Aires.[6]

Com exceção do atual campeão do torneio, que entrou diretamente na fase de oitavas de final, as outras 46 equipes foram divididas em quatro zonas na primeira fase: Sul (Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai), Norte (Colômbia, Equador, Peru e Venezuela), Argentina e Brasil. As equipes das zonas Sul e Norte entraram na primeira fase e as equipes da Argentina e do Brasil a partir da segunda fase.[7]

Primeira faseEditar

A primeira fase foi disputada por 32 equipes entre 19 e 28 de agosto, em partidas eliminatórias em ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa entraria em consideração e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida em disputa por pênaltis.[7]

Zona SulEditar

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Huachipato   6–3   San José 3–1 3–2
G2 Universitario de Sucre   2–1   Deportes Iquique 2–0 0–1
G3 Deportivo Capiatá   5–3   Danubio 3–1 2–2
G4 Rentistas   1–2   Cerro Porteño 0–2 1–0
G5 General Díaz   4–3   Cobresal 2–1 2–2
G6 Nacional Potosí   1–3   Libertad 1–0 0–3
G7 Universidad Católica   0–4   River Plate 0–1 0–3
G8 Peñarol   6–0   Jorge Wilstermann 2–0 4–0

Zona NorteEditar

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G9 Inti Gas   0–2   Caracas 0–1 0–1
G10 Barcelona de Guayaquil   3–0   Alianza Lima 3–0 0–0
G11 Deportivo La Guaira   1–2   Atlético Nacional 1–1 0–1
G12 Águilas Doradas   2–3   Emelec 1–1 1–2
G13 Universidad Técnica Cajamarca   0–3   Deportivo Cali 0–0 0–3
G14 Millonarios   3–4   Universidad César Vallejo 1–2 2–2
G15 Trujillanos   1–2   Independiente del Valle 0–1 1–1
G16 Universidad Católica   2–2 (5–4 p)   Deportivo Anzoátegui 1–1 1–1

Segunda faseEditar

A segunda fase foi disputada pelas equipes da Argentina e do Brasil e os dezesseis que avançaram da primeira fase. Foram dezesseis chaves com partidas de ida e volta, sendo que o Lanús avançou diretamente às oitavas de final por ser o campeão do ano anterior. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa entraria em consideração e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida em disputa por pênaltis.[7]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
O1 Sport   1–3   Vitória 0–1 1–2
O2 Deportivo Capiatá   4–2   Caracas 1–1 3–1
O3 Godoy Cruz   0–3   River Plate 0–1 0–2
O4 Huachipato   2–1   Universidad Católica 2–0 0–1
O5 Fluminense   2–2 (gf)   Goiás 2–1 0–1
O6 Peñarol   3–2   Deportivo Cali 2–2 1–0
O7   Lanús diretamente classificado às oitavas de final
O8 Universitario de Sucre   2–5   Universidad César Vallejo 2–2 0–3
O9 Internacional   1–3   Bahia 0–2 1–1
O10 Independiente del Valle   1–3   Cerro Porteño 1–0 0–3
O11 Gimnasia y Esgrima   0–1   Estudiantes 0–0 0–1
O12 Emelec   3–2   River Plate 2–1 1–1
O13 Criciúma   2–3   São Paulo 2–1 0–2
O14 Barcelona de Guayaquil   1–2   Libertad 1–0 0–2
O15 Rosario Central   1–4   Boca Juniors 1–1 0–3
O16 Atlético Nacional   3–3 (gf)   General Díaz 0–2 3–1

Fase finalEditar

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 30 de setembro a 23 de outubro  29 de outubro a 6 de novembro  19 a 27 de novembro  3 e 10 de dezembro
                                                 
   Atlético Nacional 2 1 3  
   Vitória 2 0 2  
     Atlético Nacional 1 1 2  
     Universidad César Vallejo 0 0 0  
   Bahia 2 0 2 (6)
   Universidad César Vallejo (pen) 0 2 2 (7)  
     Atlético Nacional (pen) 1 0 1 (4)  
     São Paulo 0 1 1 (1)  
   São Paulo 1 3 4  
   Huachipato 0 2 2  
     São Paulo 4 2 6
     Emelec 2 3 5  
   Emelec (pen) 1 0 1 (6)
   Goiás 0 1 1 (5)  
     Atlético Nacional 1 0 1
     River Plate 1 2 3
   Boca Juniors (pen) 0 1 1 (4)  
   Deportivo Capiatá 1 0 1 (3)  
     Boca Juniors 1 4 5
     Cerro Porteño 0 1 1  
   Cerro Porteño 2 1 3
   Lanús 1 1 2  
     Boca Juniors 0 0 0
     River Plate 0 1 1  
   Estudiantes (pen) 2 1 3 (3)  
   Peñarol 1 2 3 (1)  
     Estudiantes 1 2 3
     River Plate 2 3 5  
   Libertad 1 0 1
   River Plate 3 2 5  

FinalEditar

 Ver artigo principal: Final da Copa Sul-Americana de 2014
Jogo de ida
3 de dezembro Atlético Nacional   1 – 1   River Plate Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:15 (UTC−5)
Berrío   34' Relatório Pisculichi   65' Público: 44 412[8]
Árbitro:  BRA Ricardo Marques
Jogo de volta
10 de dezembro River Plate   2 – 0   Atlético Nacional Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires
21:15 (UTC−3)
Mercado   54'
Pezzella   58'
Relatório Público: 68 350[9]
Árbitro:  URU Darío Ubríaco

PremiaçãoEditar

Copa Sul-Americana de 2014
 
River Plate
Campeão
(1º título)

ArtilhariaEditar

Maiores públicosEditar

Esses são os dez maiores públicos do campeonato:

Público Mandante Placar Visitante Estádio Data Fase Ref.
1 68 350 River Plate   2–0   Atlético Nacional Monumental de Núñez 10 de dezembro Final [9]
2 65 250 River Plate   1–0   Boca Juniors Monumental de Núñez 27 de novembro Semifinal [10]
3 61 200 River Plate   3–2   Estudiantes Monumental de Núñez 6 de novembro Quartas [11]
4 58 700 Boca Juniors   0–0   River Plate La Bombonera 20 de novembro Semifinal [12]
5 45 454 São Paulo   1–0   Atlético Nacional Estádio do Morumbi 26 de novembro Semifinal [13]
6 45 000 River Plate   2–0   Libertad Monumental de Núñez 22 de outubro Oitavas [14]
Boca Juniors   1–0   Cerro Porteño La Bombonera 30 de outubro Quartas [15]
8 44 000 Atlético Nacional   1–1   River Plate Atanasio Girardot 3 de dezembro Final [8]
Atlético Nacional   1–0   São Paulo Atanasio Girardot 19 de novembro Semifinal [16]
10 40 200 Boca Juniors   0–1   Deportivo Capiatá La Bombonera 15 de outubro Oitavas [17]

Referências

  1. «La Copa Sudamericana tiene nuevo sponsor: Total» (em espanhol). Pasión Libertadores. 29 de julho de 2013. Consultado em 14 de agosto de 2014 
  2. «Pisculichi volta a marcar, e River Plate busca empate com o Atlético Nacional». GloboEsporte.com. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 11 de dezembro de 2014 
  3. «River Plate acaba com seca de 17 anos e conquista a Sul-Americana». UOL Esporte. 11 de dezembro de 2014. Consultado em 11 de dezembro de 2014 
  4. «Sul-Americana: sorteio define duelos da 1ª fase; brasileiros entram depois». GloboEsporte.com. 20 de maio de 2014. Consultado em 14 de agosto de 2014 
  5. «Campeão da Copa Nordeste pode ficar sem vaga na Sul-Americana». Terra. 14 de janeiro de 2014. Consultado em 10 de abril de 2014 
  6. «Impactante lançamento da décima terceira edição da Copa Total Sul-Americana em Buenos Aires». CONMEBOL.com. 20 de maio de 2014. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  7. a b c «Copa Total Sudamericana – Reglamento 2014 em Buenos Aires» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL.com. Consultado em 15 de agosto de 2014 
  8. a b «Ficha técnica: Atlético Nacional - River Plate 1:1». WorldFootball.net. 4 de novembro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  9. a b «Ficha técnica: River Plate - Atlético Nacional 2:0». WorldFootball.net. 5 de novembro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  10. «Ficha técnica: River Plate - Boca Juniors 1:0». WorldFootball.net. 21 de outubro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  11. «Ficha técnica: River Plate - Estudiantes 3:2». WorldFootball.net. 9 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2015 
  12. «Ficha técnica: Boca Juniors - River Plate 0:1». WorldFootball.net. 22 de outubro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  13. «Ficha técnica: São Paulo - Atlético Nacional 1:0». WorldFootball.net. 29 de outubro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 
  14. «Ficha técnica: River Plate - Libertad 2:0». WorldFootball.net. 16 de setembro de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  15. «Ficha técnica: Boca Juniors - Cerro Porteño 1:0». WorldFootball.net. 23 de setembro de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  16. «Ficha técnica: Atlético Nacional - São Paulo 1:0». WorldFootball.net. 23 de setembro de 2015. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  17. «Ficha técnica: Boca Juniors - Deportivo Capiatá 0:1». WorldFootball.net. 4 de novembro de 2015. Consultado em 25 de novembro de 2015 

Ligações externasEditar