Abrir menu principal

Wikipédia β

Copa do Mundo FIFA de 2002

(Redirecionado de Copa do Mundo de 2002)
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste(a) artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Copa do Mundo FIFA de 2002 (português brasileiro) ou Campeonato do Mundo de Futebol da FIFA de 2002 (português europeu) foi a décima sétima edição da Copa do Mundo FIFA de Futebol que reuniu 32 equipes entre os dias 31 de Maio e 30 de Junho. O Brasil conquistou pela quinta vez o título mundial, depois de derrotar a Alemanha na final.

Copa do Mundo FIFA de 2002
2002 FIFA 월드컵 한국/일본
2002 FIFAワールドカップ 韓国/日本
2002 FIFA World Cup Korea/Japan
World Cup FIFA 2002 logo.png
Logo oficial da Copa do Mundo Fifa de 2002
no Japão/Coreia do Sul.
Dados
Participantes 32
Organização FIFA
Anfitrião  Coreia do Sul e  Japão
Período 31 de maio30 de junho
Gol(o)s 161
Partidas 64
Média 2,52 gol(o)s por partida
Campeão Brasil Brasil (5º título)
Vice-campeão Bandeira da Alemanha Alemanha
3º colocado Flag of Turkey.svg Turquia
4º colocado Flag of South Korea.svg Coreia do Sul
Melhor marcador BrasilBRA Ronaldo – 8 gols
Melhor ataque (fase inicial) 11 gols:
Melhor defesa (fase inicial) 1 gol:
Maior goleada
(diferença)
Alemanha Bandeira da Alemanha 8 – 0 Flag of Saudi Arabia.svg Arábia Saudita
Sapporo DomeSapporo
1 de junho, Grupo E, 1ª rodada
Público 2 705 197
Média 42 268,7 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
AlemanhaGER Oliver Kahn
Melhor goleiro AlemanhaGER Oliver Kahn
Melhor jogador jovem Estados UnidosUSA Landon Donovan
Fair play Flag of Belgium (civil).svg Bélgica
◄◄ França 1998 Soccerball.svg 2006 Alemanha ►►

Foi a primeira vez que dois países sediaram unidos o evento, a primeira vez que três seleções - França, Japão e Coreia do Sul - estavam classificadas automaticamente e a primeira vez que uma edição da Copa não aconteceu na Europa ou nas Américas. Foi um avanço do continente Asiático.

Foi a última edição do evento onde o campeão anterior do torneio garantia vaga direta na próxima edição da competição. A França, campeã da edição de 1998, foi a última privilegiada por este sistema. A partir do final deste Mundial, a seleção campeã teria que garantir vaga na próxima competição jogando as Eliminatórias, tendo somente o país-sede do próximo Mundial com vaga garantida no certame seguinte, sem a necessidade de disputar as fases classificatórias.

Foi a Copa das grandes surpresas e decepções. Do lado das surpresas contaram-se o Senegal (1–0 contra a França, 1–1 com a Dinamarca, 3–3 com o Uruguai, sendo eliminado só nas quartas de final pela Turquia, outra surpresa). Os turcos venderam caro a derrota para o Brasil, ficaram em segundo no grupo e perderam de novo para o Brasil, nas semifinais, por um 1–0. A Turquia pode queixar-se de um calendário de jogos mal feito, em parte devido ao fato do campeonato se disputar em dois países, dado que as equipes que se enfrentam na fase de grupos não devem voltar a jogar uma contra a outra, exceto na final. Na disputa do 3º lugar, a Turquia ganhou por 3–2 da Coreia do Sul, outra grande surpresa, apesar de claramente ter sido beneficiada de um modo escandaloso pela arbitragem, principalmente no jogo contra os italianos. A Coreia ganhou da Polônia, Portugal, Itália, eliminou a Espanha e ficou em 4º lugar no Mundial.

Do lado das decepções estão a França, Argentina, Itália e Portugal. A França, favorita ao título, foi eliminada logo na 1ª fase, com 1 empate, 2 derrotas e nenhum gol marcado.

A Argentina caiu no chamado "Grupo da Morte". Após ter vencido a Nigéria por 1–0, perdeu para a Inglaterra por 1–0 e sucumbiu diante da Suécia num empate em 1–1. A Itália se classificou no seu grupo no saldo de gols, mas foi eliminada nas oitavas de final pela Coreia do Sul. Curiosamente em 1966, a Itália foi eliminada pela Coreia do Norte. Portugal perdeu surpreendentemente para os Estados Unidos por 3–2, pareceu recompor-se com uma vitória sobre a Polônia, mas perdeu por 1–0 para a Coreia do Sul.

Brasil e Alemanha, os dois gigantes das Copas, chegaram a 2002 desacreditados por todos. No entanto, jogaram a final entre si. A Alemanha ganhou da Arábia Saudita por 8–0, Camarões 2–0, empatou 1–1 com a Irlanda, e depois venceu seus outros jogos todos por 1–0 até à final. O destaque alemão foi o goleiro Oliver Kahn, que só levou 3 gols durante o torneio.

O Brasil fez a seguinte campanha: 2–1 com a Turquia, 4–0 com a China, 5–2 com a Costa Rica, 2–0 frente à Bélgica, 2–1 sobre a Inglaterra, e 1–0 frente à Turquia. Na final, o Brasil ganhou por 2–0 da Alemanha. O Brasil chegou ao pentacampeonato, inédito, e igualou a Alemanha em número de finais consecutivas, três.

Na final o Brasil entrou em campo com a seguinte equipe: Marcos; Lúcio, Roque Júnior e Edmílson; Roberto Carlos, Gilberto Silva, Kléberson, Cafu (Capitão) e Ronaldinho Gaúcho; Rivaldo e Ronaldo.

Ronaldo foi o grande nome da Copa, pois todos duvidavam de sua capacidade física de disputar o mundial, devido a dois anos de inatividade por causa de suas cirurgias no joelho. Os 4 "R's" se destacaram: Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo e Roberto Carlos. O técnico do Brasil foi Luiz Felipe Scolari.

Índice

SedesEditar

Coreia do Sul
Seul Daegu Busan Incheon Ulsan
Seoul World Cup Stadium
Capacidade: 66.806
Daegu World Cup Stadium
Capacidade: 65.857
Busan Asiad Stadium
Capacidade: 54.534
Incheon Munhak Stadium
Capacidade: 50.324
Ulsan Munsu Football Stadium
Capacidade: 43.512
         
Suwon Gwangju Jeonju Daejeon Jeju
Suwon World Cup Stadium
Capacidade: 43.188
Gwangju World Cup Stadium
Capacidade: 42.880
Jeonju World Cup Stadium
Capacidade: 42.477
Daejeon World Cup Stadium
Capacidade: 41.000
Jeju World Cup Stadium
Capacidade: 42.256
         
Japão
Yokohama Saitama Shizuoka Osaka Miyagi
International Stadium Yokohama
Capacidade: 72.370
Saitama Stadium 2002
Capacidade: 63.700
Shizuoka "Ecopa" Stadium
Capacidade: 51.349
Nagai Stadium
Capacidade: 50.000
Miyagi Stadium
Capacidade: 49.133
         
Ōita Niigata Ibaraki Kobe Sapporo
Ōita Stadium
Capacidade: 43.000
Niigata Stadium
Capacidade: 42.300
Estádio Kashima
Capacidade: 41.800
Estádio Kobe Wing
Capacidade: 42.000
Sapporo Dome
Capacidade: 42.585
         

QualificaçãoEditar

 
Mapa segundo os resultados da Copa do Mundo de 2002.

Um total de 199 equipes tentaram a sua sorte para se classificar para o FIFA World Cup, processo que começou em 1999. A França, que estava defendendo o título de campeões do Mundial de 1998, e os co-anfitriões do Mundial 2002, Coreia do Sul e Japão, classicaram-se automaticamente e não jogaram os jogos de classificação (sendo esta a última vez que os campeões se classificaram automaticamente).

Foram concedidos 13 lugares por equipas da UEFA, cinco pelas equipas da CAF, quatro pelas equipas da CONMEBOL, quatro pelas equipas da CONCACAF, quatro pelas equipas da AFC. Os últimos dois lugares eram disputados por play-offs entre AFC e UEFA e entre CONMEBOL e OFC.

ÁrbitrosEditar

CuriosidadesEditar

Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O Brasil venceu todos os 7 jogos que disputou, quebrando o recorde histórico de vitórias em Copas do Mundo. Essa foi a quarta vez que uma seleção conquistou o título da competição com 100% de aproveitamento.
  • Três seleções terminaram o torneio invictas: o Brasil, campeão com sete vitórias, a Espanha com três vitórias e dois empates e a Irlanda, que ficou em 12º lugar com uma vitória e três empates.
  • A Itália teve um recorde de cinco gols anulados durante a competição. Um deles, e o mais importante para os italianos, seria o gol de ouro de Tommasi contra a Coreia do Sul, quando a Itália foi eliminada nas oitavas de final.
  • A Bélgica foi a seleção mais velha da Copa, já que teve a maior média de idade da competição: 28,26 anos. Seu jogador mais velho, o meia Danny Boffin, tinha 37 anos. Já a Nigéria foi a seleção mais jovem da competição, 23,30 anos de média.
  • Desde a Copa de 1974, na Alemanha, um jogador não marcava mais de sete gols na competição. Ronaldo bateu a marca do polonês Lato, fazendo oito gols em 2002. Dois deles foram anotados na final, contra a Alemanha.
  • O Brasil igualou o recorde alemão de participar de três finais consecutivas. Enquanto os brasileiros disputaram as finais 1994, 1998 e 2002 e levou duas delas, os alemães disputaram em 1982, 1986 e 1990, e só levou nesta última.
  • Duas horas antes da final da Copa, Butão e Montserrat fizeram em Thimpu, a capital de Butão, o duelo entre os dois piores times do mundo. Na época, o Butão era o penúltimo colocado do ranking da Fifa, à frente apenas da ilha caribenha de Montserrat. O Butão venceu por 4 a 0.
  • O técnico sérvio Bora Milutinovic disputou sua quinta Copa do Mundo consecutiva pela quinta seleção diferente - México, Costa Rica, EUA, Nigéria e China. Ele enfrentou o Brasil pela terceira vez, cada uma defendendo um país (Costa Rica, EUA e China), e perdeu todas.
  • Pela segunda vez na história, um país se tornou campeão fora de seu continente. O Brasil venceu a Copa de 1958, na Suécia e em 2002, no Mundial organizado pelo Japão e pela Coreia do Sul, a situação voltou a acontecer. Em seguida foi a vez da Espanha vencer na África do Sul em 2010 e a Alemanha levou o Mundial do Brasil em 2014.
  • A Coreia do Sul tornou-se o primeiro país asiático a ficar entre os quatro melhores do mundo. Até então, a melhor campanha havia sido da Coreia do Norte, que em 1966, na Inglaterra, ficou na oitava colocação.
  • A final entre Brasil e Alemanha foi inédita. As duas equipes mais bem sucedidas das Copas nunca haviam se encontrado no torneio - nunca até seus 87º e 85º jogos, respectivamente. Ambas as seleções são recordistas em finais de Mundiais, com sete para cada lado.
  • Cafu lateral direito da seleção brasileira, foi o primeiro jogador a disputar três finais de Copa consecutivas - participou das finais de 1994, quando o Brasil conquistou o tetra, de 1998, quando ficou em segundo lugar, e em 2002, no pentacampeonato.
  • Na partida entre Espanha e África do Sul, na terceira e última rodada do Grupo B, o goleiro sul-africano Andre Arendse teve um fato inusitado. Ao entrar em campo, sua camisa de goleiro estava sem o seu nome nas costas, acima do número, como é exigido no uniforme dos atletas. Com este lapso, o goleiro jogou o primeiro tempo, mas trocou de camisa no segundo tempo. Esta sim, com o seu nome nas costas.

SorteioEditar

O sorteio foi realizado no Busan Exhibition & Convention Centre (BEXCO) em Busan (Coreia do Sul), no dia 1 de Dezembro de 2001.[1]

Coreia do Sul e Japão, os anfitriões, e França, último campeão, eram cabeças de chave por direito.

Os cabeças de chave foram: Alemanha, Argentina, Brasil, Coreia do Sul, Espanha, França, Itália e Japão.

Pote A (Cabeças de Chave) Pote B (UEFA) Pote C (AFC/CONMEBOL) Pote D (CAF/CONCACAF)

  Coreia do Sul

  Japão

  França

  Alemanha

  Argentina

  Brasil

  Espanha

  Itália

  Bélgica

  Croácia

  Dinamarca

  Eslovênia

  Inglaterra

  Irlanda

  Polónia

  Portugal

  Rússia

  Suécia

  Turquia

  Arábia Saudita

  China

  Equador

  Paraguai

  Uruguai

  África do Sul

  Camarões

  Nigéria

  Senegal

  Tunísia

  Costa Rica

  Estados Unidos

  México

Primeira FaseEditar

Os times participantes dos grupos A, B, C e D jogaram na Coreia do Sul. Os times participantes dos grupos E, F, G e H jogaram no Japão.

Grupo AEditar

Pos. Seleção P J V E D GP GC SG
1   Dinamarca 7 3 2 1 0 5 2 +3
2   Senegal 5 3 1 2 0 5 4 +1
3   Uruguai 2 3 0 2 1 4 5 –1
4   França 1 3 0 1 2 0 3 –3
31 de maio França   0 – 1   Senegal Seul World Cup Stadium, Seul
20:30
Relatório Diop   30' Público: 62 561
Árbitro:  UAE Ali Bujsaim
1 de junho Uruguai   1 – 2   Dinamarca Munsu Football Stadium, Ulsan
18:00
Rodríguez   47' Relatório Tomasson   45',   83' Público: 30 157
Árbitro:  KUW Saad Mane

6 de junho Dinamarca   1 – 1   Senegal Daegu World Cup Stadium, Daegu
15:30
Tomasson   16' (pen) Relatório Diao   52' Público: 43 500
Árbitro:  GUA Carlos Batres
6 de junho França   0 – 0   Uruguai Busan Asiad Main Stadium, Busan
20:30
Relatório Público: 38 289
Árbitro:  MEX Felipe Ramos

11 de junho Dinamarca   2 – 0   França Incheon Football Stadium, Incheon
15:30
Rommedahl   22'
Tomasson   67'
Relatório Público: 48 100
Árbitro:  POR Vítor Melo Pereira
11 de junho Senegal   3 – 3   Uruguai Suwon World Cup Stadium, Suwon
15:30
Fadiga   20' (pen)
Diop   26',   38'
Relatório Morales   45'
Forlán   69'
Recoba   88' (pen)
Público: 33 681
Árbitro:  NED Jan Wegereef

Grupo BEditar

Pos. Seleção P J V E D GP GC SG
1   Espanha 9 3 3 0 0 9 4 5
2   Paraguai 4 3 1 1 1 6 6 0
3   África do Sul 4 3 1 1 1 5 5 0
4   Eslovênia 0 3 0 0 3 2 7 -5
2 de junho de 2002 Paraguai   2 – 2   África do Sul Estádio Busan Asiad, Busan
16:30
Santa Cruz   39'
Arce   55'
Relatório[2] Mokoena   63'
Fortune   90+1'
Público: 25 186
Árbitro:  SVK Ľuboš Micheľ

2 de junho de 2002 Espanha   3 – 1   Eslovênia Gwangju World Cup Stadium, Gwangju
20:30
Raúl   44'
Valerón   74'
Hierro   87' (pen)
Relatório[2] Cimirotič   82' Público: 28 598
Árbitro:  MAR Mohamed Guezzaz

7 de junho de 2002 Espanha   3 – 1   Paraguai Jeonju World Cup Stadium, Jeonju
18:00
Morientes   53',   69'
Hierro   83' (pen)
Relatório[2] Puyol   10' (g.c.) Público: 24 000
Árbitro:  EGY Gamal Al-Ghandour

8 de junho de 2002 África do Sul   1 – 0   Eslovênia Daegu World Cup Stadium, Daegu
15:30
Nomvethe   4' Relatório[2] Público: 47 226
Árbitro:  ARG Ángel Sánchez

12 de junho de 2002 África do Sul   2 - 3   Espanha Daejeon World Cup Stadium, Daejeon
20:30
McCarthy   31'
Radebe   53'
Relatório[2] Raúl   4',   56'
Mendieta   45+1'
Público: 31 024
Árbitro:  KUW Saad Mane

12 de junho de 2002 Eslovênia   1 – 3   Paraguai Jeju World Cup Stadium, Seogwipo
20:30
Ačimovič   45+1' Relatório[2] Nelson Cuevas   65',   84'
Campos   73'
Público: 30 176
Árbitro:  MEX Felipe Ramos

Grupo CEditar

Time Pts J V E D GF GC SG
  Brasil 9 3 3 0 0 11 3 8
  Turquia 4 3 1 1 1 5 3 2
  Costa Rica 4 3 1 1 1 5 6 -1
  China 0 3 0 0 3 0 9 -9
3 de junho de 2002 Brasil   2 - 1   Turquia Munsu Cup Stadium, Ulsan
18:00
Ronaldo 50'
Rivaldo 87' (pen.)
Relatório[2] Hasan Şaş 45+2' Público: 33 842
Árbitro:  KOR Kim Young-Joo

4 de junho de 2002 China   0 – 2   Costa Rica Gwangju World Cup Stadium, Gwangju
15:30
Relatório[2] Gómez 61'
Wright 65'
Público: 27 217
Árbitro:  GRE Kyros Vassaras

8 de junho de 2002 Brasil   4 – 0   China Jeju World Cup Stadium, Jeju
20:30
Roberto Carlos 15'
Rivaldo 32'
Ronaldinho 45' (pen.)
Ronaldo 55'
Relatório[2] Público: 36 750
Árbitro:  SWE Anders Frisk

9 de junho de 2002 Costa Rica   1 – 1   Turquia Estádio Munhak de Incheon, Incheon
18:00
Parks   86' Relatório[2] Emre   56' Público: 42 299
Árbitro:  BEN Coffi Codjia

13 de junho de 2002 Costa Rica   2 – 5   Brasil Suwon World Cup Stadium, Suwon
15:30
Wanchope   39'
Gómez   56'
Relatório[2] Ronaldo   10',   13'
Edmílson   38'
Rivaldo   62'
Júnior   64'
Público: 38 524
Árbitro:  EGY Gamal Al-Ghandour

13 de junho de 2002 Turquia   3 – 0   China Estádio Sang-am de Seul, Seul
15:30
Şaş   6'
Korkmaz   9'
Davala   85'
Relatório[2] Público: 43 605
Árbitro:  COL Óscar Ruiz

Grupo DEditar

Time Pts J V E D GF GC SG
  Coreia do Sul 7 3 2 1 0 4 1 3
  Estados Unidos 4 3 1 1 1 5 6 -1
  Portugal 3 3 1 0 2 6 4 2
  Polónia 3 3 1 0 2 3 7 -4
4 de junho de 2002 Coreia do Sul   2 – 0   Polónia Estádio Busan Asiad, Busan
20:30
Hwang Sun-Hong 26'
Yoo Sang-Chul 53'
Relatório[2] Público: 48 760
Árbitro:  COL Óscar Ruiz

5 de junho de 2002 Estados Unidos   3 – 2   Portugal Suwon World Cup Stadium, Suwon
18:00
O'Brien 4'
J. Costa 29' (g.c.)
McBride 36'
Relatório[2] Beto 39'
Agoos 71' (g.c.)
Público: 37 306
Árbitro:  ECU Byron Moreno

10 de junho de 2002 Coreia do Sul   1 – 1   Estados Unidos Daegu World Cup Stadium, Daegu
15:30
Ahn Jung-Hwan 78' Relatório[2] Mathis 24' Público: 60 778
Árbitro:  SUI Urs Meier

10 de junho de 2002 Portugal   4 – 0   Polónia Jeonju World Cup Stadium, Jeonju
20:30
Pauleta 14', 65', 77'
Rui Costa 88'
Relatório[2] Público: 31 000
Árbitro:  SCO Hugh Dallas

14 de junho de 2002 Portugal   0 – 1   Coreia do Sul Estádio Munhak de Incheon, Incheon
20:30
Relatório[2] Park Ji-Sung 70' Público: 50 239
Árbitro:  ARG Ángel Sánchez

14 de junho de 2002 Polónia   3 – 1   Estados Unidos Daejeon World Cup Stadium, Daejeon
20:30
Olisadebe 3'
Kryszałowicz 5'
Żewłakow 66'
Relatório[2] Donovan 83' Público: 26 482
Árbitro:  CHN Lu Jun

Grupo EEditar

Time Pts J V E D GF GC SG
  Alemanha 7 3 2 1 0 11 1 10
  Irlanda 5 3 1 2 0 5 2 3
  Camarões 4 3 1 1 1 2 3 -1
  Arábia Saudita 0 3 0 0 3 0 12 -12
1 de junho de 2002 Irlanda   1 – 1   Camarões Estádio Big Swan, Niigata
15:30
Holland   52' Relatório[2] M'Boma   39' Público: 33 679
Árbitro:  JAP Toru Kamikawa

1 de junho de 2002 Alemanha   8 – 0   Arábia Saudita Sapporo Dome, Sapporo
20:30
Klose   20',   25',   70'
Ballack   40'
Jancker   45+1'
Linke   73'
Bierhoff   84'
Schneider   90+1'
Relatório[2] Público: 32 218
Árbitro:  PAR Ubaldo Aquino

5 de junho de 2002 Alemanha   1 – 1   Irlanda Estádio Kashima, Kashima
20:30
Klose   19' Relatório[2] Robbie Keane   90+2' Público: 35 854
Árbitro:  DEN Kim Milton Nielsen

6 de junho de 2002 Camarões   1 – 0   Arábia Saudita Estádio Saitama 2002, Saitama
18:00
Eto'o   66' Relatório[2] Público: 52 328
Árbitro:  NOR Terje Hauge

11 de junho de 2002 Camarões   0 – 2   Alemanha Estádio Shizuoka Ecopa, Fukuroi
20:30
Relatório[2] Bode   50'
Klose   79'
Público: 47 085
Árbitro:  ESP Antonio López Nieto

11 de junho de 2002 Arábia Saudita   0 – 3   Irlanda Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
20:30
Relatório[2] Robbie Keane   7'
Breen   61'
Duff   87'
Público: 65 320
Árbitro:  SEN Falla N'Doye

Grupo FEditar

Time Pts J V E D GF GC SG
  Suécia 5 3 1 2 0 4 3 1
  Inglaterra 5 3 1 2 0 2 1 1
  Argentina 4 3 1 1 1 2 2 0
  Nigéria 1 3 0 1 2 1 3 -2
2 de junho de 2002 Argentina   1 – 0   Nigéria Estádio Kashima, Kashima
14:30
Batistuta   63' Relatório[2] Público: 34 050
Árbitro:  FRA Gilles Veissière

2 de junho de 2002 Inglaterra   1 – 1   Suécia Estádio Saitama 2002, Saitama
18:30
Campbell   24' Relatório[2] Alexandersson   59' Público: 52 721
Árbitro:  BRA Carlos Simon

7 de junho de 2002 Suécia   2 – 1   Nigéria Estádio Kobe Wing, Kobe
15:30
Larsson   35',   63' (pen) Relatório[2] Aghahowa   27' Público: 36 194
Árbitro:  BOL René Ortube

7 de junho de 2002 Argentina   0 – 1   Inglaterra Sapporo Dome, Sapporo
20:30
Relatório[2] Beckham   44' (pen) Público: 35 927
Árbitro:  ITA Pierluigi Collina

12 de junho de 2002 Suécia   1 – 1   Argentina Estádio Miyagi, Miyagi
15:30
A. Svensson   59' Relatório[2] Crespo   88' Público: 45 777
Árbitro:  UAE Ali Bujsaim

12 de junho de 2002 Nigéria   0 – 0   Inglaterra Estádio Nagai, Osaka
15:30
Relatório[2] Público: 44 864
Árbitro:  USA Brian Hall

Grupo GEditar

Time Pts J V E D GF GC SG
  México 7 3 2 1 0 4 2 2
  Itália 4 3 1 1 1 4 3 1
  Croácia 3 3 1 0 2 2 3 -1
  Equador 3 3 1 0 2 2 4 -2
3 de junho de 2002 Croácia   0 – 1   México Estádio Big Swan, Niigata
15:30
Relatório[2] Blanco   60' (pen) Público: 32 239
Árbitro:  CHN Lu Jun

3 de junho de 2002 Itália   2 – 0   Equador Sapporo Dome, Sapporo
20:30
Vieri   7',   27' Relatório[2] Público: 31 081
Árbitro:  USA Brian Hall

8 de junho de 2002 Itália   1 – 2   Croácia Estádio Kashima, Kashima
18:00
Vieri   55' Relatório[2] Olić   73'
Rapaić   76'
Público: 36 472
Árbitro:  ENG Graham Poll

9 de junho de 2002 México   2 – 1   Equador Estádio Miyagi, Miyagi
15:30
Borgetti   28'
Torrado   57'
Relatório[2] Delgado   5' Público: 45 610
Árbitro:  TUN Mourad Daami

13 de junho de 2002 México   1 – 1   Itália Estádio Big Eye, Ōita
20:30
Borgetti   34' Relatório[2] del Piero   85' Público: 39 291
Árbitro:  BRA Carlos Simon

13 de junho de 2002 Equador   1 – 0   Croácia Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
20:30
Méndez   48' Relatório[2] Público: 65 862
Árbitro:  CRC William Mattus

Grupo HEditar

Time Pts J V E D GF GC SG
  Japão 7 3 2 1 0 5 2 3
  Bélgica 5 3 1 2 0 6 5 1
  Rússia 3 3 1 0 2 4 4 0
  Tunísia 1 3 0 1 2 1 5 -4
4 de junho de 2002 Japão   2 – 2   Bélgica Estádio Saitama 2002, Saitama
18:00
Suzuki   59'
Inamoto   67'
Relatório[2] Wilmots   57'
van der Heyden   75'
Público: 55 256
Árbitro:  CRC William Matrus

5 de junho de 2002 Rússia   2 – 0   Tunísia Estádio Kobe Wing, Kobe
15:30
Titov   59'
Karpin   64' (pen)
Relatório[2] Público: 30 957
Árbitro:  JAM Peter Prendergast

9 de junho de 2002 Japão   1 – 0   Rússia Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
20:30
Inamoto   51' Relatório[2] Público: 66 108
Árbitro:  GER Markus Merk

10 de junho de 2002 Tunísia   1 – 1   Bélgica Estádio Big Eye, Ōita
18:00
Bouzaiene   17' Relatório[2] Wilmots   13' Público: 39 700
Árbitro:  AUS Mark Shield

14 de junho de 2002 Tunísia   0 – 2   Japão Estádio Nagai, Osaka
15:30
Relatório[2] Morishima   48'
H. Nakata   75'
Público: 45 213
Árbitro:  FRA Gilles Veissière

14 de junho de 2002 Bélgica   3 – 2   Rússia Estádio Shizuoka Ecopa, Fukuroi
15:30
Walem   7'
Sonck   78'
Wilmots   82'
Relatório[2] Beschastnykh   52'
Sychov   88'
Público: 46 640
Árbitro:  DEN Kim Milton Nielsen

Em GeralEditar

Fase finalEditar

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
                           
15 de junhoSeogwipo            
   Alemanha  1
21 de junhoUlsan
   Paraguai  0  
   Alemanha  1
17 de junhoJeonju
     Estados Unidos  0  
   México  0
25 de junhoSeul
   Estados Unidos  2  
   Alemanha  1
16 de junhoSuwon
     Coreia do Sul  0  
   Espanha (pen)  1 (3)
22 de junhoGwangju
   Irlanda  1 (2)  
   Espanha  0 (3)
18 de junhoDaejeon
     Coreia do Sul (pen)  0 (5)  
   Coreia do Sul (pro)  2
30 de junhoYokohama
   Itália  1  
   Alemanha  0
15 de junhoNiigata
     Brasil  2
   Dinamarca  0
21 de junhoShizuoka
   Inglaterra  3  
   Inglaterra  1
17 de junhoKobe
     Brasil  2  
   Brasil  2
26 de junhoSaitama
   Bélgica  0  
   Brasil  1
16 de junhoOita
     Turquia  0   Terceiro lugar
   Suécia  1
22 de junhoOsaka 29 de junhoDaegu
   Senegal (pro)  2  
   Senegal  0    Coreia do Sul  2
18 de junhoMiyagi
     Turquia (pro)  1      Turquia  3
   Japão  0
   Turquia  1  

Entre parênteses está destacado o resultado da disputa de pênaltis.

Oitavas-de-finalEditar

Partidas na   Coreia do Sul
15 de Junho de 2002 Alemanha   1 – 0   Paraguai Jeju World Cup Stadium, Seogwipo
15:30
Neuville   88' Relatório[2] Público: 25 176
Árbitro:  GUA Carlos Batres

16 de Junho de 2002 Espanha   1 – 1 (pro.)   Irlanda Suwon World Cup Stadium, Suwon
20:30
Morientes   8' Relatório[2] Robbie Keane   90' (pen.) Público: 38 926
Árbitro:  SWE Anders Frisk
    Penalidades  
Hierro  
Baraja  
Juanfran  
Valerón  
Mendieta  
3 – 2   Robbie Keane
  Holland
  Connolly
  Kilbane
  Finnan
 

17 de Junho de 2002 México   0 – 2   Estados Unidos Jeonju World Cup Stadium, Jeonju
15:30
Relatório[2] McBride   8'
Donovan   65'
Público: 36 380
Árbitro:  POR Vitor Melo Pereira

18 de Junho de 2002 Coreia do Sul   2 – 1 (pro.)   Itália Daejeon World Cup Stadium, Daejeon
20:30
Seol Ki-Hyeon   88'
Ahn Jung-Hwan   117'
Relatório[2] Vieri   18' Público: 38 588
Árbitro:  EQU Byron Moreno

Partidas no   Japão
15 de Junho de 2002 Dinamarca   0 – 3   Inglaterra Estádio Big Swan, Niigata
20:30
Relatório[2] Ferdinand   5'
Owen   22'
Heskey   44'
Público: 40 582
Árbitro:  GER Markus Merk

16 de Junho de 2002 Suécia   1 – 2 (pro.)   Senegal Estádio Big Eye, Ōita
15:30
Larsson   11' Relatório[2] H. Camara   37',   104' Público: 39 747
Árbitro:  PAR Ubaldo Aquino

17 de Junho de 2002 Brasil   2 – 0   Bélgica Estádio Kobe Wing, Kobe
20:30
Rivaldo   67'
Ronaldo   87'
Relatório[2] Público: 40 440
Árbitro:  JAM Peter Prendergast

18 de Junho de 2002 Japão   0 – 1   Turquia Estádio Miyagi, Miyagi
15:30
Relatório[2] Davala   12' Público: 45 666
Árbitro:  ITA Pierluigi Collina

Quartas-de-finalEditar

Partidas na   Coreia do Sul
21 de Junho de 2002 Alemanha   1 – 0   Estados Unidos Munsu Cup Stadium, Ulsan
20:30
Ballack   39' Relatório[2] Público: 37 337
Árbitro:  SCO Hugh Dallas

22 de Junho de 2002 Espanha   0 – 0 (pro.)   Coreia do Sul Gwangju World Cup Stadium, Gwangju
15:30
Relatório[2] Público: 42 114
Árbitro:  EGY Gamal Ghandour
    Penalidades  
Hierro  
Baraja  
Xavi Hernández  
Joaquín  
3 – 5   Hwang Sun-Hong
  Park Ji-Sung
  Seol Ki-Hyeon
  Ahn Jung-Hwan
  Hong Myung-Bo
 

O resultado desta partida é recheado de grandes controvérsias. A Espanha teve dois gols mal anulados (um de Baraja e outro de Morientes). Já na disputa de pênaltis, o goleiro Lee Woon-Jae conseguiu defender a cobrança de Joaquín por ter se adiantado bastante, mas o árbitro validou o lance.


Partidas no   Japão
21 de Junho de 2002 Inglaterra   1 – 2   Brasil Estádio Shizuoka Ecopa, Fukuroi
15:30
Owen   22' Relatório[2] Rivaldo   45+3'
Ronaldinho   50'
Público: 47 436
Árbitro:  MEX Felipe Ramos

22 de Junho de 2002 Senegal   0 – 1 (pro.)   Turquia Estádio Nagai, Osaka
20:30
Relatório[2] Mansız   94' Público: 44 233
Árbitro:  COL Óscar Ruiz

SemifinaisEditar

Partida na   Coreia do Sul
25 de Junho de 2002 Alemanha   1 – 0   Coreia do Sul Estádio Sang-am de Seul, Seul
20:30
Ballack   75' Relatório[2] Público: 65 256
Árbitro:  SUI Urs Meier

Partida no   Japão
26 de Junho de 2002 Brasil   1 – 0   Turquia Estádio Saitama 2002, Saitama
20:30
Ronaldo   49' Relatório[2] Público: 61 058
Árbitro:  DEN Kim Milton Nielsen

Decisão do terceiro lugar (Coréia do Sul)Editar

29 de Junho de 2002 Coreia do Sul   2 – 3   Turquia Daegu World Cup Stadium, Daegu
20:00
Lee Eul-Yong   9'
Song Chong-Gug   90+3'
Relatório Sükür   1'
Mansız   13',   32'
Público: 63 483
Árbitro:  KUW Saad Mane

Final (Japão)Editar

 Ver artigo principal: Final da Copa do Mundo FIFA de 2002
30 de Junho de 2002 Alemanha   0 – 2   Brasil Estádio Internacional de Yokohama, Yokohama
20:00
Relatório Ronaldo   67',   79' Público: 69 029
Árbitro:  ITA Pierluigi Collina
     
 
 
Alemanha
     
 
 
Brasil

 

SeleçõesEditar

TelevisãoEditar

Em PortugalEditar

Em Portugal, um conjunto de jogos foram transmitidos em sinal aberto na RTP, no canal RTP1.[3] O canal premium Sport TV transmitiu todas as 64 partidas.[4]

No BrasilEditar

A Rede Globo transmitiu todos os jogos da Copa com vários narradores, e todos os dias a jornalista Fátima Bernardes apresentou o Jornal Nacional direto da concentração da seleção brasileira. O canal a cabo SporTV também transmitiu o torneio. Mesmo com o horário pouco sugestivo, com partidas durante a madrugada e as primeiras horas da manhã, os jogos tiveram excelentes índices de audiência, o que indica que boa parte do povo brasileiro acompanhou assiduamente os jogos. Boa parte da população pode assistir à final, visto que no Brasil os dias de partida de Copa do Mundo são decretadas folgas e o comércio permanece fechado. Cerca de 145 milhões de telespectadores acompanharam a partida contra a Alemanha, somente no Brasil.

Classificação FinalEditar

Campeões e Vice-Campeões
  Brasil
  Alemanha
Decisão do Terceiro e Quarto Lugares
  Turquia
  Coreia do Sul
Eliminados nas Quartas-de-Final
  Espanha 11 pontos
  Inglaterra 8 pontos
  Senegal 8 pontos
  Estados Unidos 7 pontos
Eliminados nas Oitavas-de-Final
  Japão 7 pontos
10º   Dinamarca 7 pontos
11º   México 7 pontos
12º   Irlanda 6 pontos
13º   Suécia 5 pontos
14º   Bélgica 5 pontos
15º   Itália 4 pontos
16º   Paraguai 4 pontos
Eliminados na Fase de Grupos
17º   África do Sul 4 pontos
18º   Argentina 4 pontos
19º   Costa Rica 4 pontos
20º   Camarões 4 pontos
21º   Portugal 3 pontos
22º   Rússia 3 pontos
23º   Croácia 3 pontos
24º   Equador 3 pontos
25º   Polónia 3 pontos
26º   Uruguai 2 pontos
27º   Nigéria 1 ponto
28º   França 1 ponto
29º   Tunísia 1 ponto
30º   Eslovênia 0 ponto
31º   China 0 ponto
32º   Arábia Saudita 0 ponto

PremiaçõesEditar

Campeão da Copa do Mundo FIFA de 2002
 
Brasil
Quinto Título

IndividuaisEditar

Prêmio FIFA Chuteira de Ouro (artilheiro): Prêmio FIFA Bola de Ouro (melhor jogador): Prêmio FIFA Yashin (melhor goleiro) Troféu FIFA Fair Play (time menos faltoso): Time mais divertido:
  Ronaldo   Oliver Kahn   Oliver Kahn   Bélgica   Coreia do Sul

Seleção da CopaEditar

Goleiros Defensores Meias Atacantes

  Oliver Kahn

  Rüstü Reçber

  Roberto Carlos

  Sol Campbell

  Fernando Hierro

  Hong Myung-Bo

  Alpay Özalan

  Rivaldo

  Ronaldinho Gaúcho

  Michael Ballack

  Claudio Reyna

  Yoo Sang-Chul

  Ronaldo

  Miroslav Klose

  El Hadji Diouf

  Hasan Sas

Prêmio FIFA "Gol do Torneio":
1º lugar 2º lugar 3º lugar
 SEN Salif Diao (contra a Dinamarca)  BRA Edmílson (contra a Costa Rica)  URU Darío Rodríguez (contra a Dinamarca)

Fonte:[5]

ArtilhariaEditar

158 gols marcados. Média de 2,45 gols por partida. Ver Lista de artilheiros da Copa do Mundo FIFA de 2002

Referências

  1. «How the draw works». BBC. 28 de novembro de 2001 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome matches
  3. «RTP transmite jogos de Portugal no Mundial». MaisFutebol. 3 de maio de 2002 
  4. «SportTV compra direitos de Mundial de Futebol; espera mais clientes (act)». Jornal de Negócios. 24 de abril de 2002 
  5. «Gol de James Rodríguez é eleito o mais bonito da Copa no site da Fifa». Globoesporte. Consultado em 21 de julho de 2014 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Copa do Mundo FIFA de 2002