Abrir menu principal

Wikipédia β

Copa dos Campeões de 1937 (FBF)

A Copa dos Campeões de 1937 foi uma competição oficial organizada pela Federação Brasileira de Futebol (FBF) e vencida pelo Clube Atlético MG. Sobre tudo, logo após o revés da equipe mineira por 10 tentos a 1 do seu grande rival, Cruzeiro Esporte Clube, com um baile da equipe estrelada, assim considerado por alguns críticos da direção atleticana, no estadio do Café em um torneio amistoso, entre a equipe do Atlético e alguns outros clubes de pequena expressão e com a presença de última hora do seu maior rival, realizado no Espírito Santo o torneio, o "Galo forte" se ergueu e conquistou o titulo de forma, pouco peculiar, apesar de não ser considerado pela equipe adversária o título, o "Galo forte" honrou o nome de Minas Gerais.Erro de citação: Elemento de fecho </ref> em falta para o elemento <ref>[2] [3] [4]

Campeão dos Campeões (FBF)
Jornal 1937.jpg
O Clube Atlético Mineiro conquistou para Minas Gerais o título de Campeão Brasileiro.
Estado de Minas, 04 de fevereiro de 1937.[1]
Dados gerais
Organização FBF
Edições 01
Local de disputa Brasil
Número de equipes 06
Sistema Pontos, turno e returno
editar

Índice

HistóriaEditar

 
Time do Atlético campeão do Brasil em 1937.

Em 1937 a FBF reuniu os campeões estaduais de 1936 para uma competição de carácter oficial.[5] Ao todo foram seis equipes de cinco estados e duas regiões do Brasil: Distrito Federal, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, estados da Região Oriental;[6] e São Paulo, estado da Região Meridional.[6] Os participantes foram: Fluminense, campeão carioca de 1936; a Portuguesa, campeã paulista de 1936; o Atlético, campeão mineiro de 1936; o Rio Branco, campeão capixaba de 1936; o Aliança, campeão campista de 1936; e a Liga Sportiva da Marinha, equipe dirigida pelo famoso técnico Nicolas Ladanyi.

O Fluminense foi apontado pela mídia esportiva da época como o candidato absoluto ao título. [7] O Tricolor Carioca possuía um time extraordinário, formado por jogadores de muita categoria como Batatais, Carlos Brant, Preguinho, Russo, Romeu Pellicciari e Hércules, entre outras estrelas. Para muitos, esse foi o melhor time da história do Fluminense:[8] foi com esse esquadrão que o clube conquistou o Torneio Aberto de 1935 e o Campeonato Carioca de 1936, derrotando na final o Flamengo de Leônidas da Silva e Domingos da Guia. A imprensa também ressaltava que o principal rival do time carioca na briga pelo título seria o Atlético, que também contava com jogadores de renome nacional como Kafunga,[9] Zezé Procópio,[10] Luiz Bazzoni[11] e Guará.[12]

Como era esperado por todos, Atlético e Fluminense protagonizaram a grande rivalidade do torneio. Na primeira rodada, os cariocas derrotaram os mineiros por 6x0 no Estádio das Laranjeiras; no returno, em partida realizada no Estádio de Lourdes, o Atlético vencia por 4x1 quando o Fluminense abandonou o jogo aos 18 minutos do segundo tempo. Após seis rodadas o time mineiro conseguiu quatro vitórias, um empate e sofreu apenas uma derrota, sagrando-se campeão do torneio.[13] Em 2010, quando a CBF unificou os títulos da Taça Brasil, Robertão e Brasileirão— cogitou-se a inclusão do título de 1937.[14] No entanto, o próprio Atlético rejeitou a possibilidade.

Além do grande reconhecimento que o Atlético recebeu da mídia brasileira na época, vários anos depois, a conquista do time mineiro continuou sendo bastante valorizada. Em dezembro de 1950, antes da partida contra o Stade Français no Parc des Princes, o Le Monde estampou em seu caderno de esportes: “Stade Français, contra o campeão brasileiro”,[15] em referência ao título de 37.

ResultadosEditar

Fase PreliminarEditar

6 de janeiro de 1937  Aliança 0 – 2 L.S.Marinha  Campos dos Goytacazes (RJ)
Árbitro:

L.S.Marinha classificada   Paranhos
  Aldo

11 de janeiro de 1937  Rio Branco 2 – 0
(pro)
L.S.Marinha  Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
Árbitro:

    Rio Branco classificado

Fase FinalEditar

10 de janeiro de 1937  Portuguesa 4 – 1 Fluminense  Campo do Cambuci, São Paulo (SP)
Árbitro: José Fockler

  Laércio
   Aurélio
  Joãozinho
  Hélio

13 de janeiro de 1937 Fluminense  6 – 0 Atlético  Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Carlos de Oliveira Monteiro

   Russo
  Romeu
    Hércules

13 de janeiro de 1937  Rio Branco 3 – 1 Portuguesa  Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
Árbitro:

     

17 de janeiro de 1937  Rio Branco 1 – 1 Atlético  Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
Árbitro: Alcebíades Monjardim (ES)

  Pereira   Alfredo Bernardino

20 de janeiro de 1937  Fluminense 6 – 2 Portuguesa  Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Guilherme Gomes

  Brant
  Sobral
  Russo
  Romeu
   Hércules
  Laércio
  Paschoalino

24 de janeiro de 1937  Rio Branco 4 – 3 Fluminense  Estádio Governador Bley, Vitória (ES)
Árbitro: Carlos de Oliveira Monteiro

        Russo
  Romeu

24 de janeiro de 1937  Atlético 5 – 0 Portuguesa  Estádio de Lourdes, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Abílio Lopes de Almeida

     Paulista
  Duilio (contra)

28 de janeiro de 1937  Fluminense 5 – 2 Rio Branco  Estádio das Laranjeiras, Rio de Janeiro (DF)
Árbitro: Roberto Porto

  Lara
   Russo
  Romeu
  Hércules
  

31 de janeiro de 1937  Atlético 4 – 1 Fluminense  Estádio de Lourdes, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: João Rodrigues Filho

   Nicola
  Alfredo
  Paulista
Fluminense abandona o campo aos 63'   Vicentino

31 de janeiro de 1937  Portuguesa 4 – 0 Rio Branco  Campo do Cambuci, São Paulo (SP)
Árbitro: Carlos Rustidelli

  Joãozinho
   Paschoalino
  Mundico

3 de fevereiro de 1937  Atlético 5 – 1 Rio Branco  Estádio de Lourdes, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Júlio Corrêa de Melo

  Guará
   Paulista
  Nicola
  Bazzoni
  Lacínio

14 de fevereiro de 1937  Portuguesa 2 – 3 Atlético  Campo do Cambuci, São Paulo (SP)
Árbitro: José Fockler

  Aurélio
  Heitor
   Guará
  Paulista

Classificação finalEditar

Copa dos Campeões de 1937
Times Pts J V E D GP GC SG
1   Atlético 9 6 4 1 1 18 10 +8
2   Fluminense 6 6 3 0 3 22 16 +6
3   Rio Branco 6 7 2 2 3 10 20 -10
4   Portuguesa 4 6 2 0 4 14 18 -4
5   L.S. da Marinha 3 2 1 1 0 2 0 +2
6   Aliança 0 1 0 0 1 0 2 -2

ArtilheirosEditar

CampeãoEditar

Campeão dos Campeões 1937
 
Clube Atlético Mineiro
(1º título)

* Time campeão: Kafunga; Florindo e Quim; Zezé Procópio, Lola e Bala; Paulista, Alfredo Bernardino (Bazzoni), Guará, Nicola e Resende (Elair). Técnico: Floriano Peixoto.

RepercussãoEditar

Referências

  1. a b c d e f «Decidido o certamen dos campeões». Acervo O Globo. Consultado em 3 de setembro de 2015 
  2. Atlético 1937: 1º e único campeão dos campeões em todo o Brasil Página visitada em 05 de Setembro de 2015.}
  3. Torneios Nacional de Clubes Página visitada em 05 de Setembro de 2016
  4. RSSSF Copa dos Campeões Estaduais 1936/1937 Página visitada em 05 de Setembro de 2016
  5. Estudo para continuar 1º Campeão Página visitada em 05 de Setembro de 2015
  6. a b «Mudanças que estão no mapa.». Geografia para Todos. Consultado em 3 de setembro de 2015 
  7. Acervo Jornal OGLOBOPágina visitada em 05 de Setembro de 2014.
  8. Historia do Fluminense Página visitada em 05 de Setembro de 2014.
  9. «Kafunga 100 anos». Rádio Itatiaia. Consultado em 25 de setembro de 2015 
  10. «Zezé Procópio». Sociedade Esportiva Palmeiras. Consultado em 25 de setembro de 2015 
  11. «Que fim levou? Luiz Bazzoni». Terceiro Tempo. Consultado em 25 de agosto de 2014 
  12. «Troféu Guará». Rádio Itatiaia. Consultado em 25 de setembro de 2015 
  13. «Atlético obteve 1º título de campeão nacional em 1937». Acervo O Globo. Consultado em 10 de setembro de 2014 
  14. «Atlético-MG fará estudo para continuar como primeiro campeão brasileiro caso CBF unifique os títulos». R7. Consultado em 20 de setembro de 2013 
  15. «Le Stade français contre le champion du Brésil». Le Monde. Consultado em 15 de setembro de 2015 
  16. «Lauriston Neves». Galo Digital. Consultado em 3 de setembro de 2015