Coprotagonistas são personagens fundamentais em narrativas, pois desempenham papel semelhante ao dos protagonistas, [1] entretanto, sem carregar o fardo de conduzir a trama principal. Quando no mesmo núcleo de personagens, por vezes colaboram com a trama principal, mas, de fato, não possuem esta responsabilidade, podendo conduzir uma trama paralela com relevância equivalente. Em obras literárias, cinematográficas, teatrais ou musicais, costumam estar bem desenhados desde o começo, entretanto, em obras televisivas abertas, costumam começar pequenos, e tomam proporção maior, ao longo da trama, caindo nas graças do público. Por vezes, tornam-se até mais interessantes que a trama principal. [2] [3]

EtimologiaEditar

Do inglês ; ('Coprotagonist [4] [5] ou mesmo CoStar) [6] usado com frequência no vocabulário informal. [7] [8] [9] Por vezes, encontrado como Co-estrela.[10]

DefiniçõesEditar

  • Dada a natureza da maioria das obras de ficção, o Coprotagonista é, geralmente, um herói ou ao menos uma pessoa relativamente boa. Por vezes, um herói trágico, quando comete erros, sofre uma queda, que o leva a uma transformação de caráter: um vilão que se torna herói. Pode ainda seguir uma moral própria diferente da de seu meio, tratando-se de um anti-herói ou, em raros casos, de um vilão. Em muitas obras, perde-se a noção de bem ou mal, ampliando as opções de entendimento. O que vale ressaltar é que um Coprotagonista não é sempre o "bonzinho" da história e que muitas vezes, segundo o ponto de vista das outras personagens, ele é mau, um exemplo é Felix, interpretado por Matheus Solano, na novela Amor à Vida, exibida pela Rede Globo, que iniciou a trama como vilão, mas passou o posto para seu pai, César, interpretado por Antonio Fagundes, e assumiu importância equivalente a do protagonista Bruno, vivido por Malvino Salvador.
  • Na teoria psicodramática de Jacob Levy Moreno, entende-se pelo coprotagonista o mesmo que pelo protagonista: pode ser um indivíduo, uma dupla ou um grupo. É aquele que "protagoniza seu próprio drama". Representa a si mesmo e seus personagens são parte dele. Palavra e ação se integram, ampliando as vias de abordagem.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Tipos de Personagens]]». InfoEscola. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  2. «Protagonistas que foram pagos muito mais que coprotagonistas]]». The Loop. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  3. «Katiuscia Canoro e outras atrizes que disseram não a Globo]]». Terra. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  4. Julian Barnes. «A coleção de Julian Barnes». Google Books. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  5. «Anúncio de teste para filme, na Inglaterra». StarNow. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  6. «CoStar». Tradutor Inglês-Português. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  7. «Ben Affleck namorando coprotagonista?]]». Starpulse. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  8. «Wendell Pierce é coprotagonista da nova comedia estrelada por Michael J Fox]]». Teleseries. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  9. «Lyndsy Fonseca será coprotagonista em Down Dog]]». Series Da TV. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  10. «Coprotagonista». Tradutor Espanhol-Português. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.