Corásmia (satrapia)

Corásmia (em persa antigo: Uvârazmiya) foi uma satrapia do Império Aquemênida. Corásmia tornou-se parte do Império Aquemênida antes de 522 a.C., conforme menção do rei Dario I, o Grande (r. 522–486 a.C.) na Inscrição de Beistum, onde é declarado que Dario I recebeu Corásmia como um de seus territórios quando tornou-se rei. Parece ter sido governada pelo sátrapa da Pártia.[1]

Na época do rei aquemênida Dario III Codomano (r. 336–330 a.C.), tornou-se um reino independente. Seu rei, Farasmanes concluiu um tratado de paz com Alexandre, o Grande no inverno de 328/327 a.C.[2][3] Corásmia corresponde nos dias atuais à região moderna de Corásmia.

Referências

  1. Heródoto, Histórias 3.93 e 7.66.
  2. «Chorasmia». Livius.org (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2017 
  3. ArrianoAnábase de Alexandre Magno 4.15.
  Este artigo sobre o Irã é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.