Abrir menu principal
Spiessgasse (Pike-alley), do Livro de Guerra de Frundsberger, Jost Amman, 1525.

O corredor polonês ou corredor da morte é uma forma de castigo físico em que um indivíduo deve passar correndo entre duas fileiras de pessoas que lhe executam agressões físicas.

Índice

EtimologiaEditar

Em língua inglesa, o castigo é denominado Gauntlet, uma forma derivada de "gantelope", do sueco "gatlopp" (caminho de passagem); uma palavra provavelmente adquirida pelos ingleses durante a Guerra dos Trinta Anos.[1][2][3][4][5]

Predecessor romanoEditar

Fustuarium (Abstração latina de fustis, ramo ou haste) é uma forma de execução militar romana com bastões, com efeitos relacionados ao corredor da morte.

Também foi aplicado a cada décimo soldado de uma unidade por decimatio.

Uso pós-romanoEditar

Uma punição militar semelhante ao "corredor da morte" foi utilizada durante a Idade Média. Soldados a serem punidos deveriam passar num corredor em que recebiam lanças. Um subalterno caminhava ao seu lado para evitar que fugisse.

Uma variação prussiana era a condenação com cintas de estribo ao lugar de lanças. Também era uma prática comum na cavalaria francesa, principalmente para os ladrões.

Uso dos nativos americanosEditar

Um grande número de índios no leste americano forçavam inimigos a entrarem em "corredores da morte". O jesuita Isaac Jogues foi subjugado a este tratamento pelos iroquois em 1641.

Referências

  1. «Online Etymology Dictionary». 4 de janeiro de 2011. Consultado em 4 de janeiro de 2011 
  2. Merriam-Webster's Collegiate Dictionary, 2004, "Gantelope"
  3. Merriam-Webster's Collegiate Dictionary, 2004, "Gauntlet"
  4. Word Origins, 2005, A&C Black, "Gauntlet"
  5. Word Histories and Mysteries, 2004, Houghton Mifflin, "Gauntlet"

Ligações externasEditar