Abrir menu principal
Cosme Indicopleustes
Nascimento Século VI
Alexandria
Morte 550
Alexandria
Cidadania Império Bizantino
Ocupação explorador, astrônomo, escritor
Religião Nestorianismo
Mapa-Múndi, por Cosmas Indicopleustes.

Cosme Indicopleustes (literalmente "o que viajou para a Índia"), de Alexandria, foi um mercador grego e depois um monge, provavelmente com tendências nestorianas[1]. Viajou por um longo período durante o século VI e foi diversas vezes à Índia durante o reinado do imperador bizantino Justiniano (r. 527–565). Sua Topografia Cristiana contém alguns dos mais antigos e famosos mapa-múndis conhecidos.[2].

Índice

Topografia CristãEditar

Por volta de 550, Cosme escreveu Topografia Cristiana, que já muito ricamente ilustrado, uma obra baseada em parte em suas experiências pessoais como mercador no Mar Vermelho e no oceano Índico no início do século VI. Sua descrição da Índia e do Sri Lanka neste período é de valor inestimável para os historiadores. Cosme se mostra um guia interessante e confiável, informando sobre um mundo que já não existe mais. Ele estava em Adúlis na costa eritreia do Mar Vermelho quando o rei de Axum Elesbão (r. ca. 519–531) estava preparando uma campanha militar para atacar o rei judeu Danaã, no Iêmen, que vinha perseguindo cristãos. A pedido do rei axumita e em preparação para sua campanha, ele preservou algumas inscrições hoje perdidas, como a do Monumentum Adulitanum (erroneamente atribuído a Ptolomeu III Evérgeta).

IndicopleustesEditar

 
Topografia Cristã

Embora já fosse conhecido que existia um comércio entre o Império romano e a Índia a partir do século I a.C. através de fontes na literatura clássica (principalmente Périplo do Mar Eritreu), o relato de Cosme é um dos poucos feitos por indivíduos que de fato fizeram a viagem. Ele descreveu e desenhou o que viu e alguns destes manuscritos foram copiados para as versões atuais, a mais antiga datando do século IX. Em 522, ele visitou a costa do Malabar (sul da Índia) e foi o primeiro viajante a mencionar a existência de cristãos siríacos na região:

Na ilha de Taprobane (Ceilão), há uma igreja de cristãos, com clérigos e fiéis. Também em Malé, onde cresce a pimenta, e na cidade de Caliana há um bispo consagrado na Pérsia.
 
Topografia Cristã, Cosmas Indicopleustes[3].

Terra planaEditar

Uma característica fundamental de sua Topografia é o ponto de vista de Cosme de que o mundo é plano e que o céu tem a forma de uma caixa com uma tampa curva. Ele desdenhava a opinião de Ptolomeu e outros que acreditavam que o mundo era esférico. Cosme buscava provar que os geógrafos pré-cristãos estava errados ao afirmar que a Terra era esférica afirmando ao invés disso que ela fora modelada no tabernáculo, o templo descrito a Moisés por Deus durante o Êxodo do Egito. Porém, esta ideia de que a terra seria plana já era minoritária nas rodas mais educadas do ocidente já desde o século III a.C.[4]. O ponto de vista de Cosme nunca foi muito influente, mesmo nos círculos religiosos e um cristão quase contemporâneo, João Filopono, discordava dele, assim como a maior parte dos filósofos cristãos da época[2].

Referências

  1. Beatrice Nicolini, Penelope-Jane Watson (2004). Makran, Oman, and Zanzibar: Three-terminal Cultural Corridor in the Western Indian Ocean (1799-1856) (em inglês). [S.l.]: Brill. ISBN 9004137807 
  2. a b «Cosmas» (em inglês). Encyclopædia Britannica. Consultado em 6 de maio de 2011 
  3. Cosmas Indicopleustes. Topographia Cristiana (em inglês). [S.l.]: Tertullian.org. Consultado em 6 de maio de 2011 
  4. Russell, Jeffrey B. «The Myth of the Flat Earth». American Scientific Affiliation. Consultado em 6 de maio de 2011 

Ligações externasEditar

BibliografiaEditar

  • Kenneth Willis Clark collection of Greek Manuscripts: Cosmas Indicopleustes, Topographia. (em inglês)
  • Cosmas Indicopleustes, ed. J.W. McCrindle (1897). The Christian Topography of Cosmas Indicopleustes. Hakluyt Society. (Reissued by Cambridge University Press, 2010. ISBN 9781108012959) (em inglês)
  • Cosmas Indicopleustes, Eric Otto Winstedt (1909). The Christian Topography of Cosmas Indicopleustes. The University Press
  • Jeffrey Burton Russell (1997). Inventing the Flat Earth. Praeger Press (em inglês)
  • Dr. Jerry H Bentley (2005). Traditions and Encounters. McGraw Hill. (em inglês)
  • Wanda Wolska-Conus. La topographie chrétienne de Cosmas Indicopleustes: théologie et sciences au VIe siècle Vol. 3, Bibliothèque byzantine. Paris: Presses Universitaires de France, 1962. (em francês)
  • Cosmas Indicopleustes. Cosmas Indicopleustès, Topographie chrétienne. Translated by Wanda Wolska-Conus. 2 vols. Paris: Les Editions du Cerf, 1968. (em francês)