Abrir menu principal

Cotinguiba Esporte Clube

Cotinguiba Esporte Clube é um clube poliesportivo brasileiro. Sua sede situa-se na capital do Estado de Sergipe, na Região Nordeste do Brasil. O clube foi fundado no dia 10 de outubro de 1909 bairro do São José da Capital.

Cotinguiba
Escudo do Cotinguiba
Nome Cotinguiba Esporte Clube
Alcunhas Tubarão da Praia
O Decano da Fundição
Torcedor/Adepto Tubarão
Alvianil
Mascote Tubarão
Principal rival Confiança
Itabaiana
Sergipe
Vasco EC
Fundação 10 de outubro de 1909 (110 anos)
Localização Aracaju (SE)
Brasil Brasil
Mando de jogo em Arena Batistão
Wellington Elias
Capacidade (mando) 15.500 pessoas[1]
3.000 pessoas[1]
Website Cotinguiba Oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

Seu mascote é o tubarão, devido a várias conquistas no remo. Manda seus jogos no estádio Wellington Elias e na Arena Batistão, apelidado pela torcida como Alçapão. Tem como principais títulos o seis troféus do Campeonato Sergipano de Futebol, seis do Torneio Início e um do Sergipano Série A2.

O Cotinguiba tem também tradição no basquete onde foi campeão do Campeonato Sergipano, na edição de 1947. O Alvianil se consagra no remo, é o clube que mais vezes venceu o campeonato estadual da modalidade com 38 conquistas sendo dez de forma consecutiva.

O Cotinguiba tem como maiores rivais o Club Sportivo Sergipe, Associação Desportiva Confiança, Vasco Esporte Clube ambos da capital, além de travar grandes jogos contra a Associação Olímpica de Itabaiana.

HistóriaEditar

Primeiro foram as Garagens, lugar de guarda dos barcos. A Garagem do Cotinguiba estava mais ao sul, no lugar onde está, hoje, a sede do clube, na avenida Augusto Maynard, na esquina com a avenida Beira Mar. A Garagem do Sergipe estava um pouco antes, no local onde depois foi construído o Edifício Olímpio Campos. Próximo das duas Garangens estava a região conhecida como Carvão ou Carvãozinho, local onde houve um Depósito de Inflamáveis, e onde foi construído, na década de 1950, o Iate Clube de Aracaju.

A Curva do Carvão era um ponto das disputas das regatas dos dois clubes, o outro era a Ponte do Imperador, na praça Fausto Cardoso. Em 1 de janeiro de 1910, o Sergipe mostrou sua canoa Nereida, exibindo-se nas águas do rio Sergipe, durante a Festa de Bom Jesus dos Navegantes. A primeira disputa entre os dois clubes ocorreu no dia 11 de junho de 1910, quando o Sergipe conquistou a vitória. O remo virou coqueluche, eram muitos os jovens, de famílias abastadas, da classe média e das camadas mais simples, que se alistavam para formar equipes, tomarem as canoas de quatro e mais remos, e disputar regatas.

O futebol veio logo depois, em 1916, quando foi criada a Liga Desportiva Sergipana, e era praticado na Praça da Conceição, primitivo nome da praça Pinheiro Machado, que depois passou a ser denominada de Praça Tobias Barreto, com um monumento ao centro, em homenagem ao gênio sergipano. Os rivais do remo, das regatas, passavam a ser, também, rivais no futebol.

Em 1918 começam, precariamente, os Campeonatos e o Cotinguiba saiu na frente, conquistando o 1º título. No ano seguinte, 1919, não houve campeonato, mas os dois clubes ganharam um terreno, cedido por Adolfo de Faro Rollemberg, para ser preparado e utilizado como campo de futebol. Foi o Campo do Adolfo, que durante pelo menos três décadas sediou as partidas de futebol, abrigou desfiles cívicos e estudantis, festas e outros eventos. Em 1920 o Cotinguiba ganhou de novo.

Em 1921 o campeão foi o Industrial, formado e mantido pela Fábrica Sergipe Industrial, com o Sergipe sendo vice-campeão. A partir de 1922 o Sergipe ganhou o campeonato, o campeonato do Centenário da Independência do Brasil, iniciando a maior série de vitórias do futebol sergipano. Um apanhado feito por Alencar Filho, do seu Caleidoscópio (Aracaju: SUCA, 1984) mostra que entre 1918 e 1983 o Sergipe conquistou 20 campeonatos, enquanto o Cotinguiba ganhou 9 campeonatos.

Com o passar do tempo, a rivalidade caia e terminava desaparecendo. É quando entra em cena a Associação Desportiva Confiança, que passa a ser o principal rival do Clube Esportivo Sergipe. Tal fato coincide com a implantação do profissionalismo do futebol sergipano, o que significa mais exigências, compromissos, formação de equipes remuneradas, a corrida em busca do público pagante para lotar os estádios e dos auxílios do Poder Público, que é, em si, um capítulo da história do futebol em Sergipe.

Outras equipes, do passado mais distante, e mais próximas da lembrança dos torcedores, entraram e saíram da ribalta futebolística: Santa Cruz, de Estância, Ipiranga e Socialista, de Maruim, dentre outros. O Confiança, a Associação Olímpica de Itabaiana, e o Sergipe passam a dividir os adeptos do futebol. O Cotinguiba manteve sua sede social, promoveu festas, praticou outros esportes, ainda hoje tem remo, mas afastou-se do futebol, deixando na memória dos sergipanos as jornadas vitoriosas que empreendeu.

EstruturaEditar

EstádioEditar

 Ver artigo principal: Estádio Estadual Lourival Baptista
 Ver artigo principal: Estádio Adolfo Rollemberg
Batistão
Estádio Lourival Baptista
Sisbrace:          [2]
 
Batistão depois da reforma.
Nomes
Nome Estádio Estadual Lourival Baptista
Apelido Batistão
Características
Local Aracaju, SE
Gramado Grama natural (110 x 75 m)
Capacidade 15 000 espectadores (BR: 89º)[1]
Construção
Data 1968
Outras informações
Proprietário Estado de Sergipe
Arquiteto Aurelino Teles
Mandante Confiança
Cotinguiba
Sergipe

Em seus primeiros anos de vida, o Cotinguiba disputava partidas num campo de futebol que se localizava na Praça da Conceição (Atual Praça Pinheiro Machado), em Aracaju. Porém, o projeto de construção de um estádio em Aracaju foi perseguido desde que o futebol começou a ser praticado na capital. Em 1920, a prefeitura da capital começou a construção do Estádio Adolfo Rollemberg, foi lá que o Cotinguiba consquistou todos os seus 13 títulos principais, sendo seis Sergipão, seis Torneio Início e um Municipal.

Em 1969, a Arena Batistão foi erguido, lá o Cotinguiba travou grandes duelos contra seus principais rivais e sendo campeão sergipano da Série A2 de 1993, sua última partida lá foi em 2008 pela Série A2.

GinásioEditar

O Ginásio de Esportes Pres. Armando Rollemberg, localiza-se dentro da sede do clube, tem capacidade para pouco mais de 500 pessoas. Lá o clube faz trabalhos nas diversas modalidades esportivas, além de bailes.

Sede SocialEditar

A Sede Social do Cotinguiba localizava-se em terreno de importância histórica para o clube. Local de grandes bailes e disputas nas diversas modalidades, fica localizado na Av. Augusto Maynard, 13, São José - Aracaju-SE CEP: 49015-380.

RivalidadeEditar

 Ver artigo principal: Clássico Vovô Sergipano

Cotinguiba vs SergipeEditar

A maior rivalidade do Cotinguiba ainda é com o Club Sportivo Sergipe. Essa rivalidade teve início no dia 17 de outubro de 1909 quando foi fundado seu rival, por desentendimento entre sócios do Tubarão. Nesta data, no futebol os clubes se enfrentaram em amistosos na categoria amador só em 1916, no futebol o primeiro aconteceu no estadual em 11 de agosto de 1918, confronto vencido por 2 x 1 pelo Tubarão em plena Praça Pinheiro Machado. Desde nos primeiros anos o Cotinguiba reinou soberano nos derbys e massacrava o time rival por diversas oportunidades, mas com os anos a disputava ficava mais acirrada tendo o time rubro abrindo vantagens. A maior goleada ocorreu em 1996 quando o time Sergipe derrotou o Tubarão por 7 a 0 no saudoso Batistão pelo estadual daquele ano.

A rivalidade começou a perder força já na década de 50 com a fundação do Confiança, com um poder aquisitivo maior devido a Fábrica Confiança o Tubarão começou a perder espaço no futebol sergipano, sendo hoje considerado a terceira força da capital. Portanto o Clássico Vovô nunca mais voltou a ser jogado desde a queda do Cotinguiba para a Série A2.

Até o momento, os clubes se enfrentaram por em mais de 100 oportunidades. A equipe rubra leva enorme vantagem sobre o Cotinguiba: os dados deste clássico esta escassos e necessita de um levantamento histórico.

 Ver artigo principal: Clássico Azulino
 Ver artigo principal: Cotinguiba x Itabaiana
 Ver artigo principal: Cotinguiba x Palestra
 Ver artigo principal: Cotinguiba x Vasco

SímbolosEditar

MascoteEditar

 
Tubarão

A escolha do Tubarão como mascote do clube tem relação com os esportes aquáticos do clube, por ser um animal com uma alta velocidade. É pouco encontrado no estado mas devido o clube ser o maior campeão no remo na década de 1970 os jornalistas locais começaram a chamar o clube de Tubarão da Praia.

EscudoEditar

Evolução do Escudo do Cotinguiba Esporte Clube
Antigo Atual
 

HinoEditar

Compositor: Gilson Nascimento

Sou Tubarão da Praia
Sou campeão na bola e na raia
Sou do time de valor
Sou Cotinguiba com muito amor

Sua história relevante
Vai sempre evocar esse time vibrante
Sua torcida brava
Pra frente guerreiros
Sou Cotinguiba
Somos pioneiros
O tempo passa mas fica a lembrança
Quem tem fé, tem esperança

Decano da fundição
Sua morada é em meu coração
Amo essa camisa querida
Sou Cotinguiba por toda vida

Football pictogram.svg Títulos no FutebolEditar

FutebolEditar

Estadual
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Sergipano 6 (1918, 1920, 1923, 1936, 1942, 1952)
  Torneio Início 6 (1920, 1928, 1929, 1933, 1934, 1948)
  Sergipano Série A2 1 (1993)
Municipal
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Municipal 1 (1957)
  Títulos oficiais 14 13 Estaduais, 1 Municipal
Categorias de Bases
Competição Títulos Temporadas
  Sergipano Sub-17 3 (2004, 2005, 2007)
  Sergipano Sub-15 2 (2005, 2011)
  Sergipano Sub-13 2 (2007, 2011)
  Títulos oficiais 7 7 Estaduais

EstatísticaEditar

TemporadasEditar

 Ver artigo principal: Temporadas do Cotinguiba

ParticipaçõesEditar

Participações em 2019
Competição Temporadas Melhor campanha Estreia Última P   R  
  Campeonato Sergipano 30* Campeão (1918, 1920, 1923, 1936, 1942, 1952) 1918 1996 2
Série A2 9* Campeão (1993) 1985 2015 2
  • OBS: Apenas tem dados concretos de participações apenas do CS Sergipe que participou de todas as edições, entre os anos 1918 á 2000 os dados são escassos pelo fato da FSF e clubes não ter um banco de dados históricos dos seus certames. Alguns historiadores estão pesquisado esses dados para complementar o artigo futuro.

Últimas dez temporadasEditar

Últimas dez temporadas do Cotinguiba Esporte Clube
  Nacionais   Internacionais   Estaduais
Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Continentais / Mundial Campeonato Sergipano Copa Governador
Ano Div. Pos. Pts J V E D GP GC Fase Máxima Competição Fase Máxima Div. Pos. Fase Máxima
2009-2011 Licenciado
2012 D A2
2013-2014 Licenciado
2015 D A2 12º
2016-Atual Licenciado
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Eliminado nas semifinais
     Campeão e promovido à divisão superior
     Vice-campeão e/ou promovido à divisão superior
     Rebaixado à divisão inferior
     Classificado à fase de grupos da Copa Libertadores
     Classificado à fase preliminar da Copa Libertadores
     Classificado à Copa Sul-Americana

Campanhas de destaqueEditar

DESTAQUES
Competição Resultados
  Campeonato Sergipano Vice-campeão (1922, 1976, 1979),   Rebaixado (1984, 1996)
  Campeonato Sergipano – Série A2 3º Colocado (1985, 2005)
  Promovido à divisão superior
  Rebaixado à divisão inferior

Desempenho em CompetiçõesEditar