Vasco da Gama (couraçado)

(Redirecionado de Couraçado Vasco da Gama)
Vasco da Gama
Carreira   Bandeira da marinha que serviu Bandeira da marinha que serviu
Nome Vasco da Gama
Estaleiro Thames Ironworks, Blackwall, Londres
Lançamento 1 de dezembro de 1876
Patrono Vasco da Gama
Período de serviço 1876–1935
Estado Desmantelado em 1935
Características gerais
Deslocamento 2,384 t (2,346 tonelada longa; 2,628 tonelada curta)
Comprimento 200 ft (61 m) pp
Propulsão 2 motores de 6000 cv a dois veios
Velocidade 10.3 nós (19.1 km/h; 11.9 mph)
Armamento 2 × 10.2 em (260 mm) canhões
1 × 5.9 em (150 mm) canhão
4 × 9-pistolas
Blindagem Cinto: 9 em (230 mm)
Bateria: 10 em (250 mm)
Tripulação 232 homens

O Vasco da Gama foi o único navio couraçado ao serviço da Marinha Portuguesa. Durante a sua vida foi várias vezes remodelado, recebendo várias qualificações: corveta-couraçada, couraçado e cruzador-couraçado.

HistóriaEditar

O Vasco da Gama foi construído nos estaleiros ingleses da Thames Iron Works, sendo incorporado na Marinha Portuguesa como corveta-couraçada, de 2479 toneladas, no dia 1 de Fevereiro de 1876.

Em 1901, o Vasco da Gama sofreu trabalhos de grande remodelação em Itália que incluíram, entre muitos outros, o seu alongamento, aumento da sua tonelagem e a instalação de novas peças de artilharia e metralhadoras. O navio ficou bastante diferente do original, passando a ser classificado como cruzador-couraçado.

A missão principal do Vasco da Gama era a atuar como navio de defesa de costa, complementando no mar as defesas de Lisboa que eram asseguradas em terra pelas fortificações do Campo Entrincheirado de Lisboa. Durante a Primeira Guerra Mundial o navio serviu como escolta em comboios de transporte de tropas para África e França. Em 1936, depois de uma longa vida de serviço, em que chegou a ser o navio-chefe da Esquadra Portuguesa, o Vasco da Gama foi abatido ao serviço.

Parte da sua artilharia veio a guarnecer, no contexto da Segunda Guerra Mundial, a Bateria de Costa do Monte da Guia e a Bateria de Costa da Espalamaca, na baía da Horta, na ilha do Faial, nos Açores.[1]

Galeria de imagensEditar

Referências

Ver tambémEditar