Abrir menu principal

Crato e Mártires

localidade e antiga freguesia do Crato, Portugal
(Redirecionado de Crato e mártires)
Portugal Crato e Mártires 
  Freguesia portuguesa extinta  
Localização no concelho do Crato
Localização no concelho do Crato
Brasão de armas de Crato e Mártires
Brasão de armas
Crato e Mártires está localizado em: Portugal Continental
Crato e Mártires
Localização de Crato e Mártires em Portugal Continental
Coordenadas 39° 17' 04" N 7° 38' 40" O
Concelho primitivo Crato
Concelho (s) atual (is) Crato
Freguesia (s) atual (is) Crato e Mártires, Flor da Rosa e Vale do Peso
Fundação 1893
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 169,11 km²
População (2011)
 - Total 1 674
    • Densidade 9,9 hab./km²
Gentílico Cratense
Orago Nossa senhora da Conceição

Crato e Mártires foi uma freguesia portuguesa do concelho do Crato, com 179 km² de área e 1 674 habitantes (2011). Densidade: 9,4 hab/km².

Foi constituída em 1893, pela anexação da paróquia de Mártires à freguesia de Nossa Senhora da Conceição (Crato).[1]

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada às freguesias de Flor da Rosa e Vale do Peso, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Crato e Mártires, Flor da Rosa e Vale do Peso da qual é a sede.[2]

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Crato e Mártires [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 901 1 893 1 823 2 270 2 677 2 901 3 233 3 663 3 986 3 502 2 350 2 205 2 091 1 804 1 674

Mártires era freguesia autónoma nos censos de 1864 a 1890, tendo sido anexada à do Crato por decreto de 15/086/1893. Pelo decreto lei nº 39.509, de 05/01/1954, foram desanexados desta freguesia vários lugares e integrados na freguesia de Fortios, do concelho de Portalegre. Por este mesmo decreto-lei ficou incorporada nesta freguesia a herdade dos Murtais, que foi desanexada da freguesia de Fortios. Fonte: INE

PatrimónioEditar

Referências

  1. «Paróquia de Mártires». Arquivo Distrital de Portalegre. Consultado em 20 de Novembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.