Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Crepúsculo (desambiguação).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Crepúsculo no Rio Guaíba, em Porto Alegre.

Crepúsculo (do termo latino crepusculu) ou lusco-fusco são os instantes em que o céu próximo ao horizonte no poente ou nascente toma uma cor gradiente, entre o azul do dia e o escuro da noite. Normalmente, acontecem no instante em que o Sol, "ao nascer" ou "se pôr", encontra-se escondido porém próximo à linha do horizonte, iluminando as camadas superiores da atmosfera.[1] Em alguns casos, como em regiões montanhosas, o crepúsculo pode ocorrer antes do pôr do sol ou depois do nascer do astro. No crespúsculo, os navegadores conferem sua posição estimada, comparando a abertura esperada em graus com a observada do horizonte ao astro.

Tipos de crepúsculoEditar

Existem dois critérios, distintos embora frequentemente usados, para definir a duração bem como o tipo de crepúsculo:

  • Critério 1:
    • Crepúsculo civil:
      • Vespertino: desde o pôr do Sol até que a sua altura (o centro do disco solar) seja -6º (6 graus abaixo da linha do horizonte).
      • Matutino: desde que o Sol atinge uma altura de -6º até este aparecer na linha do horizonte.

Com o Sol a -6º, conseguem ver-se, com certa facilidade, as estrelas de primeira magnitude e os planetas que possam estar sobre o horizonte. Tipicamente, é o intervalo habitual em que, com o Sol abaixo da linha do horizonte, as cidades ainda não necessitam de iluminação artificial.

  • Crepúsculo náutico:
    • Vespertino: desde o pôr do Sol até que a sua altura (o centro do disco solar) seja -12º (12 graus abaixo da linha do horizonte).
    • Matutino: desde que o Sol atinge uma altura de -12º até este aparecer na linha do horizonte.

Com o Sol a -12º, conseguem ver-se, com certa facilidade, as estrelas náuticas de primeira e segunda magnitude e consegue-se reconhecer com facilidade as principais constelações. A importância dos astros para os marinheiros remonta ao passado quando ainda eram usados para determinar a posição de uma embarcação, medindo a altura das estrelas com um sextante. Quando o Sol está 12º abaixo do linha do horizonte, este é o limite aproximado de luz que permite ver a linha de horizonte marítimo.

 
Crepúsculo em Brasília.
  • Crepúsculo astronômico:
    • Vespertino: desde o pôr do Sol até que a sua altura (o centro do disco solar) seja -18º (18 graus abaixo da linha do horizonte)..
    • Matutino: desde que o Sol atinge uma altura de -18º até este aparecer na linha do horizonte.

Com o centro do disco solar 18º abaixo da linha do horizonte, podem ser observadas, à vista desarmada, as estrelas de sexta magnitude. Assume-se esta altura, ainda inferior aos demais crepúsculos (-18º), de forma a garantir que a luz do Sol não interfira com as observações astronômicas.

  • Critério 2:

Neste caso, o crepúsculo civil existe quando o Sol se encontra entre o horizonte e os -6º. No crepúsculo náutico o Sol encontra-se entre os -6º e os -12º. E finalmente no crepúsculo astronómico, a altura do Sol varia entre os -12º e os -18º.

No critério 1, o crepúsculo astronómico abarca os outros dois, e o crepúsculo náutico abarca o civil. No critério 2, os três crepúsculos têm intervalos de tempo separados Existe bibliografia, fundamentalmente astronómica, que usa um ou outro critério.

A duração do crepúsculo, qualquer que seja usada, depende do dia do ano e da latitude do observador. Para um observador situado no equador, a duração é quase mínima durante todo o ano. Se o observador se encontrar em qualquer um dos pólos terrestres, o cálculo da duração deverá ter em conta que o dia, bem como a noite, duram seis meses aproximadamente. Para latitudes intermédias, um valor típico de duração do crepúsculo civil ronda os trinta minutos.

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Crepúsculo

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 497.

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre astronomia é um esboço relacionado ao Projeto Astronomia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.