Crimes of the Future

filme de 1970 dirigido por David Cronenberg
Disambig grey.svg Nota: Para o filme de 2022, veja Crimes of the Future (2022).

Crimes of the Future (bra: Crimes do Futuro[1]) é um filme de ficção científica canadense de 1970 escrito, filmado, editado e dirigido por David Cronenberg.[2] Como o filme anterior de Cronenberg, Stereo, Crimes foi filmado em silêncio com um comentário adicionado depois. O comentário é falado pelo personagem Adrian Tripod (Ronald Mlodzik). O filme se passa em 1997.

Crimes of the Future
No Brasil Crimes do Futuro
Canadá
1970 •  cor •  63 min 
Direção David Cronenberg
Produção David Cronenberg
Roteiro David Cronenberg
Narração Ronald Mlodzik
Elenco
  • Ronald Mlodzik
  • Jon Lidolt
  • Tania Zolty
  • Jack Messinger
  • Paul Mulholland
  • William Haslam
  • William Poolman
Gênero ficção científica
Cinematografia David Cronenberg
Edição David Cronenberg
Distribuição New Cinema Enterprises
Lançamento
  • junho de 1970 (1970-06) (Austrália)
  • 10 de agosto de 1984 (1984-08-10) (Estados Unidos)
Idioma inglês

Embora o filme compartilhe um título com o filme de 2022 de Cronenberg com o mesmo nome, o último não é um remake, pois a história e o conceito não estão relacionados.[3]

SinopseEditar

A sinopse do filme gira em torno do jornalista Adrian Tripod. Ele está totalmente ocupado investigando a morte de quase todas as mulheres na Terra. Tripé faz a descoberta de que essas mortes podem ter sido desencadeadas por um produto cosmético tóxico feito por uma empresa que também faz parte de uma rede internacional de prostitutas menores.

ElencoEditar

  • Ronald Mlodzik como Adrian Tripod
  • Jon Lidolt
  • Tania Zolty
  • Paul Mulholland
  • Jack Messinger
  • Iain Ewing
  • William Haslam
  • Brian Linehan
  • Raymond Woodley (creditado como Ray Woodley)

RecepçãoEditar

Kim Newman, em seu livro Nightmare Movies de 1988, descreveu Crimes of the Future como sendo “mais divertido de ler na sinopse do que de assistir”, e provou, junto com Stereo, que “é possível ser chato e interessante no mesmo tempo”.

O filme tem pontuação de 60% em cinco resenhas no Rotten Tomatoes, com média de 5,8/10.[4]

Mídia domésticaEditar

O filme foi incluído como um recurso especial em vários lançamentos de outros filmes de Cronenberg, incluindo em definição padrão no lançamento em Blu-ray da Blue Underground de Fast Company,[5] em alta definição no lançamento Criterion de The Brood[6] e também em alta definição em um disco bônus no lançamento de Videodrome em Blu-ray da Arrow Video no Reino Unido.[7] O disco bônus do Videodrome foi posteriormente lançado sozinho como David Cronenberg's Early Works.[8]

NotasEditar

Referências

  1. «Crimes do Futuro». Cineplayers. Brasil. 1970. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  2. Cavett Binion, Rovi (2014). «Crimes of the Future». The New York Times (em inglês). Consultado em 11 de setembro de 2021. Arquivado do original em 22 de janeiro de 2014 
  3. «Crimes Of The Future» (em inglês). Roger Ebert. 6 de junho de 2022. Consultado em 18 de julho de 2022 
  4. «Crimes of the Future (1970)». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  5. «Fast Company (Blu-ray)» (em inglês). DVDtalk. 20 de maio de 2009. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  6. «The Brood» (em inglês). The Criterion Collection. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  7. «Videodrome UK Blu-ray Release Detailed» (em inglês). Blu-ray.com. 20 de junho de 2015. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  8. «Upcoming Arrow Video Blu-ray Releases» (em inglês). Blu-ray.com. 6 de maio de 2016. Consultado em 11 de setembro de 2021