Criossucção

Criossucção é o processo de congelamento do solo em que a água migra através dos poros para a zona de congelamento (por meio da capilaridade).[1][2] Em ambientes periglaciais, este mecanismo é muito significante. É o processo dominante na formação das lentes de gelo.[3]

ProcessoEditar

O congelamento prossegue normalmente de cima para baixo da superfície, formando uma camada de gelo perto da superfície, causando o criosolevamento. À medida que cresce, esta camada absorve a água para si (criosucção) a partir de baixo, que congela na parte inferior da camada que está se desenvolvendo. Esse tipo de gelo é chamado de gelo de segregação porque ele separa (segregação) a água do solo - previamente misturados - durante a sua formação. A água é transportada através da criosucção para a camada superior do solo de modo a formar de gelo de segregação, essa importação, é facilitada pelo fato de que a água se expande em 9% após o congelamento, o que gradualmente aumenta a superfície do solo para a formação de gelo de segregação, causando o fenômeno chamado de criosolevamento.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Williams, P.J.; M.W. Smith (1991). «The Frozen Earth: Fundamentals of Geocryology». Polar Record. 27 (163). 370 páginas. doi:10.1017/S0032247400013231. Consultado em 31 de maio de 2010 
  2. Hohmann, Maria (março de 1997). «Soil freezing -- the concept of soil water potential. State of the art». Cold Regions Science and Technology. 25 (2): 101–110. ISSN 0165-232X. doi:10.1016/S0165-232X(96)00019-5. Consultado em 31 de maio de 2010 
  3. Doré, Guy (2004). «Development and Validation of the Thaw-weakening Index». International Journal of Pavement Engineering. 5 (4). 185 páginas. ISSN 1029-8436. doi:10.1080/10298430412331317464. Consultado em 31 de maio de 2010