Crioulo de São Vicente (Cabo Verde)

dialeto do crioulo cabo-verdiano falado na ilha de São Vicente
(Redirecionado de Crioulo de São Vicente)
Crioulo de São Vicente
Falado em: São Vicente em Cabo Verde
Total falantes: aprox. 80.000 - 100.000
Classificação: Crioulo cabo-verdiano
 Crioulos de Barlavento
  Crioulo de São Vicente

O Crioulo de São Vicente é um dialecto do crioulo cabo-verdiano, pertencente ao grupo dos crioulos de Barlavento, falado na ilha de São Vicente e comunidades de emigrantes no estrangeiro.

Anúncio em crioulo

Estima-se que é falado por 15,58% da população em Cabo Verde,[1] mas esse número pode ser ligeiramente menor devido à migração interna nas ilhas. A esse número deverão ser acrescentados os falantes em comunidades emigrantes no estrangeiro.

CaracterísticasEditar

Para além das características gerais dos crioulos de Barlavento o crioulo de São Vicente ainda tem as seguintes características:

  • O aspecto progressivo do presente é formado colocando tí tâ antes dos verbos: + + V.
  • Os sons /s/ e /z/ são palatizados para [ʃ] e [ʒ] quando estão em fim de sílaba. Ex.: fésta «festa» pronunciado [ˈfɛʃtɐ] em vez de [ˈfɛstɐ], gósga «cócegas» pronunciado [ˈɡɔʒɡɐ] em vez de [ˈɡɔzɡɐ], más «mais» pronunciado [maʃ] em vez de [mas].
  • O som /ɐ/ tónico final é pronunciado aberto /a/. Ex.: em vez de djâ «já», em vez de «lá», e todos os verbos que terminam em , calcá em vez de calcâ «carregar», pintchá em vez de pintchâ «empurrar», etc.
  • O som /ʤ/ (derivado do português /ʎ/ escrito lh) está representado pelo som /j/. Ex.: bói’ em vez de bódj’ «baile», ôi’ em vez de ôdj’ «olho», spêi’ em vez de spêdj’ «espelho». Quando está depois do som /i/, o som /ʤ/ mantém-se. Ex.: fídj’ «filho», mídj’ «milho». Quando está imediatamente depois de consoante, devido a queda de vogal, o som /ʤ/ mantém-se. Ex.: m’djôr «melhor», c’djêr «colher».
  • O som /ʤ/ (derivado do português antigo escrito j em início de palavra) está totalmente representado por /ʒ/. Ex. em vez de djâ «já», jantá em vez de djantâ «jantar», jôg’ em vez de djôg’ «jogo».
  • Existência de um certo tipo de vocabulário (também existente em Santo Antão) que não existe nas outras ilhas. Ex.: dançá em vez de badjâ «dançar», dzê em vez de flâ «dizer», encocá em vez de djungutú (SN, SL, BV & MA), djongôto (ST) ou djongotô (FO & BR) «pôr-se de cócoras», falá em vez de papiâ «falar», guitá em vez de djobê «espreitar», ruf’ná em vez de fuliâ «atirar», stód’ em vez de stâ «estar», tchocá em vez de furtâ «roubar», tchúc’ em vez de pôrc’ «porco», etc.
Vocabulário
Gramática
 Ver artigo principal: Crioulo cabo-verdiano — Gramática
Alfabeto
 Ver artigo principal: Ortografia do crioulo cabo-verdiano

Algumas expressõesEditar

Crioulo de São Vicente Português
aôj', hoj' hoje
manhã manhã
p'lurím mercado
Sõ 'Cênt' São Vicente
Mindêl' Mindelo
Moráda centro histórico do Mindelo
práça praça
práia, már praia
rúa rua
m', mí eu
tu
êl ele, ela
nô, nôs nós
b'sôt' vós, vocês
ês eles, elas
sabê saber
sáb', sabím agradável, bom
bái, bá' ir
spiá olhar
arrôz arroz
câ, nãu não

Referências

  1. Valor estimado a partir da população residente em 2005: Instituto Nacional de Estatística: [1] Arquivado em 26 de janeiro de 2008, no Wayback Machine.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

O Crioulo cabo-verdiano
Sul ou Sotavento
Brava | Fogo | Maio | Santiago
Norte ou Barlavento
Boa Vista | Sal | Santo Antão | São Nicolau | São Vicente