Crotalus polystictus

Crotalus polystictus é uma espécie de víbora de fosseta venenosa que habita a zona central do México. Não é reconhecida qualquer subespécie.[5]

Crotalus polystictus
Crotalus Polystictus.jpg
Classificação científica edit
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
Família: Viperidae
Gênero: Crotalus
Espécies:
C. polystictus
Nome binomial
Crotalus polystictus
(Cope, 1865)
Crotalus polystictus distribution.png
Sinónimos
  • Crotalus lugubris Jan, 1859 (nomen oblitum)
  • C[rotalus]. lugubris var. multimaculata Jan, 1863 (nomen oblitum)
  • Caudisona polysticta Cope, 1865 (nomen protectum)
  • Crot[alus]. lugubris var. multimaculataJan & Sordelli, 1874
  • C[rotalus]. polystictusCope In Yarrow In Wheeler, 1875
  • Crotalus Jimenezii Dugès, 1877
  • [Crotalus triseriatus] Var. jimeneziiGarman, 1884
  • Crotalus polystictusBoulenger, 1896
  • Crotalus polystictusKlauber, 1972[2]
Nomes comuns: cascavel-cabeça-de-lança-mexicana[3] ou cascavel-cabeça-de-lança[4]

DescriçãoEditar

Os indivíduos adultos atingem normalmente um comprimento total entre 60 e 70 cm, porém espécimes excepcionalmente grandes podem atingir os 100 cm de comprimento.[3]

Distribuição geográficaEditar

Esta espécie pode ser encontrada no México central, desde o sul de Zacatecas e nordeste de Colima, para leste até à zona leste do centro do estado de Veracruz. Ocorre em zonas com altitudes entre os 1450 e os 2600 metros. A localidade-tipo é "Terras da Meseta, México", embora tenha sido proposta uma restrição a "Tupátaro, Guanajuato, México" por H.M. Smith e Taylor (1950).[2]

Estado de conservaçãoEditar

Esta espécie está classificada como Pouco Preocupante na Lista Vermelha da IUCN de espécies ameaçadas (v3.1, 2001).[1] As espécies assim classificadas apresentam ampla distribuição geográfica, grande população estimada ou não é provável que estejam a sofrer um declínio suficientemente rápido para ser classificadas numa categoria de maior ameaça. A tendência populacional era de diminuição quando foi avaliada em 2007.[6]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Mendoza-Quijano, F.; Quintero Díaz, G. (2007). «Crotalus polystictus». Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas. 2007: e.T64327A12769761. doi:10.2305/IUCN.UK.2007.RLTS.T64327A12769761.en . Consultado em 13 de novembro de 2021 
  2. a b McDiarmid RW, Campbell JA, Touré T. 1999. Snake Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference, vol. 1. Herpetologists' League. 511 pp. ISBN 1-893777-00-6 (series). ISBN 1-893777-01-4 (volume).
  3. a b Campbell JA, Lamar WW. 2004. The Venomous Reptiles of the Western Hemisphere. Comstock Publishing Associates, Ithaca and London. 870 pp. 1500 plates. ISBN 0-8014-4141-2.
  4. Mehrtens JM. 1987. Living Snakes of the World in Color. New York: Sterling Publishers. 480 pp. ISBN 0-8069-6460-X.
  5. «Crotalus polystictus» (em inglês). ITIS (www.itis.gov). Consultado em 1 de agosto de 2007 
  6. «2001 IUCN Red List Categories and Criteria version 3.1». IUCN Red List. Consultado em 13 de setembro de 2007 

Leitura adicionalEditar

  • Cope, E.D. 1865. Third contribution to the HERPETOLOGY of Tropical America. Proc. Acad. Nat. Sci. Philadelphia 17: 185-198. (Caudisona polysticta, pp. 191–192.)
  • Smith, H.M. and E.H. Taylor. 1950. Type localities of Mexican reptiles and amphibians. Univ. Kansas Sci. Bull. 33: 313-380.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Crotalus polystictus
O Wikispecies tem informações sobre: Crotalus polystictus