Abrir menu principal
Logotipo da Crowley.

Crowley Broadcast Analysis é uma empresa que monitora as rádios, para informações musicais e de veiculação publicitária, do Brasil desde 1997.

Índice

HistóriaEditar

Crowley Broadcast Analysis foi fundada em 1997, e desde agosto de 2009 fornece também as paradas para a revista Billboard Brasil que se baseia na grade-básica de rádios com mais de 350 emissoras, pesquisadas em 14 cidades brasileiras e 3 mesorregiões , de um total de quase 800 emissoras monitoradas para publicidade em mais de 70 municípios.[1]A CROWLEY é uma empresa multinacional especializada em monitoração eletrônica de rádio.

Cobertura AtualEditar

Atualmente, presente nas 14 principais cidades do país além de 3 mesorregiões com filiais próprias. As cidades são: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Ribeirão Preto, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Salvador, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Campo Grande, Cuiabá e as mesorregiões do Triângulo Mineiro, Vale do Paraíba e Litoral Paulista.[2][3]

Atua como uma empresa de auditoria independente, fornecendo relatórios que permitem análises de dados bem como auditorias que comprovam a irradiação de músicas e comerciais em cada emissora de rádio. Utilizando a mesma tecnologia empregada na monitoração de músicas no rádio, a de comerciais também disponibiliza relatórios com a qualidade, horário e radio que o spot foi veiculado.[4]

ServiçosEditar

A empresa fornece informações para o mercado fonográfico, incluindo-se Majors, Independentes, empresários do lado musical, sendo padrão de mensuração da indústria da música brasileira. O segmento autoral também é favorecido pelo serviço através de Editoras Musicais e Ecad que utilizam dados como parte do rateio da distribuição de direitos de execução pública em rádios. No mercado publicitário oferece a maior cobertura de Checking de publicidade em rádio tendo como portfólio as maiores Agências de Publicidade do lado dos comeriais.[5] Desde agosto de 2009 passou a fornecer também as paradas para a revista Billboard Brasil que se baseia na grade básica de rádios com mais de 350 emissoras.

A Crowley Broadcast Analysis possui três serviçoes principais, são eles:

  • MediaSpot, atende as agências de publicidades, anunciantes e rádios com os serviços de Clipping e Checking do conteúdo comercial das rádios.[6]
  • MusicMedia são destinados aos profissionais de gravadoras, selos independentes, produtores musicais, empresários, produtores de eventos e shows, editoras musicais, imprensa especializada (jornais, revistas, TVs e rádios).[7]
  • O Flex Access é um serviço de distribuição de conteúdo gratuito para os radiodifusores criado para garantir que todas as rádios do país estejam em dia com o mercado. O site mantém atualizado um grande número de materiais dentre músicas, comerciais, notícias e programas.

Semanalmente a Crowley gerava para o site do GPR dois relatórios gratuitos e exclusivos: o Top 20 das músicas mais executadas no Brasil e um relatório com os maiores anunciantes da semana do meio rádio apurado segundo a vinculação nas emissoras de rádio de seis capitais brasileiras.[8]

Atualmente é gerado um Top 5 das músicas mais executadas no Brasil na última semana e um Top 20 com os maiores anunciantes.[8]

Crowley ChartsEditar

Em 2018, a empresa lança o site Crowley Charts, que compila tabelas que eram divulgadas semanalmente pela Billboard Brasil. O site disponibiliza o Top 100 Brasil, com as 100 músicas mais executadas da semana, e tabelas com as 10 músicas mais tocadas por gênero (Pop Nacional, Pop Internacional, Pop/Rock Nacional, Pagode, Sertanejo, Forró, Funk/Black Music e Gospel).[9]

Referências

  1. Ben-Yehuda, Ayala (22 de outubro de 2009). «Billboard Brazil Launches Monthly Magazine With Local Charts». Billboard.biz (em inglês). Consultado em 29 de janeiro de 2010 
  2. «Brasil Hot 100 Airplay». BPP. Billboard Brasil. 1: 79–81. Outubro de 2009. ISSN 977-217605400-2 Verifique |issn= (ajuda) 
  3. «Brasil Hot 100 Airplay». BPP. Billboard Brasil. 40: 88–93. Maio de 2013. ISSN 977-217605400-2 Verifique |issn= (ajuda) 
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 4 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2012 
  5. «crowley». crowley. Consultado em 29 de janeiro de 2010 
  6. «MediaSpot». crowley.com.br. Consultado em 10 de dezembro de 2010 
  7. «MusicMedia». crowley.com.br. Consultado em 10 de dezembro de 2010 
  8. a b «FlexServices». flexaccess.com.br/. Consultado em 10 de dezembro de 2010 
  9. «Crowley Charts: Ferramenta de monitoramento de músicas». Agência Métrica. 14 de março de 2019. Consultado em 25 de maio de 2019 

Ligações externasEditar