Cunha de Leiradella

Cunha de Leiradella - Escritor

Cunha de Leiradella, (Póvoa de Lanhoso, 16 de novembro de 1934) é um escritor luso-brasileiro, radicado há mais de quarenta anos no Brasil. A sua obra literária reparte-se por vários géneros, como o teatro, os contos e o romance.

Entre as suas influências encontram-se Eugène Ionesco, Samuel Beckett, Albert Camus, Eça de Queirós, Miguel Torga, Graciliano Ramos, Lima Barreto, Ernest Hemingway e Dashiell Hammett.

No dia 21 de abril de 1958 chegou ao Rio de janeiro, fugindo à perseguição do regime salazarista. Cursou Direito, mas não chegou a concluir os seus estudos.

Envolvendo-se com teatro, foi fundador do TUCA-Rio (Teatro Universitário Carioca), em 1965. Foi no espetáculo O Coronel de Macambira, dramatização do poema de Joaquim Cardozo, primeira montagem do grupo, que apareceram artistas do porte de Renata Sorrah e Roberto Bonfim, hoje grandes atores do teatro e da televisão brasileira.

Saboreador de um bom cachimbo e de um bom conhaque, residiu em Belo Horizonte de 1980 a 2003, onde, em 1985, fundou e presidiu o Sindicato dos Escritores do Estado de Minas Gerais. Hoje, mora em Portugal, na casa em que nasceu.

ObrasEditar

  • Réquiem op. 1 (Peça de teatro, 1964)
  • Inúteis como os Mortos (Peça de teatro, 1965)
  • O Homem Calado (Peça de teatro, 1965)
  • As Pulgas (Peça de teatro, 1983)
  • Laio ou o Poder (Peça de teatro, 1984)
  • Sargaços (Romance, 1984)
  • O Longo Tempo de Eduardo da Cunha Júnior (Romance, 1987)
  • O Homem Sentado (Peça de teatro, 1987)
  • Cor Local (Peça de teatro, 1988)
  • Guerrilha Urbana (Romance, 1989)
  • Judas (Peça de teatro, 1992)
  • Cinco Dias de Sagração (Romance, 1993)
  • Vestida de Sol e de Vento (Roteiro para vídeo, 1994)
  • Belo Horizonte: Caminhos (Roteiro para televisão, 1994)
  • A Solidão da Verdade (Romance, 1996)
  • Fractal em Duas Línguas (Antologia de contos, 1997)
  • Síndromes & Síndromes (e conclusões inevitáveis) (Antologia de contos, 1997)
  • O Circo das Qualidades Humanas (Roteiro para cinema, 1998)
  • Apenas Questão de Método (Romance, 2000)
  • Os Espelhos de Lacan (Romance, 2004)
  • Apenas Questão de Gosto (Romance, 2005)
  • Inéditos (1989/2006)

InéditosEditar

  • Apontamentos para um Teatro de Questionamento (Ensaio, 1986/1990)
  • Balancê Balançado (Peça de teatro, 1989)
  • Três Chopes (Roteiro de curta-metragem para cinema, 1999)
  • O Que Faria Casanova? (Antologia de contos, 2001)
  • Brazilian Way Of Life (Peça de teatro, 2002)
  • Classe A - Roteiro de curta metragem para cinema, 2005
  • A Pata do Javali (Romance, em fase de criação, 2006)
  • Quem Falava de Marcello Pizzantini (Roteiro de longa-metragem para cinema, em fase de criação, 2006)

Prêmios Literários (Vencedor)Editar

  • Prêmio Fernando Chináglia 1981, Brasil

ROMANCE: O Longo Tempo de Eduardo da Cunha Júnior

  • I Concurso de Textos Teatrais Rede Globo/APATEDEMG 1982, Brasil

TEATRO: As Pulgas

  • Concurso Nacional de Literatura Cidade de Belo Horizonte 1984, Brasil

TEATRO: Manera, Doutor, Manera (Reescrita em 2002 com o título Brazi-lian Way of Life)

  • Concurso Nacional de Literatura Cidade de Belo Horizonte 1986, Brasil

TEATRO: O Homem Sentado

  • Prêmio Plural 1987, Cidade do México, México

CONTO: O Homem que já Sabia

  • Prêmio Nacional Clube do Livro de Literatura 1988, Brasil

ROMANCE: Guerrilha Urbana

  • Prêmio Instituto Nacional do Livro 1988, Região Sudeste, Brasil

ROMANCE: O Longo Tempo de Eduardo da Cunha Júnior

  • XX Concurso de Contos de Paranavaí 1988, Brasil

CONTO: Inúteis como os Mortos

  • Concurso Nacional de Contos Prêmio Paraná 1990, Brasil

CONTOS: Turistas são os Outros

  • Prêmio Plural 1990, Cidade do México, México

CONTO: Inúteis como os Mortos

  • Prêmio BDMG-Cultural de Literatura 1991, Brasil

TEATRO: Judas

  • Prêmio Cruz e Souza 1995, Brasil

CONTOS: Fractal em Duas Línguas

  • Prêmio Literário Terras de Lanhoso 1997, Portugal

CONTO: Os Homens e os Outros

  • Prêmio Caminho de Literatura Policial 1999, Portugal

ROMANCE: Apenas Questão de Método