Abrir menu principal
Custódio de Mello
Nascimento 9 de junho de 1840
Salvador
Morte 15 de março de 1902 (61 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação Militar, político
Contra-Almirante Custódio de Mello, então Ministro da Marinha.
Constituição brasileira de 1891, página da assinatura de Custódio de Mello (vigésima segunda assinatura). Acervo Arquivo Nacional

Custódio José de Mello (Salvador, 9 de junho de 1840Rio de Janeiro, 15 de março de 1902) foi um militar da Marinha e político brasileiro.

Como oficial da Armada Imperial Brasileira, em 1881, serviu na Europa com a função de adido militar.

Após a proclamação da República brasileira, em 15 de novembro de 1889, foi um dos líderes das Revoltas da Armada de 1891 e 1893. Nesse contexto, em 23 de novembro de 1891 ameaçou bombardear o Distrito Federal caso o então presidente da república, marechal Deodoro da Fonseca, não restaurasse as condições políticas do país, impostas pelo Golpe de Três de Novembro. Este fato foi a gota d'água para a renúncia de Deodoro ao cargo de presidente.[1]

Sob a presidência de Floriano Peixoto exerceu os cargos ministro da Marinha, de 23 de novembro de 1891 a 30 de abril de 1893, da Guerra, de 2 de fevereiro a 2 de março de 1892, e de ministro interino das Relações Exteriores, de 22 de junho a 11 de dezembro de 1892.

Foi pai do arquiteto Heitor de Mello.[2]

Referências

Ligações externasEditar