Abrir menu principal

Cv Ipiranga (V-17)

Cv Ipiranga (V-17)
Carreira
Operador Marinha do Brasil
Fabricante C.C. Sheepsbower & Gashonder Bedriff Jonker & Stans
Batimento de quilha 17 de Outubro de 1953
Lançamento 26 de Junho de 1954
Descomissionamento 3 de Outubro de 1983
Estado afundado
Características gerais
Tipo de navio Corveta
Deslocamento 911 ton (padrão), 1.025 ton (carregado)
Comprimento 55,72 m
Boca 9,55 m
Calado 3,61 m
Propulsão 2 motores diesel Sulzer 6TD36 de 6 cilindros e 1.080 bhp cada, acoplados diretamente a 2 eixos com hélices de passo fixo
Velocidade máxima de 16 nós; máxima constante 14 nós
Armamento 1 canhão de 3 pol. (76,2 mm/50) Mk 26, 4 metralhadoras Oerlikon Mk 10 de 20 mm/70 em reparos singelos
Tripulação 64 homens, sendo 6 oficiais e 58 praças

A Cv Ipiranga (V-17) é um navio tipo corveta da Marinha do Brasil.

A Corveta Ipiranga foi o quarto navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, ao riacho histórico de São Paulo em cujas margens, simbolicamente, teria sido declarada a Independência do Brasil.

Classe Imperial MarinheiroEditar

As corvetas Classe Imperial Marinheiro foram idealizadas e mandadas construir pelo Almirante Renato de Almeida Guillobel, em sua gestão a frente do Ministério da Marinha. Foi construída pelo estaleiro C.C. Sheepsbower & Gashonder Bedriff Jonker & Stans, em Roterdã, Países Baixos. Teve sua quilha batida em 17 de outubro de 1953, foi lançada ao mar em 26 de junho de 1954 e foi incorporada em 6 de janeiro de 1955. Naquela ocasião, assumiu o comando, o capitão-de-corveta Ediguche Gomes Carneiro.

A (V-17) sofreu um acidente de navegação e afundou a 62 m de profundidade perto da ilha de Fernando de Noronha, tornando-se um dos mergulhos mais conhecidos da região e do Brasil. O batimento da quilha ocorreu em 17 de outubro de 1953. Foi incorporada à Armada Brasileira em 1955. Em 1983, naufragou, durante uma comissão em Fernando de Noronha. Seus destroços encontram-se numa profundidade de aproximadamente 62 metros.

CaracterísticasEditar

  • Tração Estática: 18 toneladas. Cabo de reboque de 500 m e aparelhada para o lançamento do sistema "Beach Gear".
  • Eletricidade: 2 geradores diesel de 160 kW e 1 gerador diesel de reserva de 75 kW. alternadores.
  • Combustível: 135 tons.
  • Velocidade: máxima mantida de 12 nós.
  • Raio de Ação: 15.000 milhas náuticas.
  • Sensores: 1 radar de navegação.
  • Equipamentos: Máquina de reboque instalada no convés principal. Bem como equipamento de Combate a Incêndios e Controle de Avarias fixo e móvel.

Ver tambémEditar