Daddy Long Legs

filme de 1955 dirigido por Jean Negulesco

Daddy Long Legs (br: Papai Pernilongo; pt: Papá das Pernas Altas) é um filme estadunidense de 1955 do gênero Comédia Musical, dirigido por Jean Negulesco. As músicas são de Johnny Mercer. O roteiro é de Phoebe Ephron e Henry Ephron, vagamente baseado em livro chamado "Daddy-Long-Legs" de Jean Webster. Foi o primeiro de três filmes seguidos de Fred Astaire que tiveram a França como tema. Os outros foram Funny Face e Silk Stockings, influenciados pelo entusiasta daquele país Gene Kelly, que em 1951 havia feito sucesso com o musical An American in Paris, também com a participação de Leslie Caron.

Daddy Long Legs
Papá das Pernas Altas (PRT)
Papai Pernilongo (BRA)
 Estados Unidos
1955 •  cor •  126 min 
Direção Jean Negulesco
Roteiro Henry Ephron
Phoebe Ephron
Jean Webster (romance)
Elenco Fred Astaire
Leslie Caron
Terry Moore
Thelma Ritter
Género comédia musical
Idioma inglês

Elenco PrincipalEditar

SinopseEditar

O despreocupado milionário americano e amante do jazz e bateria de meia-idade Jervis Pendleton III, vai à França como membro de uma missão de negócios. Durante a viagem, o carro enguiça e Jervis sai em busca de um telefone. Ele vai parar em um orfanato, onde se encanta com a graciosa jovem órfã de 18 anos, Julie Andre, que não o vê. Ele então resolve ajudar a moça e através do consulado, lhe oferece uma bolsa de estudos completa para que ela curse uma faculdade da Nova Inglaterra. Julie quer saber quem é o benfeitor, mas só lhe dizem que ele prefere ficar anônimo. A única exigência de Jervis é a de que ela lhe escreva uma vez por mês, contando como estão seus estudos. As outras crianças o viram e descrevem para Julie como um "velho de pernas longas, como um pernilongo". Ao chegar na faculdade, ela fica amiga da sobrinha de Jervis, Linda, e passa a lhe escrever mensalmente, chamando-o de "Papai Pernilongo". Jervis não lhe responde e se esquece da garota, mas seus empregados Griggs e Alícia se comovem com as cartas e querem que o patrão escreva em resposta. Jervis então finalmente lê as cartas (depois de dois anos) e resolve se encontrar com a garota através da sobrinha, sem lhe dizer que é o benfeitor anônimo.

IndicaçõesEditar

ReferênciasEditar

  1. «NY Times: Daddy Long Legs». NY Times. Consultado em 22 de dezembro de 2008 
  • Fred Astaire: Steps in Time, 1959, múltiplas reedições.
  • John Mueller: Astaire Dancing - The Musical Films of Fred Astaire, Knopf 1985, ISBN 0-394-51654-0

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Daddy Long Legs