Abrir menu principal
Daniel Dipp
Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul
Período 1955 até 1963
Prefeito de Passo Fundo
Período 1º de janeiro de 1952
até 2 de janeiro de 1955
Deputado Estadual do Rio Grande do Sul
Período 3 de março de 1951
até 31 de janeiro de 1955
Dados pessoais
Nascimento 11 de julho de 1914 (105 anos)
Passo Fundo
Morte 25 de novembro de 1987 (31 anos)
Passo Fundo
Partido PTB (1945 – 1960)
MTR (1960 – 1965)
MDB (1965 – 1979)
PDT (1979 – 1987)

Daniel Dipp (11 de julho de 1914 — 25 de novembro de 1987) foi um advogado e político brasileiro.

Foi casado com Helena Langaro Dipp e é pai do jurista Gilson Langaro Dipp e do engenheiro e político Airton Langaro Dipp.

Formado na Faculdade de Direito de Porto Alegre, iniciou sua carreira política aos 30 anos, quando foi eleito vice-prefeito de Passo Fundo[1]

Ao final do mandato, foi eleito, em 3 de outubro de 1950, deputado estadual, pelo PTB, para a 39ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, de 1951 a 1955.[2]

Ainda deputado, concorreu e foi eleito prefeito de Passo Fundo, em cujo cargo permaneceu de 1º de janeiro de 1952 a 2 de janeiro de 1955.[1] Eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul, em 1954 e reeleito em 1958, todos os mandatos pelo PTB.[1]

Foi um dos líderes do Movimento Trabalhista Renovador, de Fernando Ferrari, pelo qual, na eleição de 1962, ficou somente com a segunda suplência, tendo novamente se candidatado sem sucesso em 1966 e 1970.[1]

Referências

  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.