Daniel Teklehaimanot

ciclista eritreu
Daniel Teklehaimanot
2e étape du Tour de l'Ain 2018 à Saint-Trivier-de-Courtes - 10.JPG
Informação pessoal
Nome nativo Daniel Teklehaimanot
Nascimento 10 de novembro de 1988 (10 de novembro de 1988 anos)
Debarwa
Estatura 1.88 m
Cidadania Eritreia
Ocupação Ciclista desportivo (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Informação equipa
Desporto Ciclismo
Disciplina Estrada
Função EscaladorVisualizar e editar dados no Wikidata
Equipas amador
2009-2010

2011
Combinado misto da UCI
Selecção da Eritreia
Equipas profissionais
2008
2010
2012-2013
2014-2017
2018
Amore & Vita-McDonald's
Cervélo Test Team
Orica-GreenEDGE
MTN-Qhubeka/Dimension Data
Cofidis, Solutions Crédits
Maiores vitórias
Campeonato Africano em Estrada Gold medal with cup.svg (2010)
Campeonato Africano Contrarrelógio Gold medal with cup.svgx4 (2010, 2011, 2012 e 2013)
Campeonato da Eritreia em Estrada Gold medal with cup.svg MaillotEritrea2.jpg x3 (2008, 2012 e 2016)
Campeonato da Eritreia Contrarrelógio Gold medal with cup.svg MaillotEritrea2.jpg x5 (2011, 2012, 2015, 2016 e 2018)
Estatísticas
Daniel Teklehaimanot no ProCyclingStats


Daniel Teklehaimanot Girmazion (Debarwa, 10 de novembro de 1988) é um ciclista profissional eritreio.

BiografiaEditar

Depois de ser um dos ciclistas da África negra mais destacados do seu continente estreiou como profissional na modesta equipa Amore & Vita-McDonald's no final de 2008 ainda que não chegou a disputar nenhuma carreira oficial na Europa. A partir daí foi "recrutado" pelo Centro de Ciclismo Mundial da UCI em Aigle (Suíça) para formá-lo como ciclista e seguir a sua progressão, se dando a conhecer internacionalmente ao finalizar 6º no Tour de l'Avenir de 2009 com o combinado misto da UCI, com apenas 20 anos quando os corredores que estiveram por adiante dele tinham de 21 a 23 anos. Com esse combinado além de carreiras profissionais da Copa das Nações combinou provas amadoras conseguindo alguma vitória na Europa.[1]

No final de 2010 foi contratado pela equipa Cervélo Test Team disputando as clássicas italianas do G. P. Bruno Beghelli e Grande Piemonte e a francesa da Châteauroux Classic de l'Indre com discretos resultados mas podendo acabar as três provas.

Quando os seus compromissos desportivos na Europa lho permitem segue disputando o calendário ciclista africano onde é um dos grandes dominadores. Por exemplo no 2010 foi triplo campeão da África: contrarrelógio por equipas, contrarrelógio e em estrada.

A 9 de agosto de 2011 confirmou-se o seu contrato para 2012 pela equipa australiano do GreenEDGE[2] convertendo-se no primeiro ciclista profissional do África negra em correr na máxima categoria do ciclismo e numa Grande Volta (Volta a Espanha de 2012).

Para a temporada de 2013 o eritreio teve problemas com os vistos e só pôde participar no Critérium do Dauphiné, e na Clássica de Ordizia, a qual ganhou atacando nos últimos 2,5 km surpreendendo aos oito ciclistas que o acompanhavam em fuga.[3]

Em 2014 alinha pela equipa africana MTN Qhubeka. Um ano mais tarde, a equipa é convidada ao Tour de France de 2015.

PalmarésEditar

2008

2010

2011 (como amador)[5]

2012

2013

2015

2016

2017

2018

Resultados nas Grandes Voltas e Campeonatos do MundoEditar

Carreira 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019
Giro d'Italia - - - - - - - - - 111º - -
Tour de France - - - - - - - 49º 85º - - -
Volta a Espanha - - - - 146º - 47º - - - - -
Mundial em Estrada   - - - 143º - Ab. - - Ab. - - Ab.
Mundial Contrarrelógio   - - - - - 54º - - - - - -

-: não participa
Ab.: abandono

EquipasEditar

Notas e referênciasEditar

  1. todociclismo.com, ed. (23 de março de 2010). «Daniel Teklehaimanot deja su marca en Francia». Consultado em 29 de novembro de 2010. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2010 
  2. Daniel Teklehaimanot: Do Centro Mundial de Ciclismo da UCI a GreenEdge
  3. O eritreo Daniel Teklehaimanot deu a surpresa em Ordizia
  4. Esta vitória profissional a conseguiu como amador na equipa aficionada do Combinado misto da UCI mas se indicam dado que alguma delas durante esse ano se as conseguiu como profissional.
  5. Estes resultados profissionais os conseguiu como amador mas se indicam dado que algum deles são de especial relevância.
  6. Até a 30 de setembro.
  7. Desde 1 de agosto como stagiaire (aprendiz a prova).

Ligações externasEditar