Abrir menu principal

Wikipédia β

Daniel de Oliveira

NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde agosto de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Daniel de Oliveira (Belo Horizonte, 19 de junho de 1977) é um ator e dublador brasileiro.

Daniel de Oliveira
O ator em 2004, durante as gravações de
Cazuza - O Tempo não Para.
Nome completo Daniel de Oliveira
Nascimento 19 de junho de 1977 (40 anos)
Belo Horizonte, MG
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Ator e dublador
Atividade 1998–presente
Cônjuge Vanessa Giácomo (2004–2012) Sophie Charlotte (2015–presente)
IMDb: (inglês)

Índice

BiografiaEditar

Nascido em Belo Horizonte, estreou como ator em 1998, quando um comercial lhe abriu as portas para participar da novela Brida, na extinta Rede Manchete. Antes disso, já havia participado de diversas peças teatrais na capital mineira, chegando, inclusive, a fundar um grupo teatral com os amigos.

No ano seguinte, transferiu-se para a Rede Globo, onde permanece até os dias atuais com contrato de exclusividade, e, atuou no seriado teen Malhação, como o coprotagonista Marquinhos. Entre outros conflitos, seu personagem envolveu-se com o mundo das drogas e ainda engravidou uma adolescente.

Em 2000, estreou nas telonas com o filme O Circo das Qualidades Humanas, interpretando Bosco, um dependente químico. Depois, participou da novela A Padroeira, onde encarnou um padre, Gregório, que chegou à cidade fictícia da trama para substituir um outro padre, morto cruelmente pelo antagonista da novela, Fernão. Seu personagem, assim como outros, chegava à história já com uma certa frente de capítulos exibidos, na tentativa de alavancar a audiência do folhetim.

Posteriormente, manteve-se recluso da TV e da mídia por cerca de três anos, quando retornou na minissérie Um Só Coração, como Bernardo, filho do poderoso fazendeiro de café Coronel Totonho, que o rejeita por considerá-lo fruto de uma traição de sua falecida esposa. A consagração foi alcançada nesse mesmo ano, quando esteve em cartaz com o longa Cazuza - O Tempo Não Pára, de 2004, em que deu vida ao cantor Cazuza. Esse trabalho impulsionou sua carreira e representa um verdadeiro marco em sua vida profissional. Pela sua atuação recebeu diversos prêmios e se tornou conhecido em todo o Brasil. No filme, para viver o protagonista emagreceu onze quilos e aprendeu trejeitos do cantor nos palcos, aparecendo em alguns momentos da película cantando sem dublagem.

No mesmo ano, colhendo os bons frutos derivados do sucesso de crítica do filme que narrou parte da história de vida do cantor Cazuza, foi promovido a galã global. No remake de Cabocla, viveu seu primeiro protagonista em novelas o mulherengo Luís Jerônimo, que após descobrir estar muito doente, vai passar uma temporada na fazenda de um primo, numa cidadezinha do interior, onde conheceu Zuca, interpretada pela sua, na época, esposa Vanessa Giácomo.

Em 2005, esteve presente das duas temporadas da minissérie Hoje é Dia de Maria. Na primeira, interpretou um único personagem, o palhaço Quirino. Já na segunda, despontou em pelo menos dez personagens diferentes. Ainda nesse ano, no cinema, dublou o personagem-título do longa de animação O Galinho Chicken Little, da Disney.

Em 2006, vive seu segundo protagonista na novela Cobras & Lagartos, como o office-boy Duda, que após iniciar um relacionamento afetivo com a perfumista Bel, herda uma fortuna do avô da moça, Omar Pasquim, que para evitar que o dinheiro caia em mãos erradas, decide deixar tudo o que tem para um desconhecido. Também nesse ano, no cinema, deu vida a mais duas importantes personalidades brasileiras: Stuart Edgard Angel Jones, filho da estilista Zuzu Angel, torturado e morto durante a ditadura militar, e Santos Dumont; participações feitas respectivamente nos filmes Zuzu Angel e 14 Bis. E ainda, dublou o pinguim Mano, na animação Happy Feet, que teve a voz de Elijah Wood na versão original.

Em 2007, esteve em cartaz com o polêmico filme Batismo de Sangue, onde interpretou o papel do religioso Frei Beto, que junto a outros religiosos, e, em represália à ditadura miliar da década de 1960, envolveu-se com um grupo guerrilheiro, sendo perseguido e torturado pela polícia. Ainda em 2007, foi o antagonista principal da novela Desejo Proibido, Henrique, o primeiro vilão de sua carreira. Na trama, seu personagem é um jovem inescrupuloso, mimado e sem moral, neto da poderosa fazendeira Cândida, mulher que também não mede esforços para conseguir o que quer. Acostumado a ter tudo, alia-se à ambiciosa enfermeira Raquel, ao sentir-se ameaçado com a aproximação da doce Laura ao padre Miguel.

Em 2008, integrou o elenco da minissérie Som & Fúria, que narra os bastidores de duas companhias de teatro numa montagem de Hamlet. Nesse trabalho, representou um ator vindo da televisão para protagonizar a peça, dentro da política de popularização do teatro, e, que sofre o preconceito dos atores mais velhos da companhia. No entanto, o lançamento da minissérie só aconteceu no final do primeiro semestre de 2009.

Também em 2008, recusou o convite para viver um dos personagens centrais da novela Negócio da China, sendo substituído pelo ator Thiago Fragoso. Em seguida, gravou o embrião da série Decamerão - A Comédia do Sexo, exibido na programação de final de ano da Globo, em janeiro de 2009. No cinema, esteve em cartaz com o filme A Festa da Menina Morta, em que interpretou o jovem Santinho, rapaz que tem o dom de transmitir os recados através de sua própria fala de uma menina desaparecida.

Em 2009, novamente recusou participação em uma novela da emissora, Tempos Modernos, onde viveria o protagonista, personagem que ficou a cargo do ator Thiago Rodrigues. No segundo semestre desse ano, voltou a aparecer na série Decamerão - A Comédia do Sexo, que entrou para a grade fixa do canal numa temporada de quatro episódios. Ainda esse ano, filmou o longa 400 Contra 1 - Uma História do Crime Organizado, que narra a história da facção Comando Vermelho.

Em 2010, pôde ser visto no horário nobre da Rede Globo, em Passione, como o ambicioso Agnello, filho do protagonista Totó, que apaixona-se pela socialite Stella, porém vê-se dividido ao conhecer sua filha, Lorena. Em 2012, protagonizou ao lado de Fernanda Montenegro o telefilme Doce de Mãe, interpretando o morador de rua Jesus.[1] Em 2014, volta na série homônima, interpretando novamente Jesus. [2] No mesmo ano, é escalado para o remake de O Rebu, substituindo Marco Pigossi. [3][4]

Em 2015 interpreta Chico, na série Amorteamo. [5][6] Com o personagem soldado Guimarães, participou ainda do filme Estrada 47, filme de 2015 escrito e dirigido por Vicente Ferraz, baseado em fatos reais, sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. [7] Ao lado de Bruna Marquezine e Letícia Colin, co-protagoniza em 2016 a série Nada Será Como Antes. Em 2017, junto com a esposa, são protagonistas da supersérie da TV Globo, Os Dias Eram Assim, no horário das vinte e três horas.

Vida PessoalEditar

Foi durante a novela Cabocla, que iniciou um affair com a intérprete de seu par romântico, Vanessa Giácomo com quem casou-se e teve dois filhos: Raul, nascido em 2008, e, Moisés, nascido em 2010, até que, em 2012, o casal se separou.[8]

Em maio de 2014, Daniel assumiu relacionamento com a atriz Sophie Charlotte e em 6 de dezembro de 2015 eles se casaram em Niterói.

Em 14 de março de 2016, nasceu no Rio de Janeiro, de parto normal, as oito horas da manhã, o terceiro filho de Daniel e primeiro de Sophie, o menino Otto.

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Papel Nota
1998 Brida Marcos/Marquinhos
1999–01 Malhação Marcos Almeida (Marquinhos) Temporadas 67
2001 A Padroeira Padre Gregório
2004 Um Só Coração Bernardo Sousa Borba
2004 Cabocla Luís Jerônimo
2005 Hoje É Dia de Maria Palhaço Quirino
2005 Hoje É Dia de Maria - Segunda Jornada Cavaleiro do Fogo/Cavaleiro da Noite/São Jorge
2006 Cobras & Lagartos Daniel Salgado Miranda (Duda)
2007 Desejo Proibido Henrique Novais de Toledo
2009 Decamerão - A Comédia do Sexo Filipinho
2009 Som & Fúria Jacques Maya
2010 Passione Agnello Mattoli
2012 A História do Amor Vários Quadro do Fantástico
2012 Doce de Mãe Jesus Medeiros Especial de Fim de Ano
2014 Doce de Mãe Jesus Medeiros [9]
2014 O Rebu Bruno Ferraz [10][11]
2015 Amorteamo Chico
2016 Nada Será Como Antes Otaviano Azevedo
2017 Os Dias Eram Assim Vitor Dumonte [12]

CinemaEditar

Ano Título Papel
2000 O Circo das Qualidades Humanas Bosco
2004 Cazuza - O Tempo Não Pára Cazuza
2004 A Dona da História Paulinho Oliveira
2006 Zuzu Angel Stuart Angel
2006 14 Bis Alberto Santos Dumont
2007 Batismo de Sangue Frei Beto[13] [14]
2008 A Festa da Menina Morta Santinho
2008 Mais Uma História No Rio Rodolfo Guerra
2009 Jean Charles Marcelo
2009 Som e Fúria: O Filme Jacques Maia
2010 400 Contra 1 - Uma História do Crime Organizado William da Silva Lima
2012 Boca Hiroito Joanides
2014 Latitudes José [15]
2015 Sangue Azul Zolah [16]
2015 Romance Policial Antônio [17]
2015 Estrada 47 Soldado Guimarães [18]
2015 Órfãos do Eldorado Arminto Cordovil [19]
2017 10 Segundos Éder Jofre [20]
2017 Aos Teus Olhos Rubens [21]

DublagemEditar

Ano Título Papel
2005 O Galinho Chicken Little Galinho
2006 Happy Feet Mano
2010 31 Minutos Juanín
2011 Happy Feet Two Mano
2011 Gnomeu e Julieta Gnomeu[22]

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
2004 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Ator Cazuza - O Tempo Não Pára Venceu
2004 Troféu APCA Melhor Ator Venceu
2004 Festival de Cinema Brasileiro de Miami Melhor Ator Venceu
2004 Prêmio do Festival de Cinema Ibero-Americano LaCinemaFe Melhor Ator Venceu
2005 Grande Prêmio Cinema Brasil Melhor Ator Venceu
2005 Prêmio ACIE de Cinema[23] Melhor Ator Venceu
2005 Cineport[24] Melhor Ator Venceu
2005 Prêmio Contigo! de TV Melhor Ator Cabocla Indicado
2005 Prêmio Contigo! de TV Par Romântico (com Vanessa Giácomo) Indicado
2005 Troféu Imprensa[25] Revelação do Ano Indicado
2006 Meus Prêmios Nick Ator Favorito Cobras & Lagartos Indicado
2007 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Ator Coadjuvante Zuzu Angel Venceu
2008 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional[26] Melhor Ator Coadjuvante Batismo de Sangue Indicado
2008 Festival de Gramado Melhor Ator A Festa da Menina Morta Venceu
Festival do Rio Melhor Ator Venceu
2009 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Ator Venceu
2010 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[27] Melhor Ator Indicado
2010 Prêmio ACIE de Cinema [28] Melhor Ator Indicado
2011 Brazilian Film Festival of Toronto Melhor Ator Boca Venceu
2013 Prêmio ACIE de Cinema [29] Melhor Ator Indicado
2013 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[30] Melhor Ator Indicado
2015 Prêmio Contigo! de TV [31] Melhor Ator O Rebu Indicado
2015 Prêmio Quem de Cinema [32] Melhor Ator A Estrada 47 Indicado
2016 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2016 [33] Melhor Ator Indicado
2016 Festival de Cinema de Los Angeles [34] Melhor Ator Órfãos do Eldorado Venceu

Referências

  1. Rede Globo (5 de dezembro de 2012). «Doce de Mãe: Daniel de Oliveira vive um mendigo gato em telefilme». Rede Globo > fim de ano. Consultado em 6 de abril de 2014 
  2. GShow (6 de fevereiro de 2014). «Repaginado! Personagem de Daniel de Oliveira muda o visual radicalmente». Extras - Doce de Mãe. Consultado em 6 de abril de 2014 
  3. Leonardo Azzali (6 de abril de 2014). «Caio Castro recusa ser par romântico de Isis Valverde; saiba mais». RD1. Consultado em 6 de abril de 2014 
  4. Marcelle Carvalho (13 de julho de 2014). «Daniel de Oliveira volta às novelas e elogia 'O rebu', nova trama das 11: 'Não é um projeto caretinha'». Extra. Consultado em 12 de outubro de 2014 
  5. Fernanda Guerra (3 de maio de 2015). «"Pernambuco é uma gangue", brinca Daniel de Oliveira, em entrevista sobre Amorteamo». Diário de Pernambuco. Consultado em 7 de maio de 2015 
  6. Keila Jimenez (8 de abril de 2015). «Daniel de Oliveira fará 'Amorteamo'». Quem. Outro Canal. Consultado em 7 de maio de 2015 
  7. «A Estrada 47 : Elenco, atores, equipe técnica, produção». AdoroCinema. Consultado em 20 de julho de 2017 
  8. «Recém-separados, Daniel de Oliveira e Vanessa Giácomo curtem tarde com os filhos». Caras. 19 de julho de 2012. Consultado em 1 de agosto de 2012 
  9. «Minissérie 'Doce de Mãe' estreia no final do mês». Veja. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  10. Fernando Oliveira (22 de abril de 2014). «Daniel de Oliveira será a vítima no remake de 'O Rebu'». Mundo da TV - R7. Consultado em 22 de abril de 2014 
  11. Gshow (17 de junho de 2014). «Veja a primeira foto de Daniel de Oliveira nos bastidores de 'O Rebu'». Extras - O Rebu. Consultado em 17 de junho de 2014 
  12. «Elenco de supersérie da Globo tem Sophie Charlotte, Susana Vieira e mais; confira!». Gshow. 7 de fevereiro de 2017. Consultado em 22 de fevereiro de 2017 
  13. Batismo de Sangue, acesso em 20 de julho de 2016.
  14. 'Batismo de Sangue' conta a história do envolvimento de frades dominicanos na luta contra o regime militar, acesso em 20 de julho de 2016.
  15. «Alice Braga e Daniel de Oliveira estrelam filme feito para internet, tv e cinema». IG. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  16. «Sangue Azul - Críticas da imprensa». AdoroCinema. Consultado em 23 de setembro de 2015 
  17. «Daniel de Oliveira protagoniza o filme 'Romance policial', de Jorge Durán». Uol. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  18. «A Estrada 47 - Filme 2012 - AdoroCinema». adorocinema.com. Consultado em 22 de março de 2014 
  19. «'Órfãos do Eldorado', inspirado no livro de Milton Hatoum, chega às telonas». Cultura Estadão. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  20. «Daniel Oliveira vive Éder Jofre em biografia». Omelete Uol. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  21. «Termina o set de 'Aos Teus Olhos', longa estrelado por Daniel de Oliveira». Globo Filmes. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  22. «DANIEL OLIVEIRA, VANESSA GIÁCOMO E INGRID GUIMARÃES DUBLAM "GNOMEU & JULIETA"» 
  23. «Todas as edições do Prêmio ACIE de Cinema». Prêmio ACIE de Cinema. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  24. Cineport estréia em Minas Gerais. Jornal Correio do Brasil. Página visitada em 9 de Outubro de 2017.
  25. Troféu Imprensa 2004. Chance de Gol. Página visitada em 2 de Fevereiro de 2016.
  26. 'Tropa de elite' e 'Não por acaso' lideram indicações a prêmio de cinema. Extra. Página visitada em 9 de Outubro de 2017.
  27. «Confira a lista dos vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». Cenas de Cinema. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  28. «'É proibido fumar' é o vencedor do Prêmio ACIE de Cinema». O Globo. 6 de abril de 2010. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  29. «10 Prêmio ACIE de Cinema 2013: correspondentes internacionais escolhem melhores filmes brasileiros». Cultura RJ. 30 de abril de 2013. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  30. «Grande Prêmio do Cinema Brasileiro anuncia finalistas e votação popular». Cinema. 23 de outubro de 2013 
  31. «A lista completa de indicados ao Prêmio Contigo!». E! Online. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  32. «Melhor Ator de Cinema». Revista Quem. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  33. «Finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2016». Academia Brasileira. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  34. «José Loreto e Daniel de Oliveira empatam como melhor ator em Festival em Los Angeles». FilmeB. Consultado em 9 de outubro de 2017 

Ligações externasEditar