Daniele Gatti


Daniele Gatti (6 de novembro de 1961) é um maestro italiano.[1]

Daniele Gatti
Gatti no Palácio Quirinal (Roma)
Informação geral
Nome completo Daniele Gatti
Nascimento 6 de novembro de 1961 (59 anos)
Local de nascimento Milão
Itália
Ocupação(ões) Maestro
Período em atividade 1992 — Presente
Página oficial www.danielegatti

CarreiraEditar

Daniele Gatti foi o maestro principal da Orquestra da Academia Nacional de Santa Cecília em Roma entre 1992 até 1997. Em 1997 ele se tornou o diretor musical da Orquestra do Teatro Municipal de Bolonha. Ele também serviu como maestro convidado da Royal Opera House, Covent Garden. Em 2005, com Zubin Mehta e Christian Thielemann, Gatti foi convidado a conduzir um concerto em comemoração do quinquagésimo aniversário da reabertura e renovação da Ópera Estatal de Viena.

Sua estreia no Festival de Bayreuth foi com a produção de Stefan Herheim de Parsifal em 2008. Em 1994, Gatti fez sua estreia com a Orquestra Filarmônica Real. Depois do concerto, foi imediatamente oferecido-lhe a posição de maestro principal da orquestra e ele assumiu o cargo em 1996. Durante seu mandato com a orquestra, em 2004, ele adquiriu a primeira residência fixa da orquestra, o Cadogan Hall. Em Julho de 2007, Gatti foi apontado como o próximo diretor musical da Orquestra Nacional da França. Ele começou seu trabalho no posto em 2008. Em Junho de 2009 Gatti foi nomeado o próximo maestro principal da Ópera de Zurique, se efetivará em 2010 com um contrato inicial de três anos.

Gatti é casado com a celista Silvia Chiesa.

Referências

  1. Jeal, Eric (19 de setembro de 1999). «Subtle but confident». the Guardian (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2021 

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.