Dar al-Islam

Dar al-Islam é um termo árabe que significa "território islâmico". É utilizado no islão para classificar territórios sob controle muçulmano

É o conjunto dos territórios onde se aplica a lei islâmica (charia).

O resto do mundo, nessa visão, está sob controle infiel (não muçulmano) sendo conhecido como Dar al-Harb, "a casa da guerra" e segundo a tradição islâmica, os muçulmanos são obrigados a subjugar Dar al-Harb (qualquer território que não está sob controle islâmico) e transformá-lo em Dar al-Islam (em um território governado pelo Islã), esse processo foi realizado na maioria das vezes através da guerra, onde o papel principal do islã é subjugar os infiéis (adeptos de qualquer outra religião pagã[1] ou ateus) ao Islã, pois reivindica para si o status de única religião verdadeira.[2]

Dar al-Islam é também uma das três zonas em que os sábios islâmicos dividiram o mundo, segundo uma visão que remonta aos primórdios da expansão do islão a partir da Península Arábica, que contudo não se encontra no Alcorão. As outras duas zonas são Dar al-Muahadah ("terra de tratado", ou seja, as terras que se estabeleceram acordos com a terra do islão) e Dar al-Harb ("terra de guerra").

BibliografiaEditar

  1. J Wasserstein, David (24 de maio de 2012). «So, what did the Muslims do for the Jews?». www.thejc.com. Jew Chronical. Consultado em 17 de maio de 2021 
  2. Sookhdeo, Patrick. «Islam and Christianity: Why Muslims Dominate and Christians Suffer | Lausanne World Pulse Archives» (em inglês). Consultado em 8 de novembro de 2020