Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para jogo eletrônico de 2005, veja Darwinia (jogo eletrônico).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaDarwinia
DarwiniaFlower.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Myrtales
Família: Myrtaceae
Género: Darwinia
Espécies
Ver texto

Darwinia é um género botânico pertencente à família Myrtaceae, constituído por cerca de 30 a 60 espécies de arbustos de folhagem perene, endémico do sudeste e sudoeste da Austrália. A maioria provém do sul da Austrália Ocidental, mas algumas espécies ocorrem na Austrália Meridional, Nova Gales do Sul e em Victoria. O género recebeu o seu nome de Erasmus Darwin, avô de Charles Darwin.

As espécies de Darwinia crescem de 20 a 300 cm de altura, sendo algumas das espécies rasteiras (as de menor porte). As folhas são postas em pares decussados (ou alternados em algumas espécies), simples, pequenas, de aciculares a ovais, de 4 a 20 mm de comprimento, geralmente de textura coriácea e dura. As flores apresentam-se solitárias ou agrupadas, têm 2 a 30 cm de comprimento, com cinco pétalas vermelhas, brancas ou esverdeadas, com dez estames.

De difícil propagação por semente, é fácil o seu cultivo por estaca.

Muitas das espécies deste género estão ameaçadas de extinção, estando listadas como "em perigo" ou em estado "vulnerável" na Lista Nacional Australiana de Flora Ameaçada. Algumas práticas de desbravamento e de criação pecuária têm reduzido consideravelmente as áreas de distribuição natural das espécies. A recuperação ecológica tem sido dificultada devido à seca, mudança nos regimes naturais de incêndios e devido a infecções por oomicetos como o Phytophthora cinnamomi responsável pela morte das plantas.

EspéciesEditar

Referências bibliográficasEditar