Abrir menu principal

Datação absoluta

A datação absoluta é o processo de determinar uma idade em uma cronologia especificada em arqueologia e geologia. Alguns cientistas preferem o termo datação cronométrica, já que o uso da palavra "absoluta" implica uma certeza injustificada de precisão.[1][2] A datação absoluta fornece uma idade numérica ou intervalo em contraste com a datação relativa que coloca os eventos em ordem sem qualquer medida de idade entre os eventos.

Na arqueologia, a datação absoluta é geralmente baseada nas propriedades físicas, químicas e de vida dos materiais dos artefatos, edifícios ou outros itens que foram modificados por humanos e por associações históricas com materiais com datas conhecidas (moedas e história escrita). As técnicas incluem anéis das árvores na madeira, datação por radiocarbono da madeira ou ossos e métodos de datação com carga aprisionada, como a datação por termoluminescência de cerâmicas vidradas.[3] Moedas encontradas em escavações podem ter sua data de produção escrita nelas, ou pode haver registros escritos descrevendo a moeda e quando ela foi usada, permitindo que o local seja associado a um determinado ano civil.

Referências

  1. Evans, Susan Toby; David L., Webster, eds. (2001). Archaeology of ancient Mexico and Central America : an encyclopedia. New York [u.a.]: Garland. p. 203. ISBN 9780815308874 
  2. Henke, Winfried (2007). Handbook of paleoanthropology. New York: Springer. p. 312. ISBN 9783540324744 
  3. Kelly, Robert L.; Thomas, David Hurst (2012). Archaeology: Down to Earth Fifth edition. ed. [S.l.: s.n.] ISBN 9781133608646 

BibliografiaEditar

  • FAIRCHILD, T. et al. Em busca do passado do planeta: tempo geológico. In: TEIXEIRA, Wilson et al. org.
  • Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2000. 568p. il. p. 320-326.
  Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.