Abrir menu principal

Dave - Presidente por um Dia

(Redirecionado de Dave (filme))
Dave - Presidente por um Dia
Dave
 Estados Unidos
1993 •  cor •  110 min 
Direção Ivan Reitman
Produção Ivan Reitman
Lauren Shuler Donner
Roteiro Gary Ross
Elenco Kevin Kline
Sigourney Weaver
Frank Langella
Kevin Dunn
Ving Rhames
Ben Kingsley
Gênero comédia
Música James Newton Howard
Cinematografia Adam Greenberg
Edição Sheldon Kahn
Companhia(s) produtora(s) Northern Lights Entertainment
Lauren Shuler Donner Productions
Distribuição Warner Bros.
Lançamento Estados Unidos 7 de maio de 1993
Idioma inglês
Orçamento US$ 28 milhões[1]
Receita US$ 63.270.710 milhões[2]

Dave (br[3]/pt[4]: Dave - Presidente por um dia) é um filme estadunidense de 1993, do gênero comédia, realizado por Ivan Reitman, escrito por Gary Ross, e estrelado por Kevin Kline e Sigourney Weaver. Frank Langella, Kevin Dunn, Ving Rhames, Charles Grodin e Ben Kingsley aparecem em papéis coadjuvantes.

A produtora Lauren Shuler Donner e o roteirista Gary Ross se conheceram desde que assumiram uma classe na Stella Adler Studio of Acting na década de 1970, e em 1988 Ross contou a Shuler Donner sua ideia para Dave. Ela aprovou, e depois que a ideia foi rejeitada pelo estúdio para o qual ela foi contratada, a Warner Bros. comprou o projeto. Ross escreveu o roteiro enquanto trabalhava na campanha presidencial de Michael Dukakis. A produção esperou três anos para que Shuler Donner fosse liberada de seu contrato e que o diretor Ivan Reitman ficasse disponível.

De acordo com Reitman, a Warner Bros. queria que uma estrela de bilheteria retratasse o papel principal e que um executivo até sugeriu que Arnold Schwarzenegger fizesse o papel.[5] Ambos Warren Beatty e Kevin Costner também foram considerados para o papel. Na verdade, foi Beatty quem trouxe Dave à atenção de Reitman. Kevin Kline quase recusou o papel porque achava que ele estaria interpretando o mesmo personagem que ele interpretou em A Fish Called Wanda.[6] No entanto, Kline foi contratado para interpretar o protagonista, como Reitman considerou que ele tinha "um olhar presidencial" e ser um ator "que era dramaticamente forte e era leve em seus pés", como Kline não só estaria fazendo um papel duplo, mas o filme foi uma comédia que tratava de assuntos muito sérios. Reitman então ligou para Sigourney Weaver, com quem ele havia trabalhado em Ghostbusters, para o papel de primeira-dama dos Estados Unidos. Ross estava presente para a produção, já que ele estava interessado em iniciar uma carreira de direção também.[7][8] O set do Salão Oval do filme foi reutilizado mais de 25 vezes, para programas de televisão e filmes como The Pelican Brief, Hot Shots! Part Deux e Absolute Power.[9]

Dave estreou em segundo lugar nas bilheterias, atrás de Dragon: The Bruce Lee Story.[10][11] Mais tarde, saltou para o primeiro lugar, em seu segundo final de semana. No total, Dave arrecadou mais de US$ 63 milhões nas bilheterias domésticas, tornando-se um sucesso financeiro. Dave foi aclamado pela crítica e tem uma classificação de 95% com base em 55 avaliações coletadas no Rotten Tomatoes. O consenso no site afirma: "A refrescante comédia política de Ivan Reitman se beneficia de um roteiro discreto e charmoso e de uma apresentação animada de Kevin Kline".[12] Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, deu ao filme três estrelas e meia de quatro. Ebert elogiou a atuação do filme e escreveu: "Dave pega o enredo antigo sobre uma pessoa comum que é repentinamente colocada em uma posição de poder e encontra uma nova maneira de contá-lo. [...] Quando ouvi pela primeira vez essa história, Eu imaginei que Dave seria completamente previsível, eu estava errado. O filme é mais uma prova de que não é o que você faz, é como você faz: a direção de Ivan Reitman e o roteiro de Gary Ross usam inteligência e sentimento caloroso para fazer Dave em um maravilhoso entretenimento alegre. [...] Tanto Kline quanto Weaver são bons em interpretar personagens de considerável inteligência, e esse é o caso aqui. O filme pode ser construído em variações sutis do Idiot Plot (em que os personagens habilmente evitam tropeçar em conclusões óbvias), mas eles trazem qualidades tão especiais para seus personagens que quase acreditamos neles".[13]

Índice

SinopseEditar

Dave Kovic é um homem simples com um óptimo coração, que trabalha numa agência de empregos e faz tudo pelos seus clientes. Mas a sua vida sofre uma mudança brusca, pois Dave é um sósia praticamente perfeito de Bill Mitchell, o presidente dos Estados Unidos, e os serviços secretos pediram a Dave que faça uma rápida aparição pública enquanto o presidente resolve "importantes assuntos" com Randi, a sua secretária. Durante esta "reunião", Mitchell sofre um ataque cardíaco, que o deixa clinicamente morto.

Alan Reed, director de comunicações, avisa a imprensa que o presidente teve apenas um pequeno problema circulatório na cabeça e depressa estará recuperado. Entretanto, Bob Alexander, o chefe de gabinete, maquiavelicamente decidiu transformar a função de Dave de temporária em permanente, pois se contasse que o presidente está gravemente doente, Nance, o vice-presidente, assumiria o cargo.

O filme foi produzido por Warner Bros., Donner/Schuler-Donner Productions e Northern Lights Entertainment e distribuído por Warner Bros.

O argumento foi escrito por Gary Ross; a música é de James Newton Howard; a fotografia de Adam Greenberg; o desenho de produção de J. Michael Riva; a direcção de arte de David F. Klassen, o guarda-roupa de Richard Hornung e Ann Roth; a edição de Sheldon Kahn e os efeitos especiais de CIS Hollywood e EFilm.

ElencoEditar

Geneviève Robert, também conhecida como Geneviève Deloir, e Jason Reitman que são filho e esposa do diretor Ivan Reitman aparecem como esposa e filho do vice presidente.

CameosEditar

Políticos
Personalidades da mídia

Prémios e nomeaçõesEditar

Ross foi indicado ao Oscar 1994 por seu roteiro original. O desempenho de Kline foi indicado para melhor actor em comédia ou musical e de melhor filme de comédia ou musical. Charles Grodin recebeu o American Comedy Awards em 1994 de ator coadjuvante e Kline para melhor ator na mesma premiação.

O então presidente Bill Clinton aprovou o filme e deu a Ross um roteiro emoldurado, que Clinton havia autografado, escrevendo que era "um gracejo engraçado, muitas vezes preciso, da política". Clinton também deu a Ross uma foto de si mesmo segurando uma caneca de Dave.[14]

Reconhecimento do American Film Institute:

MusicalEditar

Um musical baseado no filme estreou no Arena Stage, em Washington, D.C., em julho de 2018. O livro foi escrito por Thomas Meehan e Nell Benjamin, com música de Tom Kitt.[16][17] A produção é dirigida por Tina Landau e é estrelada por Drew Gehling como Dave e Douglas Sills como Chefe do Estado-Maior Bob Alexander.[18]

Referências

  1. «AFI-Catalog». catalog.afi.com 
  2. «Dave». Box Office Mojo. Consultado em 29 de setembro de 2010 
  3. Dave - Presidente por um Dia (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  4. «Dave - Presidente por um Dia». DVDPT (Portugal) 
  5. «Dave: Kevin Kline and Ivan Reitman». Special Broadcasting Service. 12 de outubro de 1993. Consultado em 4 de fevereiro de 2018 
  6. King, Susan (7 de maio de 2018). «'Dave' at 25: Why Kevin Kline Initially Turned Down the Role and Ivan Reitman Walked Away From the Political Comedy». Variety (magazine). Consultado em 23 de junho de 2018 
  7. «Ivan Reitman and Lauren Shuler Donner DAVE Blu-ray Interview». Collider. Consultado em 10 de maio de 2013 
  8. Priggé, Steven (2004). Movie Moguls Speak: Interviews with Top Film Producers. Jefferson, North Carolina: McFarland & Company. p. 92. ISBN 0-7864-1929-6 
  9. Lee, Linda (13 de abril de 1997). «Oval Offices, by Way of Hollywood». The New York Times. Consultado em 10 de maio de 2013 
  10. Citron, Alan (11 de maio de 1993). «Bruce' and 'Dave's' Excellent Box Office». The Los Angeles Times. Consultado em 26 de outubro de 2010 
  11. Fox, David J. (11 de maio de 1993). «Weekend Box Office : 'Dragon' Makes 'Dave' Vice President». The Los Angeles Times. Consultado em 6 de janeiro de 2011 
  12. «Dave». Rotten Tomatoes. Flixster. Consultado em 8 de dezembro de 2017 
  13. Ebert, Roger (7 de maio de 1993). «Dave Movie Review & Summary (1993)». Chicago Sun-Times. Consultado em 8 de julho de 2016 
  14. Scott Kaufer (março de 2000). «Strange Bedfellows». Los Angeles Magazine. Books.google.com. Consultado em 10 de maio de 2013 
  15. «AFI's 100 Years...100 Laughs Nominees» (PDF) 
  16. «Dave - Productions - Shows / Tickets - Arena Stage». arenastage.org 
  17. «Starry Creative Team to Debut Musical Adaptation of Dave at Arena Stage» 
  18. Gans, Andrew. "World Premiere of 'Dave' Musical, Starring Drew Gehling and Mamie Parris, Opens at Arena Stage July 27" Playbill, 27 de julho de 2018

Ligações externasEditar