Abrir menu principal
Davey Hamilton
DaveyHamilton.jpg
Davey Hamilton antes da Indy 500 de 2007, primeira corrida após sua volta às pistas.
Informações pessoais
Nome completo David Jay Hamilton
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Nascimento 13 de junho de 1962 (57 anos)
Nampa, Idaho
Registros na IndyCar Series
Temporadas 1996–2001, 2007–2011
Equipes 8 (Foyt, Nienhouse, Galles,
TeamXtreme, Sam Schmidt, Vision,
Dreyer & Reinbold e Dragon)
Corridas 52
Títulos 0 (2º em 1996–97 e 1998)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 761
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP da Walt Disney World, 1996
Última corrida Estados Unidos GP do Texas (segunda corrida), 2011
Registros na Champ Car
Temporadas 1991, 1993, 1995
Equipes 2 (Senter Sculley e Hemelgarn)
Corridas 3 (0 largadas)
Títulos 0 (52º em 1995)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos Indy 500, 1991
(não-classificado)
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 1995
(não-classificado)

David Jay Hamilton (Nampa, 13 de junho de 1962) é um ex-piloto automobilístico estadunidense. Competiu regularmente na IndyCar (até então, IRL) entre 1996 e 2001. Foi vice-campeão da categoria em duas oportunidades (1996-97 e 1998).

CarreiraEditar

Com apoio de seu pai, o também piloto Ken Hamilton, Davey iniciou a carreira nas pistas de terra, ganhando vários títulos. Somente em 1991, aos 28 anos, começou a aparecer mais para o automobilismo. Tentou participar das 500 Milhas de Indianápolis com a equipe Usando um Lola-Buick da equipe Hemelgarn, não conseguiu uma vaga no grid.

Em 1993, com um Lola-Buick da Senter Sculley, ficou outra vez longe da classificação. Repetiu o fracasso dois anos depois, novamente pilotando um carro da Hemelgarn, ficando em quinto lugar no bubble-day. Esta edição das 500 Milhas foi a última corrida de Hamilton como piloto da CART.

IRLEditar

Reergueu-se na recém-criada IRL em 1996, competindo pela tradicional equipe Foyt, encerrando a primeira temporada da história da categoria em nono lugar. Nas duas temporadas seguintes, Hamilton surpreendeu ao obter o vice-campeonato em ambas.

Em 1999, Hamilton emplacou a quarta colocação na classificação geral da temporada, vencida por seu compatriota Greg Ray. A temporada de 2000 não foi tão bem-sucedida quanto as anteriores, terminando-a em vigésimo-terceiro.

O acidente no TexasEditar

Aos 38 anos, Hamilton disputaria sua última temporada como piloto regular da IRL, pela equipe Sam Schmidt. Sem o mesmo ritmo dos primórdios da categoria, tendo apenas um décimo-segundo lugar como melhor resultado, ele sofreu um dos acidentes mais graves da IRL antes da unificação com a Champ Car em 2008.

No GP do Texas, Davey se envolveria em uma batida durante disputa com Jeret Schroeder, que levaria o carro amarelo e vermelho do compatriota ao muro, quase atingindo o alambrado, e ainda envolveu Sarah Fisher, única mulher do grid na época. O Dallara-Oldsmobile bateu com tanta força que a frente ricocheteou e acertou o muro.

A batida fez com que um buraco se formasse no bico, e chegasse aos pés de Hamilton, que embora consciente sofria muito com as dores nas pernas, que estavam quebradas e os pés, também bastante comprometidos. Se não bastasse a dor nas pernas, ele já sofria com o final de seu casamento, ocorrido antes da corrida. Levado de helicóptero ao hospital, Hamilton estava em situação tão grave, que os médicos chegaram a optar em amputar os pés do piloto, mas mudaram de ideia e optaram em reconstruir os membros. Após 21 cirurgias e um ano em cadeira de rodas, Davey preferiu não continuar correndo, virando empresário de pilotos ainda em 2002.

Volta às pistasEditar

Cinco anos depois de sua aposentadoria, Davey resolveu voltar a correr. Sua primeira corrida após o regresso às corridas foi a Indy 500 de 2007, pela Vision Racing, e ele, aos 44 anos, terminou a lendária prova numa boa nona colocação. Desde então, participa de todas as edições da Indy 500, além de algumas provas.

Nas duas provas no circuito do Texas, o piloto teve a chance de apagar o acidente de dez anos atrás de sua memória. Terminou ambas em 25º e 27º lugares, respectivamente. Ele ainda participou do GP de Las Vegas, marcado pelo acidente fatal do inglês Dan Wheldon, que forçou o cancelamento da prova.

Hamilton tentou se inscrever para as 500 Milhas em 2012, a primeira com o novo chassi, mas a falta de recursos inviabilizou a participação do piloto, que encerraria definitivamente sua carreira.

Indy 500Editar

 
Hamilton treinando para as 500 Milhas de 2008
 
Hamilton antes dos treinos da Indy 500 de 2010, pela equipe Dragon.

Hamilton corre regularmente a Indy 500 desde 2007, ano de sua volta às pistas. Antes, falhou em duas tentativas (1993 e 1995), e de 1996 a 2001 participou dos grids da tradicional corrida, nunca sendo "bumpeado" a partir daquele momento.

Pelas equipes Vision, Dreyer & Reinbold e Dragon, o melhor resultado de Davey é o quarto lugar em 1998.

Parceria com Sam SchmidtEditar

Em março de 2012, Hamilton voltou à Sam Schmidt, desta vez como coproprietário da equipe, que passará a se chamar Schmidt/Hamilton Motorsports.

Vida pessoalEditar

Seu filho, Davey Jr. - também conhecido por D.J. Hamilton - , também é piloto e correu a rodada dupla de Laguna Seca em 2016, na Indy Lights.

Resultados na Indy 500Editar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.