Abrir menu principal
Davi
coimperador bizantino (césar)
Reinado 638-641
Antecessor(a) Heráclio e Constantino III
Sucessor(a) elevado a augusto
coimperador bizantino (augusto)
Reinado 641 (com Heraclonas e Constantino III)
Predecessor reinado como césar
Sucessor Constante II
 
Dinastia heracliana
Nascimento 7 de novembro de 630
Morte após 641
Pai Heráclio
Mãe Martina
Religião Cristianismo

Davi foi um nobre bizantino, filho do imperador Heráclio (r. 610–641) e sua segunda esposa, a imperatriz Martina (r. 613–641) e irmão de Fábio, Heraclonas, Marino, Teodósio, Augustina, Febrônia e Martina. Segundo Teófanes, o Confessor, nasceu em 7 de novembro de 630. Em 4 ou 7 de janeiro de 638, foi feito césar. Nessa cerimônia, celebrada no Augusteu, Heraclonas, Augustina e Martina foram coroados augusto e augusta.[1][2]

Essas coroações tinham como finalidade solidificar a dinastia reinante, porém não obtiveram o resultado esperado, trazendo mais controvérsia e ressentimento para o imperador.[2] De acordo com o Breviário do patriarca de Constantinopla Nicéforo I (r. 806–815), foi feito augusto com Constantino e Heraclonas em 641 e renomeado Tibério. No outono, contudo, foi derrubado, mutilado e exilado com Heraclonas, Marino e sua mãe Martina para Rodes.[3] Segundo João de Niquiu, ele teve seu nariz cortado.[4]

Ver tambémEditar

Precedido por
Heráclio e Constantino III
coimperador bizantino (césar)
638641
(com Heráclio, Heraclonas e Constantino III)
Sucedido por
elevação a augusto
Precedido por
reinado como césar
coimperador bizantino (augusto)
641
(com Heraclonas e Constantino III)
Sucedido por
Constante II

Referências

  1. Martindale 1992, p. 154; 390.
  2. a b Kaegi 2003, p. 266.
  3. Martindale 1992, p. 390.
  4. João de Niquiu século VII, CXX.52.

BibliografiaEditar

  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). «David 8». The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8