Abrir menu principal
David Scott
Nome completo David Randolph Scott
Nascimento 6 de junho de 1932 (86 anos)
San Antonio, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidosnorte-americano
Progenitores Mãe: Marian Davis
Pai: Tom William Scott
Cônjuge Ann Ott
Margaret Black
Filho(s)
  • Tracy
  • Douglas
Alma mater Universidade de Michigan
Academia Militar dos Estados Unidos
Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Ocupação
Serviço militar
Serviço Força Aérea dos Estados Unidos
Anos de serviço 1954–1975
Patente coronel
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 22d 18h 53min
Seleção Grupo 3 da NASA 1963
Tempo de AEV 20h 46min
Missões
Insígnia da missão Ge08Patch orig.png Apollo-9-patch.png Apollo 15-insignia.png
Aposentadoria 30 de setembro de 1977
Prêmios Medalha de Serviço
Distinto da NASA
(2)

David Randolph Scott (San Antonio, 6 de junho de 1932) é um ex-piloto, piloto de teste e astronauta norte-americano que foi para o espaço três vezes e tornou-se em 1971 a sétima pessoa a pisar na superfície da Lua. Ele se formou na Academia Militar dos Estados Unidos em 1954 e entrou para a Força Aérea, servindo como piloto de caça na Europa. Scott cursou a Escola Experimental de Pilotos de Teste da Força Aérea em 1963 e passou a trabalhar como piloto de teste, alcançando a patente de coronel e acumulando mais de cinco mil horas de voo em diferentes aeronaves de última geração.[1]

Scott foi selecionado astronauta em 1963 como parte do Grupo 3 da NASA. Ele foi para o espaço pela primeira vez em março de 1966 junto com Neil Armstrong a bordo da Gemini VIII, com a missão precisando ser abortada depois de dez horas por problemas nos propulsores da capsula espacial. Seu voo seguinte foi em março de 1969 na Apollo 9, quando passou dez dias em órbita junto com James McDivitt e Russell Schweickart realizando vários testes na espaçonave Apollo. Seu terceiro e último voo espacial foi como comandante da Apollo 15 em julho de 1971 ao lado de Alfred Worden e James Irwin, permanecendo três dias na superfície da Lua realizando experimentos científicos e colhendo amostras geológicas em Hadley–Apennine.[1]

A Apollo 15 foi considerada um grande sucesso, porém a imagem dos três astronautas foi manchada após seu retorno quando foi descoberto que eles tinham levado quatrocentas capas postais não-autorizadas para a Lua. Scott, Worden e Irwin foram repreendidos e nunca mais voaram para o espaço. Scott depois disso tornou-se diretor do Centro de Pesquisa de Voo Dryden até se aposentar da NASA em 1977. Desde então ele trabalhou em vários projetos e corporações relacionadas com o espaço, também atuando como consultor em algumas obras de ficção sobre o programa espacial dos Estados Unidos.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Bio» (PDF). NASA. Consultado em 20 abril 2019 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre David Scott