Abrir menu principal

Trajetória esportivaEditar

Jogos Olímpicos de 2008Editar

Radicada em São Caetano do Sul desde criança, com 11 anos de idade ganhou patrocínio para poder competir pelo país. Teve a sua primeira participação nas Olimpíadas de 2008 em Pequim. Aos 18 anos, conquistou a vaga olímpica na última seletiva brasileira, no Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro. Daynara obteve o feito nas eliminatórias dos 100 metros borboleta, onde anotou 59s30 - tempo cinco centésimos abaixo da marca da Fina. De quebra, bateu o recorde sul-americano de Gabriella Silva, de 59s79. Em Pequim, marcou o 34º tempo nos 100 metros borboleta.[1][2]

2009–12Editar

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2009 em Roma, ficou em décimo nos 100 metros borboleta, e foi à final dos 50 metros borboleta, terminando em oitavo lugar.[3] Na semifinal dos 50 metros borboleta, bateu o recorde sul-americano da prova, com 25s85.[4]

Em novembro de 2009, na etapa de Estocolmo do Circuito FINA da Copa do Mundo de Natação de Piscina Curta, bateu os recordes sul-americanos dos 100 metros borboleta (57s23 na eliminatória e 56s52 na final, em 10 de novembro)[5] e dos 50 metros borboleta (25s94, em 11 de novembro).[6]

Esteve no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2011 em Xangai, onde ficou em décimo lugar nos 50 metros borboleta,[7] 21º nos 100 metros borboleta,[8] 17º nos 4x100 metros medley[9] e 13º nos 4x100 metros livre.[10]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2011 em Guadalajara, obteve a medalha de prata nos 100 metros borboleta[11] e nos 4x100 metros livre,[12] além do bronze nos 4x100 metros medley.[13] Também ficou em nono lugar nos 100 metros livre.[14]

Jogos Olímpicos de 2012Editar

Participou de sua segunda Olimpíada nos Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres, onde ficou em 26º lugar nos 100 metros livre e 33º lugar nos 100 metros borboleta.[1]

2012–16Editar

No Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2012 em Istambul, ficou em 16º nos 50 metros borboleta,[15] décimo nos 100 metros borboleta[16] e décimo nos 4x100 metros medley.[17] Nas eliminatórias dos 4x100 metros medley, Daynara, junto com a equipe brasileira, bateu o recorde sul-americano com a marca de 3m57s66.[18]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2013 em Barcelona, na prova dos 4x100 metros livre, Daynara bateu o recorde sul-americano com o tempo de 3m41s05, junto com Larissa Oliveira, Graciele Herrmann e Alessandra Marchioro. O time brasileiro terminou em 11º lugar.[19][20] Ela também terminou em 15º lugar nos 100 metros borboleta,[21] 20º nos 50 metros borboleta [22] e 12º nos 4x100 metros medley, junto com Etiene Medeiros, Larissa Oliveira e Beatriz Travalon.[23]

No Campeonato Pan-Pacífico de Natação de 2014 em Gold Coast, na Austrália, terminou em quinto lugar no revezamento 4x100 metros livre, junto com Graciele Herrmann]], Etiene Medeiros e Alessandra Marchioro; quinto lugar no revezamento 4x100 metros medley, junto com Graciele Herrmann, Ana Carla Carvalho e Etiene Medeiros; 12º nos 100 metros borboleta, e 19º nos 50 metros livre.[24]

No Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2014 realizado em Doha, no Qatar, Daynara bateu o recorde sul-americano dos 50 metros borboleta na semifinal da prova, com a marca de 25s54 e terminou em oitavo lugar na final. Daynara também esteve em outras finais: ficou em quinto lugar nos 4x50 metros medley femininos (1m46s47, recorde sul-americano) em revezamento formado por Daynara, Etiene Medeiros, Ana Carla Carvalho e Larissa Oliveira; e obteve o sétimo lugar nos 4x100 metros livre femininos (3m33s93, recorde sul-americano), e o oitavo lugar na final dos 4x50 metros livre femininos (1m38s78, recorde sul-americano), ambos os revezamentos formados por Daynara, Daiane Oliveira, Alessandra Marchioro e Larissa Oliveira. Ela também nadou os 100m borboleta, onde terminou em 11º lugar.[25][26]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, no Canadá, Daynara ganhou duas medalhas de bronze em dois revezamentos brasileiros: nos 4x100 metros livre (neste, quebrando o recorde sul- americano, com o tempo de 3m37s39, junto com Etiene Medeiros, Graciele Herrmann e Larissa Oliveira)[27] e nos 4x100 metros medley (junto com Jhennifer Conceição, Etiene Medeiros e Larissa Oliveira).[28][29]. Ela também terminou em quarto lugar nos 100 metros borboleta.[30]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015, terminou em sexto lugar nos 4x100 metros livre misto,junto com Bruno Fratus, Matheus Santana e Larissa Oliveira, quebrando o recorde sul-americano com o tempo de 3m25s58;[31] nono lugar nos 4x100 metros medley misto, junto com Felipe Lima, Daiene Dias e João de Lucca[32][33]; 11º nos 4x100 metros livre, junto com Larissa Oliveira, Graciele Herrmann e Etiene Medeiros;[34] 13º nos 50 metros; borboleta[35] 14º nos 4x100 metros medley,[36][37] e 18º lugar nos 100 metros borboleta.[38][39]

Jogos Olímpicos de 2016Editar

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, terminou em 11º no revezamento 4x100 m livre do Brasil[40], 13º no revezamento 4x100m medley[41],e 16º nos 100m borboleta.[42]

RecordesEditar

Daynara é a atual detentora, ou ex-detentora, dos seguintes recordes:[43]

Piscina olímpica (50 metros)
  • Recordista sul-americana dos 50 metros borboleta: 25s85, obtidos em 31 de julho de 2009[4]
  • Ex-recordista sul-americana dos 100 metros borboleta: 59s30, obtidos em 7 de maio de 2008[44]
  • Recordista sul-americana dos 4x100 metros livre: 3m41s05, obtidos em 28 de julho de 2013, junto com Graciele Herrmann, Alessandra Marchioro e Larissa Oliveira
Piscina semi-olímpica (25 metros)
  • Recordista sul-americana dos 50 metros borboleta: 25s54, obtidos em 4 de dezembro de 2014
  • Ex-Recordista sul-americana dos 100 metros borboleta: 56s52, obtidos em 10 de novembro de 2009[5]
  • Recordista sul-americana dos 4x50 metros livre: 1m38s78, obtidos em 7 de dezembro de 2014, junto com Daiane Oliveira, Alessandra Marchioro e Larissa Oliveira
  • Recordista sul-americana dos 4x100 metros livre: 3m33s93, obtidos em 5 de dezembro de 2014, junto com Daiane Oliveira, Alessandra Marchioro e [[Larissa Oliveira
  • Recordista sul-americana dos 4x50 metros medley: 1m46s47, obtidos em 5 de dezembro de 2014, junto com Etiene Medeiros, Ana Carla Carvalho e Larissa Oliveira
  • Recordista sul-americana dos 4x100 metros medley: 3m57s66, obtidos em 14 de dezembro de 2012, junto com Fabíola Molina, Beatriz Travalon e Larissa Oliveira [18]

Referências

  1. a b c «Perfil no Sports Reference». Sports Reference. 2013. Consultado em 25 de março de 2013 
  2. a b «Perfil no UOL à época das Olimpíadas de Pequim 2008». UOL. 2008. Consultado em 27 de março de 2013 
  3. «Daynara de Paula fica em 8.ª na final dos 50 m borboleta». Estadão. 1 de agosto de 2009. Consultado em 27 de março de 2013 
  4. a b «Daynara de Paula avança à final dos 50 m borboleta». Estadão. 31 de julho de 2009. Consultado em 27 de março de 2013 
  5. a b «Kaio leva segundo ouro e Brasil já soma mais de 30 recordes». CBDA. 11 de novembro de 2009. Consultado em 27 de março de 2013 
  6. «Mais dez finais e outros sete recordes do continente». CBDA. 11 de novembro de 2009. Consultado em 27 de março de 2013 
  7. «Resultados dos 50m borboleta no Mundial de Xangai 2011». OmegaTiming. 29 de julho de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  8. «Resultados dos 100m borboleta no Mundial de Xangai 2011». OmegaTiming. 24 de julho de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  9. «Resultados dos 4x100m medley no Mundial de Xangai 2011». OmegaTiming. 30 de julho de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  10. «Resultados dos 4x100m livres no Mundial de Xangai 2011». OmegaTiming. 24 de julho de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  11. «Daynara de Paula bate na trave e conquista a prata nos 100m borboleta». Globoesporte. 15 de outubro de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  12. «Daynara volta à piscina e fecha o 4x100m livre com mais uma prata». Globoesporte. 15 de outubro de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  13. «Nado de peito decide, e brasileiras ficam com bronze no 4x100 medley». Globoesporte. 21 de outubro de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  14. «Tatiana Barbosa vai à final dos 100 m livre; Daynara para em eliminatória». Terra. 19 de outubro de 2011. Consultado em 27 de março de 2013 
  15. «Resultados dos 50m borboleta no Mundial de Istambul 2012». OmegaTiming. 13 de dezembro de 2012. Consultado em 27 de março de 2013 
  16. «Resultados dos 100m borboleta no Mundial de Istambul 2012». OmegaTiming. 15 de dezembro de 2012. Consultado em 27 de março de 2013 
  17. «Resultados dos 4x100m medley no Mundial de Istambul 2012». OmegaTiming. 14 de dezembro de 2012. Consultado em 27 de março de 2013 
  18. a b «Brasil encerra o ano com ouro, bronze e 13 finais em Istambul». CBDA. 16 de dezembro de 2012. Consultado em 27 de março de 2013. Arquivado do original em 19 de dezembro de 2012 
  19. «Chierighini se atrapalha na largada, mas Brasil vai à final dos 4x100m livres». SPORTV. 28 de julho de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  20. «Resultado dos 4x100m livres no Mundial de Barcelona 2013». OmegaTiming. 28 de julho de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  21. «Resultado dos 100m borboleta no Mundial de Barcelona 2013». OmegaTiming. 28 de julho de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  22. «Resultado dos 50m borboleta no Mundial de Barcelona 2013». OmegaTiming. 2 de agosto de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  23. «Resultado dos 4x100m medley no Mundial de Barcelona 2013». OmegaTiming. 4 de agosto de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  24. «Fratus é ouro nos 50m livre com recorde do Pan Pacifico». CBDA. 24 de agosto de 2014. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  25. «Resultados Completos do Mundial de Doha 2014». OmegaTiming. 8 de dezembro de 2014. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  26. «Doha dá ao Brasil a coroa em piscina curta». CBDA. 7 de dezembro de 2014. Consultado em 10 de dezembro de 2014 
  27. «Primeiro dia de 5 medalhas e 2 ouros para o Brasil, mas a festa foi canadense». Best Swimming. 15 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  28. «Como foi o último dia em Toronto». Best Swimming. 19 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  29. «Sem Thiago Pereira, revezamento brasileiro fecha natação com ouro». O Estado de S.Paulo. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  30. «Um dia para celebrar e esquecer». Best Swimming. 17 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  31. «Resultado dos 4x100m livres misto no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 8 de agosto de 2015. Consultado em 2 de setembro de 2015 
  32. «Resultado dos 4x100m medley misto no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 5 de agosto de 2015. Consultado em 5 de agosto de 2015 
  33. «Manhã 100% para o Brasil no quarto dia». Best Swimming. 5 de agosto de 2015. Consultado em 5 de agosto de 2015 
  34. «Resultado dos 4x100m livres no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  35. «Resultado dos 50m borboleta no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 7 de agosto de 2015. Consultado em 2 de setembro de 2015 
  36. «Resultado dos 4x100m medley no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 9 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  37. «Último dia de eliminatórias em Kazan». Best Swimming. 9 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  38. «Resultado dos 100m borboleta no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  39. «Manhã de altos e baixos na abertura da natação em Kazan». Best Swimming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  40. «Etiene Medeiros volta a nadar bem e avança nos 100m livre: "Saiu um peso"». Globoesporte. 10 de agosto de 2016. Consultado em 17 de agosto de 2016 
  41. «Etiene pega última vaga nas semis, e 4x100m medley avança após 36 anos». Globoesporte. 12 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  42. «Ao lado de João, Felipe vai à final dos 100m peito e afasta fantasma de 2012». Globoesporte. 6 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  43. «Recordes de natação femininos». CBDA. 2013. Consultado em 27 de março de 2013. Arquivado do original em 20 de novembro de 2012 
  44. «Nadadora atinge índice e bate recorde, mas marca dura somente um minuto». Globoesporte. 7 de maio de 2008. Consultado em 27 de março de 2013 

Ligações externasEditar