Ded Moroz

Ded Moroz[1] (em russo Дед Мороз, que significa "Avô Gelo") é um avatar do Papai Noel, secularizado na URSS sob o regime comunista. Ele existe desde 1945 em outros países da Europa Oriental no período comunista.

Ded Moroz na Eslovênia.
Ded Moroz em Veliky Ustyug

Ded Moroz traz presentes para as crianças, mas no Ano Novo e não no Natal (que não tem existência oficial e deixou de ser feriado na época comunista); ao contrário do Papai Noel, ele os traz não para as pessoas, mas para grupos (Pioneiros, Komsomols, Sovietes locais, comissões de trabalhadores, etc.) nos réveillons; ele também pode deixá-los ao pé da árvore do ano novo, em parques públicos. Ded Moroz é acompanhado por sua neta Snegurochka (em russo Снегурочка, que significa "pequena menina das neves" ou "fada das neves").

Sua aparência tradicional é próximo à do Papai Noel com um grande manto azul, às vezes branco ou vermelho, botas e uma longa barba. Especificamente, Ded Moroz usa uma capa arrastada, um gorro redondo de pele e valenki brancos ou botas altas (sapogi) e ornamentos de prata. Ele anda com um longo cajado que possui poderes mágicos e não conduz um trenó puxado por renas, mas uma Troika de cavalos.

Sua residência oficial na Rússia é a cidade de Veliky Ustyug. A residência do Dzied Maroz (Дзед Мароз) bielorrusso está na floresta de Białowieza e a do Moş gerila (o "Pai Dugel") moldavo, na floresta de Codru.

Ver tambémEditar

Notas