Abrir menu principal
Ambox warning pn.svg
Este artigo foi proposto para eliminação semirrápida por um ou mais editores. A(s) justificativas apresentada(s) para eliminação foram:
  • Artigo marcado como "sem fontes" desde agosto de 2009. Foi criado um tópico na Esplanada para apontar este problema e buscar uma solução, mas ninguém demonstrou interesse nesse artigo específico, e o problema persiste. Consequentemente, trago para eliminação. Mister Sanderson (discussão) 22h20min de 23 de maio de 2019 (UTC)
  • Último editor: MisterSanderson

Por favor, melhore o artigo se possível e procure enquadrá-lo dentro das regras do projeto.
Caso não haja oposição à eliminação desta página, ela será suprimida a partir de 28 de maio. Para mais informações, veja Política de eliminação e Eliminação semirrápida.


Encontre referências para o artigo: Google (notícias, livros e acadêmico)


Usuário: Se esta página possui arquivos de mídia que não são utilizáveis em outras páginas, adicione uma nota em WP:PER, para que um administrador lusófono do Wikimedia Commons verifique se ela se encontra no escopo do projeto.

Aviso ao criador: Os principais editores da página podem ser avisados (recomendável) e seu criador (se registrado) deve ser notificado com
{{subst:Aviso-ESR|1=Deflexão eletrostática}} ~~~~
Aviso ao criador com nota de boas-vindas:
{{subst:Av-bv-ESR|1=Deflexão eletrostática|2=~~~~}}

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes está sujeito a remoção.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Deflexão eletrostática é o efeito provocado pela interação entre um elétron, acelerado a uma velocidade v, e um campo elétrico, quando aquele passa pelo interior deste. Essa deflexão se caracteriza por um desvio da rota esperada que o elétron cumprisse.

Se por exemplo, o campo elétrico estiver na direção vertical, sentido de cima para baixo (duas placas paralelas eletricamente carregadas, onde a superior é mais positiva com relação à de baixo), o elétron sofre um desvio para cima, repelido pela placa negativamente carregada e atraído pela positivamente carregada.

A deflexão eletrostática é observada num tubo de raios catódicos (contido em monitores de TV e computador, bem como osciloscópios).

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.