Degeneração hidrópica

Degeneração hidrópica é o acúmulo de água no meio intracelular (hiperhidratação celular), consequência de desequilíbrios no controle do gradiente osmótico no nível da membrana citoplasmática e nos mecanismos de absorção, eliminação de água e eletrólitos intracelulares. Não é aspeto de lesão celular irreverssível.

PatogeniaEditar

  • Desequilíbrio iônico ente sódio e potássio
  • Sódio fica retido intracelularmente, o que provoca a rápida entrada de água na célula e a retenção de potássio extracelularmente.
  • Queda da bomba de Sódio e Potássio, a célula se torna mais permeável, entra muita água da mitocôndria, aumentando seu tamanho e diminuindo o seu metabolismo e a produção de energia (ATP)

Aspecto macroscópicoEditar

  • Aumento de volume tecidual;
  • Tonalidade pálida;
  • Perda da elasticidade do tecido;
  • Brilho característico;

Aspecto microscópicoEditar

  • Células aumentadas de volume
  • Núcleo não é deslocado.
  • Citoplasma com estrutura em "rendilhado"
  • Contornos celulares bem evidentes e corados

Possíveis causadores da Degeneração hidrópicaEditar