Abrir menu principal

Delfim de Pádua Peixoto Filho

Delfim de Pádua Peixoto Filho
Delfim de Pádua Peixoto Filho
Delfim de Pádua Peixoto Filho em entrevista ao canal esportivo Sportv.
Deputado Estadual de Santa Catarina
Período 1971 até 1983
Presidente da Federação Catarinense de Futebol
Período 1985 até 2016
Vice-Presidente da Confederação Brasileira de Futebol
Período 2015 até 2016
Dados pessoais
Nascimento 3 de março de 1941
Itajaí, SC, Brasil
Morte 28 de novembro de 2016 (75 anos)
La Unión, ANT, Colombia
Alma mater Universidade Federal de Santa Catarina
Partido PMDB
Profissão Advogado

Delfim de Pádua Peixoto Filho (Itajaí, 3 de janeiro de 1941La Unión, 28 de novembro de 2016) foi um advogado e político brasileiro, vice-presidente da CBF e presidente da Federação Catarinense de Futebol.[1]

BiografiaEditar

Filho de Delfim Mário Pádua Peixoto e de Dinorah dos Reis Garção Peixoto, bacharelou-se em direito pela Faculdade de Direito de Santa Catarina.

Foi deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 7ª legislatura (1971 — 1975), na 8ª legislatura (1975 — 1979), e na 9ª legislatura (1979 — 1983), eleito pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

Foi presidente da Federação Catarinense de Futebol[2], desde 1985, com mandato até 2016.

Morreu na queda do voo 2933 da LaMia juntamente com a delegação da Chapecoense que estava indo disputar a final da Copa Sul-Americana.[3]

MorteEditar

 Ver artigo principal: Voo LaMia 2933

Delfim foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28 de novembro de 2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellin, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.[4] Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional (COL).[5]

Referências

  1. FERNANDEZ, Martín (7 de dezembro de 2015). «Delfim Peixoto, vice da CBF, detona Del Nero, Eurico Miranda e o Santos». Bastidores F.C. Globo Esporte. Consultado em 30 de novembro de 2016 
  2. Sucessor de Del Nero na CBF, Delfim Peixoto reclama de tentativa de golpe
  3. Barsetti, Silvio (29 de novembro de 2016). «Dirigente que fazia oposição dentro da CBF morre na tragédia». Terra Esportes. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  4. Paulo, iG São (29 de novembro de 2016). «Veja quem estava no voo da Chapecoense que matou 76 pessoas - Futebol - iG». Esporte 
  5. correio24horas.com.br/ Polícia de Medellín confirma morte de 76 pessoas em acidente com avião da Chapecoense

BibliografiaEditar

  • Piazza, Walter: Dicionário Político Catarinense. Florianópolis : Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1985.

Ligações externasEditar