Demonstração do resultado do exercício

A demonstração do resultado do exercício (DRE) é uma demonstração contabilística dinâmica que se destina a evidenciar a formação do resultado líquido devendo ter alterações em um exercício, através do confronto das receitas, custos e resultados, apuradas segundo o princípio contábil do regime de competência.

PeriodicidadeEditar

A demonstração do resultado do exercício oferece uma síntese financeira dos resultados operacionais e não operacionais de uma empresa em certo período. Embora sejam elaboradas anualmente para fins legais de divulgação, em geral são feitas mensalmente para fins administrativos e, trimestralmente para fins fiscais.

LegislaçãoEditar

As legislações que determinam a DRE deixam pouca ou nenhuma liberdade de personalização desse relatório contábil, apontando-se os vários tópicos que deverão ser discriminados em tal demonstrativo. Então, para se apurar o lucro que a empresa adquiriu no período, devem estar indicadas na DRE: as receitas e os rendimentos ganhos no período, independentemente da, sua realização em moeda, bem como os custos, despesas, encargos e perdas, pagos ou incorridos, correspondentes a essas receitas e rendimentos.

A correta elaboração e interpretação do Demonstrativo do Resultado do Exercício é uma ação decisiva no que tange a vida financeira das empresas. É através do Demonstrativo do Resultado do Exercício que diagnosticamos problemas na saúde financeira da empresa e prescrevemos os remédios para intervenção nos problemas, quando necessário.

O Demonstrativo do Resultado do Exercício não deve ser apenas um relatório contábil, ele deve ser principalmente um documento gerencial, tão importante ou mais que o contábil. A DRE nos permite fazer a leitura financeira de forma eficiente e rápida, fazendo as intervenções necessárias para a manutenção da sustentabilidade.

De acordo com a legislação brasileira(Lei nº 6.404, de 15 – 12 – 1976, Lei das Sociedades por Ações), as empresas deverão discriminar na Demonstração do Resultado do Exercício:

Apuração do Resultado do Exercício (ARE)Editar

Apuração do Resultado do Exercício (ARE) é uma prática contábil que compara todas as receitas, os custos e as despesas de uma empresa em um determinado período, com o objetivo de identificar se houve lucro ou prejuízo naquele período, ou seja, apresentar a real situação financeira da empresa ou negócio ao governo. A ARE está diretamente ligada à Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), que é um Demonstrativo Contábil em que essas receitas, custos e despesas são evidenciados, ou seja, é possível identificar de onde vieram e com esses dados coletados a partir da ARE é que monta-se a DRE.

Em suma, a DRE[1] e a ARE possuem o mesmo resultado, porém a DRE é um demonstrativo obrigatório, de acordo com a Lei 6.404/76, é mais detalhado sendo elaborado anualmente e entregue à Receita, enquanto a ARE é apenas um documento que confronta as contas de resultado de forma rápida, com o objetivo de saber se houve lucro ou prejuízo no período e pode ser feita a qualquer momento. As duas são extremamente importantes para a gestão da Empresa, uma vez que buscam identificar o resultado líquido do exercício.

É importante destacar que, segundo a CFC 750/93, o confronto das receitas e despesas deve ser de acordo com o Princípio da Competência, também conhecido como Regime de Competência, que determina uma forma de registrar os eventos, considerando seus fatos geradores, isto é, aqueles fatos que dizem respeito ao patrimônio.[2][3]

Referências

Ligações externasEditar